Egressos do sistema prisional requalificam nichos religiosos no Sítio Histórico de Olinda

Nesta quinta (11), as pequenas capelas seculares abrem ao público 

Seis reeducandos do regime aberto e livramento condicional concluíram na manhã desta quarta (10), a requalificação de nichos religiosos no Sítio Histórico de Olinda. Também conhecidos como Passos de Olinda, esses nichos são pequenas capelas centenárias que abrem às portas para a Procissão dos Passos, que vai recriar o Calvário de Jesus nesta quinta (11) e sexta (12). O trabalho dos cumpridores é uma parceria entre a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e a Prefeitura de Olinda.

Com vistas na reinserção social dos apenados e na recuperação das estruturas históricas de Olinda, os reeducandos fizeram a limpeza, conserto e pintura e a iluminação dos nichos. Eles cumprem carga horária de oito horas diárias e têm contrato regido pela Lei de Execuções Penais. O Patronato Penitenciário, órgão vinculado à SJDH, acompanha e oferece aporte psicológico, jurídico e encaminham os apenados para vagas de trabalho.

No trabalho, os nichos da Ribeira, Alto da Sé, Quatro Cantos, 27 de Janeiro e 13 de Maio foram revitalizados. As edificações foram construídas entre os séculos 18 e início do século 19 e ficarão abertas até o domingo de Páscoa.

“Além de voltar para sociedade de forma honesta, estou tendo a honra de trabalhar e lugares históricos como estes. Também faz parte da ressocialização ter acesso à cultura”, contou o reeducando Leandro Paz, 39.

Segundo o superintendente do Patronato Penitenciário, Josafá Reis, na Cidade Patrimônio já são mais de 100 reeducandos trabalhando. “Mantemos um convênio com a Prefeitura de Olinda que já conta com 136 egressos do sistema prisional. Eles atuam na varrição, capinação, conserto e manutenção das vias urbanas de Olinda”, destaca Reis.

Fotos: Ray Evllyn | SJDH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *