Rádio Web do Sertão

Anuncie Aqui!

 

Publicidade

 

 

 

Denucie

 

Curta no Facebook

Uma reunião no fim da manhã e início da tarde, desta sexta-feira (02),  discutiu saídas para o comércio carnaibano, assustado e preocupado com os reflexos da ação criminosa contra o Banco do Brasil de Carnaíba.

Além de comerciantes do Núcleo de Dirigentes Lojistas do município, participaram o prefeito Anchieta Patriota, o Superintendente Regional do Banco do Brasil, Elízio Ferreira e vereadores.

Mais cedo, uma das principais representantes do NDL, Ilma Valério, disse que o clima é de muita apreensão.

“Já vivemos numa situação muito difícil. Com a ação contra o banco não sabemos o que fazer. Estávamos recuperando um pouco absorvendo clientes de Flores, Quixaba. Agora não sabemos o que fazer”, disse, antes de contar uma ação conjunta para minimizar os danos.

Como já havia adiantado, o prefeito Anchieta Patriota disse ter oferecido à Superintendência um imóvel na Praça Nossa Senhora de Lourdes para que o banco atue provisoriamente até que o prédio que foi danificado na ação seja recuperado. O banco fará uma avaliação.

O Superintendente está estimulando comerciantes a também investirem na utilização de cartões de débito e crédito com taxas mais em conta. Também abrir correspondentes do BB para abrir esse serviço, reduzindo necessidade de busca a outras praças.