Rádio Web do Sertão

Anuncie Aqui!

 

Publicidade

 

 

 

Denucie

 

Curta no Facebook

A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e terno

Importante instrumento para a promoção da cidadania, a regularização fundiária oportunizará, a partir de agora, acesso a políticas públicas, segurança jurídica e benefícios sociais para cerca de 2,7 mil pessoas que vivem nas localidades da Ilha do Chié e Ilha do Joaneiro, no Recife. Isso porque o governador Paulo Câmara entregou, nesta quarta-feira (27.12), ao lado do prefeito Geraldo Julio, 450 títulos de posse aos moradores das duas comunidades ribeirinhas que integram a tradicional ocupação da Ponte do Maduro, localizada na área central da capital pernambucana. A solenidade de entrega das escrituras foi realizada na sede da Secretaria Estadual de Habitação, no bairro de Campo Grande.

 

“Era um compromisso e sonho antigos que o Estado tinha com essas pessoas e que nós estamos tendo a oportunidade de realizar, regularizando essas moradias. A partir de agora, essas pessoas vão ter a certeza da posse do terreno em que vivem há anos e poderão passar para os seus herdeiros. Além disso, contarão com todos os instrumentos legais e necessários para garantir os seus direitos e aproveitar as oportunidades”, destacou o governador, registrando sua satisfação em poder concretizar e avançar em mais uma etapa do Plano de Regularização Fundiária de Pernambuco, que teve como tema “Sua casa agora tem dono: você”.

 

Do total de títulos entregues, 190 foram para habitantes da Ilha do Chié e 260 para a Ilha de Joaneiro. Além dessas, serão beneficiadas outras duas comunidades que deram origem à ocupação da Ponde do Maduro: Santa Terezinha e Santo Amaro. Para estas últimas, serão concedidos pelo Governo de Pernambuco 1.625 títulos de posse ainda no primeiro semestre de 2018. Além das entregas desta quarta, outros 284 títulos já foram entregues para moradores da área.

 

Quando estiver totalmente concluída, a regularização da Ponte do Maduro beneficiará 30 mil pernambucanos, como explica o secretário estadual de Habitação, Kaio Maniçoba. “Eu tenho a satisfação de, em quatro meses de trabalho, poder realizar sonhos e entregar dignidade as pessoas, porque é isso que a gente está fazendo no dia de hoje. E a gente não vai parar só com esses títulos de hoje. Nos próximos meses, vamos contemplar outras comunidades do Recife, como Santo Amaro (985 títulos) e Santa Terezinha (640 títulos), para que a gente possa colocar em prática o que foi pensado e iniciado lá atrás, com os ex-governadores Miguel Arraes e Eduardo Campos”, frisou.

 

O prefeito Geraldo Julio agradeceu a oportunidade de poder compartilhar esse momento de realização e gratidão com o povo do Recife, que, segundo ele, é fruto do compromisso e determinação do governador. “Só temos a agradecer ao governador Paulo Câmara pela alegria que ele está nos dando. A gente tem a satisfação de estar aqui, hoje, para entregar a escritura definitiva das casas para essas pessoas guerreiras, que lutaram pela terra, que viram seus pais e avós lutarem pela posse dessa casa e que, agora, vão ter essa garantia. Então, é uma grande conquista para o povo. E a gente fica muito feliz com isso”, declarou.

 

HISTÓRIA - Composto por manguezais, a Ponte do Maduro tornou-se um lar para milhares de famílias que, na década de 1930, fugiram da seca e da dureza do corte da cana. Ao longo do tempo, a área sofreu intervenções urbanísticas que culminaram na regularização fundiária, que significa segurança jurídica para a população. O trabalho do Estado na localidade foi iniciado no primeiro governo de Miguel Arraes (1963-1964), quando foram feitos investimentos na infraestrutura. As políticas habitacionais nas quatro comunidades foram retomadas em 2008, na gestão do ex-governador Eduardo Campos. Hoje, o governador Paulo Câmara tem como foco concluir a entrega dos títulos e o processo de regularização fundiária da área.

 

Emocionada, a presidente da Associação Defensora da Ilha do Chié, Maria da Conceição Duarte, agradeceu em nome de todos os beneficiados e fez questão de lembrar a importância do trabalho realizado pelos ex-governadores Miguel Arraes e Eduardo Campos na luta pela regularização desses terrenos. “Luta sem conquista, não é luta. E essa entrega de hoje está sendo uma verdadeira conquista, porque, graças a Deus, nós temos um governador e um prefeito comprometidos em resolver as dificuldades do povo. Mas não podemos esquecer Arraes e Eduardo Campos, que também batalharam muito para que todos nós chegássemos até aqui”, disse.

 

Participaram do ato também o deputado estadual Isaltino Nascimento; o presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), Raul Goiana; a secretária executiva de Habitação, Adele Ramos; o secretário de Habitação do Recife, Carlos Fernando Filho; o secretário de Saneamento do Recife, Alberto Feitosa; o secretário executivo de Infraestrutura e Habitação do Recife, Roberto Gusmão; o secretário de Governo e Participação Social do Recife, Sileno Guedes; além de  diversas autoridades políticas e lideranças comunitárias da região.