Ipem e Procon recolhem balanças e descartam queijos nos mercados de Prazeres e São José

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, através do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem/PE) e Procon/PE, realizaram, neste sábado (16/03), fiscalizações nos mercados de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, e de São José, centro do Recife. A ação teve o objetivo de combater as violações do Código de Defesa do Consumidor e assegurar o direito à informação nas relações de consumo e, pelo Ipem, o intuito foi garantir a segurança do consumidor na hora da compra para não ser lesado por erro de medição na balança.

Nos mercados, os fiscais do Instituto apreenderam 35 balanças por não apresentarem a portaria de aprovação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), ou seja, os equipamentos não garantiam a segurança na pesagem. Já a equipe do Procon descartou cerca de dez barras de queijos que estavam vencidas e recolheu manteigas que seriam vendidas à granel, sem  as informações de data de validade e/ou vencimento. Nesse último caso, o comerciante ficou como o fiel depositário dos produtos e foi feito um relatório. O órgão também fez um trabalho educativo.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, acompanhou a ação e alertou para as irregularidades que também existem nos mercados. “Muitas vezes as pessoas acham que numa feira, num mercado, não acontecem irregularidades, mas, infelizmente, encontramos balanças adulteradas, produtos vencidos e tudo isso coloca em risco a saúde da população e o consumidor não sabe se está pagando pelo que comprou”, elencou. Participaram também a secretária-executiva de Justiça e Promoção dos Direitos do Consumidor, Mariana Pontual, além de gerentes e coordenador do Procon e do Ipem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *