Secretaria de Saúde de Sertânia realiza campanha Outubro Rosa

Para chamar a atenção do público feminino a respeito do câncer de mama e câncer do colo do útero, a Secretaria de Saúde de Sertânia deu início a Campanha Outubro Rosa. Com um cronograma de atividades, o Governo Municipal pretende disseminar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce dessas doenças.

A iniciativa vai acontecer nas 10 Unidades Básicas de Saúde da Família, que estão solicitando mamografia e ultrassonografia mamária. Também estão sendo realizados exames de citologia. Além disso, são proferidas palestras com o objetivo de conscientizar a população feminina.

Nesta terça-feira (8) a UBSF do Ferro Novo/Ferro Velho realizou o dia D da unidade, com atendimentos médicos, odontológicos e realização de exames citológicos. O momento contou ainda com a participação de profissionais do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (Nasf), como educador físico, psicólogo e nutricionista. As mesmas ações serão realizadas hoje a partir das 17h na Mario Melo e tem como finalidade atingir as mulheres que trabalham em horário comercial.

Até o dia 31 de outubro, serão realizados “Dias D” nos postos de saúde, com exame preventivo, solicitação de mamografias, rodas de conversa sobre prevenção do câncer de mama e de colo do útero, consultas médicas, odontológicas, vacinação, avaliação nutricional e testes rápidos para diagnóstico da sífilis, HIV e hepatites.

Essas atividades serão feitas no dia 22 em Rio da Barra e Cerâmica; 23, Treze de Maio; e dia 30 em Albuquerque Né. O público alvo deve procurar as unidades nos horários de 7h às 12h e das 14 às 17h, de segunda a sexta-feira.

Como formas de prevenção do câncer de mama e câncer do colo do útero estão a realização de mamografia, autoexame, citológico e vacinação do HPV disponibilizada para meninas entre 9 e 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Essas estratégias diminuem o risco do surgimento das doenças em questão.  Quanto mais cedo o diagnóstico, maiores são as chances de cura.

A Campanha Outubro Rosa surgiu na década de 90 nos Estados Unidos com o intuito de chamar a atenção para o diagnóstico precoce do câncer de mama que é o segundo mais comum entre as mulheres, ficando atrás apenas do de pele. A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (INCA) é que até o fim de 2019, surjam 59.700 novos casos. Já em Pernambuco, 2.680 mulheres serão diagnosticadas no mesmo período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *