AFOGADOS: BOLETIM ATUALIZADO

Afogados da Ingazeira agora conta com mais um caso sob investigação. A paciente tem 23 anos, reside em Afogados, gestante de 36 semanas, deu entrada no Hospital Regional Emília Câmara e após piora do quadro respiratório foi transferida pra o Hospital Barão de Lucena, no Recife.

Seu quadro clínico apresentou saturação de Oxigênio abaixo de 95% e dispnéia. Foi notificada como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e coletada amostra para a testagem de covid-19.

O parto foi realizado com sucesso. Segundo informações do Hospital, o quadro clínico é estável, tanto da paciente quanto do Bebê. Ambos encontram-se internados na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Barão de Lucena.

Governo do Estado distribui 35 novos respiradores para unidades de saúde

Terceiro lote, com oito aparelhos, chegou ao Recife nesta quarta-feira, após ação judicial movida contra a empresa Intermed, em São Paulo
O Governo de Pernambuco recebeu, na tarde desta quarta-feira (29.08), o terceiro lote com oito respiradores, completando os 35 aparelhos obtidos a partir de ordem judicial de busca e apreensão junto à empresa Intermed, em São Paulo. Ainda hoje, os aparelhos começam a ser distribuídos para cinco unidades hospitalares da rede de saúde do Estado. Serão 18 equipamentos destinados ao Recife – para os hospitais Agamenon Magalhães e de Referência Covid-19 Boa Viagem – 10 para o Hospital Dom Hélder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho, cinco para Garanhuns e dois para o Hospital de Referência Covid-19 em Olinda.

Os respiradores foram apreendidos no município de Cotia (SP), no final da semana passada, por determinação do juiz Teodomiro Noronha Cardoso, da 3ª Vara da Fazenda Pública do Recife, atendendo a uma ação impetrada pela Procuradoria Geral do Estado. Os 35 aparelhos haviam sido adquiridos pelo Governo de Pernambuco à Intermed Equipamento Médico Hospitalar Ltda. e deveriam ter sido entregues desde o dia 20 de março. A empresa, porém, se disse impedida de enviar os equipamentos, porque eles teriam sido requisitados pelo Governo Federal.
Entretanto, mesmo após o próprio Ministério da Saúde comunicar em ofício que não havia feito nenhum pleito nesse sentido, a Intermed recusou-se a enviar os aparelhos, levando a PGE a recorrer à Justiça para garantir a entrega. O primeiro lote, com 13 respiradores, foi enviado ao Recife no domingo (26). Na  terça-feira (28), chegaram outros 13 aparelhos, e nesta quarta (29) foram recebidos os oito restantes.

Serra Talhada lança Portal da Transparência COVID-19

O Governo Municipal de Serra Talhada lançou, nesta terça-feira (28/04), o Portal da Transparência COVID-19, plataforma específica que reúne todas as informações contábeis (receitas e despesas), licitações e contratos, legislações, boletins com dados atualizados, planos de contingências, notícias, orientações e ações executadas pelo município no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. 

O secretário de Transparência, Fiscalização e Controle, Thehunnas Peixoto, explica a funcionalidade do portal. “Serra Talhada inova em gestão de transparência  pública, sendo pioneira com um portal da transparência exclusivo sobre a COVID-19, com todas as receitas, despesas e ações de governo executadas. É uma plataforma inovadora e de fácil acessibilidade e navegabilidade, onde a sociedade e os órgãos de controle poderão navegar e verificar as receitas e despesas em tempo real, os processos e procedimentos licitatórios, os contratos e valores de pagamentos, além de informações gerais, orientações técnicas e legislações específicas, ou seja, um portal completo disponível à população”, disse.

Josembergues Melo, secretário de Planejamento e Gestão, enfatiza o empenho do governo em criar ferramentas de fácil acesso à população nesse momento de crise. “O lançamento desta plataforma demonstra o alto nível de responsabilidade e empenho da gestão em manter a população informada sobre todas as ações de combate ao coronavírus. Nossa orientação é que a população acesse com frequência o site da prefeitura, onde estão as plataformas de atendimento, legislação correspondente e agora o Portal da Transparência específico sobre a COVID-19”, afirmou. 

Desenvolvido pela Secretaria de Transparência, Fiscalização e Controle, juntamente com a Secretaria de Planejamento e Gestão, o Portal da Transparência COVID-19 fica localizado no site da Prefeitura Municipal: http://www.serratalhada.pe.gov.br/, e pode ser acessado diretamente através do link: http://www.serratalhada.pe.gov.br/covid19. Toda a legislação referente ao coronavírus também pode ser acessada através do link: www.serratalhada.pe.gov.br/legiscovid19

Além do Portal da Transparência, a Gestão Municipal já havia lançado duas ferramentas eletrônicas de atendimento ao público no período de pandemia, que se tratam das plataformas “Atendimento ao Público e Servidor Municipal” e “Atendimento ao Contribuinte”, através das quais a população pode apresentar requerimento de todos os serviços ofertados pela Prefeitura Municipal.

Portal da Transparência COVID-19: http://www.serratalhada.pe.gov.br/covid19

Legislação Específica referente ao Coronavírus: www.serratalhada.pe.gov.br/legiscovid19

Operação em Afogados de Ingazeira coíbe o transporte interestadual clandestino para reduzir a transmissão do novo coronavírus

Como mais uma ação para interromper a cadeia de transmissão do novo coronavírus, o Ministério Público Pernambuco (MPPE) atua para a diminuição da propagação do Covid-19, ampliando o controle do fluxo de pessoas com tráfegos interestaduais na região do Pajeú. As Promotorias de Justiça de Afogados da Ingazeira, em conjunto com o 23º Batalhão de Polícia Militar e as Secretarias de Saúde e de Finanças, deflagraram operação de interdição das empresas clandestinas de transporte interestadual. No sábado (25), foram interditados cinco estabelecimentos e apreendidos 13 ônibus. Mais três ônibus vindos de São Paulo, um veículo modelo D-20 e uma VAN também foram apreendidos, no domingo (26).

A operação vem tendo desdobramentos de dias, porque no processo de interdição dos estabelecimentos obtiveram-se informações de chegadas de outros ônibus, a exemplo do domingo (26), que com passageiros vindos de São Paulo com destino a cidade de Flores (região do Pajeú). O MPPE tomou conhecimento de que os desembarques, em Flores, tinham por objetivo burlar a fiscalização e as barreiras sanitárias de Carnaíba e Afogados da Ingazeira, inclusive utilizando-se de vários veículos pequenos saídos de Afogados para buscar os passageiros em sítios no município de desembarque.

O MPPE contou ainda com a cooperação do 14o Batalhão de Polícia Militar para a barreira na PE-320, antes da entrada de Princesa Izabel, município da Paraíba, e a abordagem e condução e apreensão do ônibus para a Delegacia de Flores, com a participação da equipe da vigilância Sanitária que cadastrou os passageiros para o monitoramento da saúde.
As informações coletadas foram repassadas para as vigilâncias sanitárias de seis municípios que eram os destinos finais dos passageiros. Para a interdição dos estabelecimentos em Afogados da Ingazeira, o MPPE acionou as Secretarias Municipais de Saúde e de Finanças.

De acordo com o coordenador da 3ª Circunscrição, o promotor de Justiça Lúcio Luiz de Almeida Neto, “a clandestinidade dos transportes de passageiros interestaduais sem informar as rotas, horários de chegadas de pessoas, para fins de cadastramento, orientação, monitoramento e controle da quarentena, prevista na Lei Federal nº 13.979/2020, bem como a Portaria Interministerial nº05/2020, dos Ministérios da Saúde e Segurança Pública, afeta a estratégia de controle da pandemia do Covid-19 e de saúde pública da região de se evitar a propagação acelerada do novo coronavírus e, consequentemente, o colapso do sistema de saúde”.

Revenda de produtos à domicílio – Além dessa operação, na segunda-feira (27), a 1ª Promotoria de Justiça de Afogados da Ingazeira desencadeou outra, requerendo às Secretarias Municipais de Finanças e de Saúde para que as empresas que revendem produtos de “porta-em-porta” se abstenham de enviar seus vendedores para outros estados, com finalidade de efetuar esse tipo de serviço, considerando que tal nível de contato e proximidade vai contra a determinação do isolamento social para o devido enfrentamento da pandemia do Covid-19.

Prefeitura de Petrolina registra aumento de quase 500 mil toneladas de lixo durante a pandemia 

Durante o período de isolamento social, a população tem sido recomendada a ficar em casa. Com crianças, adultos e idosos mais tempo no lar, a prefeitura percebeu um aumento considerável na produção de lixo domiciliar, em Petrolina. Comparando os dados de março deste ano com o mesmo período em 2019, foram produzidos 7% a mais de resíduos sólidos apenas pela coleta nas residências.

Esse dado pode parecer pequeno ao ser analisado em percentual, mas significa que quase 500 mil toneladas de lixo foram produzidas a mais em um único mês. No total, foram 5.904,55 toneladas no ano passado, contra 6.338,57 toneladas em 2020.

O cronograma de recolhimento do lixo doméstico permanece o mesmo executado anteriormente tanto na área urbana quanto na zona rural do município.  Em caso de qualquer anormalidade, a população pode entrar em contato com a prefeitura pelo canal oficial da gestão, pelo WhatsApp, através do telefone 87 98100-1883

IPA viabiliza a aplicação de R$ 7.637.674,61 no Programa de Aquisição de Alimentos em PE

Atenção interessados no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA ...

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) viabiliza a aplicação de R$ 7.637.674,61 em compras de produtos da agricultura familiar, por meio do através do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), modalidade Compra Simultânea. Nesse período, foram adquiridos 2.802,905 quilos de alimentos, adquiridos de 4100 agricultores familiares, que foram entregues a 699 instituições beneficentes cadastradas, de 108 municípios, dentro das ações do PAA.

A movimentação foi efetuada de março de 2019 até abril deste ano. A ação do IPA, dentro do Programa de Aquisição de Alimentos – PAA, é realizada por meio de parceria firmada com o Ministério da Cidadania, estabelecida no Termo do Adesão 003/2018, Proposta nº 000.005.046.26/2018.

Em Abril, foram adquiridos 163.459,67kg, totalizando R$ 413.366,26, beneficiando 358 agricultores em 43 municípios. A previsão é investir mais R$ 1.362.325,41, até maio, totalizando R$ 9.000.001,34. Em função das medidas protetivas recomendadas pelas autoridades em saúde pública e determinadas pelo Estado, as ações do PAA foram priorizadas, de forma a manter e ampliar o fornecimento de alimentos nas entidades cadastradas, especialmente as socioassistenciais de longa permanência.

Presente em 185 municípios pernambucanos, o IPA tem papel fundamental na execução do PAA. Por meio da prestação dos serviços de assistência técnica e extensão rural (ATER) é promovida a qualificação dos agricultores, o mapeamento da produção local, além do planejamento da aquisição e doação da produção.

A força da ação pode ser comprovada pelos resultados registrados no período compreendido entre 2015 e junho de 2018. Foram aplicados mais de R$ 30,5 milhões para aquisição de doação de R$ 9,2 milhões quilos de alimentos, adquiridos de 4,7 mil agricultores de base familiar, elevando em 25% os ganhos na comercialização.

Os produtos foram doados a mais de 600 entidades socioassistenciais, que forneceram refeições a cerca de 168 mil pessoas, em situação de insegurança alimentar e nutricional, em 115 municípios pernambucanos, em todas as regiões.

O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) foi criado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), por meio do art. 19 da Lei nº 10.696, de 02 de julho de 2003. A finalidade é promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar.

Confira os critérios para participar:

Agricultores:

1) Possuir DAP ( Declaração de Aptidão ao PRONAF);

2) Ser agricultor familiar, assentados da reforma agrária, silvicultores, aquicultores, extrativistas, pescadores artesanais, indígenas, quilombolas, integrantes de comunidades tradicionais;

3) Ser assistido pelo IPA.

Entidades:

1) Entidades da rede socioassistencial, municipais ou estadual, q atendam pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional, q fornecem refeições, tem registro no Conselho Municipal de Assistência Social e cozinha minimamente apta para armazenar e preparar as refeições.

Prefeitura de Sertânia recebe parte do duodécimo da Câmara de Vereadores para combate ao coronavírus

O Prefeito de Sertânia, Ângelo Ferreira, recebeu na manhã desta terça-feira (28), das mãos do presidente da Câmara de Vereadores, Antonio Henrique (Fiapo), o comprovante de transferência bancária, com parte do duodécimo do legislativo, no valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais). Esses recursos estão sendo direcionados ao executivo municipal, para serem usados exclusivamente, no combate à Covid-19.

A iniciativa foi possível graças à aprovação, por unanimidade, do projeto de lei 02/2020, que permite a Câmara de Vereadores de Sertânia repassar para a Prefeitura, mensalmente, a sobra do duodécimo, isso após serem tiradas as despesas do legislativo. Os repasses acontecerão apenas enquanto durar a pandemia do novo coronavírus.

O Prefeito Ângelo Ferreira e a Secretária de Saúde, Mariana Araújo, aproveitaram a oportunidade do encontro, que aconteceu na Escola Municipal Isaura Xavier dos Santos, para prestarem contas aos parlamentares, sobre as medidas que a gestão tem tomado para lidar com a situação de calamidade pública, causada pela doença.

Lembraram a compra de equipamentos para os órgãos de Saúde e EPIs; contratação de uma equipe para treinar os profissionais do Hospital e da Atenção Básica, além de outros servidores que estão envolvidos com a pandemia, como os Coveiros; e detalharem como vão funcionar as gratificações temporárias dos trabalhadores que exercem atividades presenciais de apoio, enfrentamento e prevenção da Covid-19.

Além do prefeito Ângelo Ferreira e da Secretária de Saúde, Mariana Araújo, participaram da reunião: o chefe de gabinete, Antônio Cajueiro Neto; Secretário de Desenvolvimento Social e Cidadania, Paulo Henrique Ferreira; Diretor Financeiro da Câmara, Diomedes Cordeiro; o Presidente da Câmara de Vereadores de Sertânia, Antonio Henrique (Fiapo); e os vereadores, Zuza do Padre, Junhão Lins, Severino Veras, Cândido Rocha e Washington Passos.

Serra Talhada usa termômetros infravermelhos nas unidades de saúde, rodoviária e barreiras sanitárias 

A Prefeitura de Serra Talhada, através da Secretaria de Saúde,  iniciou o uso de termômetros digitais infravermelhos para medição da temperatura corporal das pessoas, facilitando a identificação de sintomas suspeitos da COVID-19. 

A ação de medição da temperatura corporal está sendo realizada nas cinco barreiras sanitárias implantadas nos principais pontos de acesso à cidade, nas unidades de saúde que acompanham casos suspeitos, no monitoramento de passageiros que chegam ao Terminal Rodoviário e durante as visitas da Vigilância Sanitária às pessoas recém-chegadas de outros municípios.

“Nós implantamos diversas medidas para prevenir o avanço do vírus dentro do nosso município, e entre essas medidas está a aquisição de termômetros digitais infravermelhos que já estão sendo usados nas barreiras sanitárias, nas unidades de saúde e pela equipe da Vigilância Sanitária, que faz a fiscalização de passageiros na rodoviária e visita às pessoas que se encontram em monitoramento”, explicou a secretária-executiva de Saúde, Alexsandra Novaes. 

Somente nesta terça-feira (28/04), as barreiras sanitárias abordaram 1.643 pessoas em 743 veículos, identificando 07 pessoas sintomáticas. O município permanece com 08 casos confirmados de coronavírus, 09 casos em investigação, 27 descartados e 01 caso recuperado.

Brasil bate recorde em número de óbitos e ultrapassa a China, mostra balanço

 (Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP)
Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP

Por: FolhaPress

O Brasil bateu um novo recorde de mortes registradas em 24 horas, com 474 óbitos, e ultrapassou a China no número de mortes causadas pelo novo coronavírus. O recorde anterior do Brasil era de 23 de abril, com 407 vítimas.
O país é agora o nono país com mais vítimas no mundo.
Segundo o boletim mais recente do Ministério da Saúde, ao todo 5.017 pessoas morreram por Covid-19. A China, por sua vez registra 4.637 mortos, a maioria em Wuhan, na província de Hubei (4.512).
No Brasil, os casos confirmados também estão mais concentrados em uma região, a Sudeste.
Os primeiros casos confirmados do novo coronavírus foram registrados em Wuhan, na China, em dezembro de 2019. Já no início da pandemia o país determinou uma quarentena sem precedentes nas cidades afetadas. O isolamento, ao que tudo indica, levou a diminuição do número de novos casos confirmados por dia e culminou no relaxamento da quarentena no fim de março.
O recorde de mortes por coronavírus em 24 horas registradas na China aconteceu em 17 de fevereiro, após o país asiático adotar uma nova metodologia para confirmação de casos e vítimas.
A velocidade com que o vírus se alastra e causa mortes no Brasil é similar à observada na China. Ambos os países levaram cerca de dois meses para atingir os primeiros mil mortos após o registro do primeiro caso.
Os dados sobre mortes nos dois países desde o surgimento do vírus indicam que o Brasil ultrapassou a China devido à queda no número de novas mortes do país asiático. No intervalo de 18 dias, entre 29 de março e 16 de abril, a China registrou 42 mortes novas mortes. No mesmo período, O Brasil registrou 1.788.
Assim como na China, é possível que no Brasil haja subnotificação do número de pessoas infectadas e de mortes causadas pela Covid-19.
Em São Paulo, por exemplo, os cemitérios públicos têm recebido por dia entre 30 a 40 corpos de pessoas que morreram com suspeita de estarem contaminadas pelo novo coronavírus.
Por causa do atraso nos resultados dos testes laboratoriais que confirmariam a infecção, a maior parte desses óbitos não entrou nas estatísticas oficiais do Ministério da Saúde.
No início de abril, alguns estados e municípios brasileiros relataram uma média de 1 caso de coronavírus para cada 30 suspeitos. A falta de kits e a inexistência de uma portaria que detalhasse quais casos deveriam ser contabilizados como confirmados ou suspeitos foi apontada como sendo a possível causa para a subnotificação.
Após uma resposta inicial turbulenta, com direito a censura em redes sociais e restrição de informações, a China zerou pela primeira vez, em 18 de março, a transmissão local do Sars-CoV-2.
Com os resultados positivos oriundos do isolamentos social, o país começou a ensaiar ainda em março o relaxamento da quarentena. No dia 28 daquele mês, o metrô voltou a funcionar junto com outros serviços de trem em Hubei.
Enquanto isso, no Brasil, os primeiros casos confirmados de transmissão sustentada eram anunciados pelas autoridades sanitárias do estado de São Paulo, onde a quarentena que estava prevista para chegar ao fim em 22 de abril foi prorrogada para 10 de maio.
No dia 22 de abril, o governador João Doria anunciou que a “reabertura econômica” do estado começaria em 11 de maio. Apenas um dia mais tarde, porém, Doria disse afirmou que poderia voltar atrás quanto a reabertura caso os índices de isolamento social não ficassem acima de 50%.
Pelo menos 24 cidades de São Paulo flexibilizaram a quarentena via decreto a revelia das determinações do governo estadual. O governador ameaçou, inclusive, entrar na Justiça contra as prefeituras. Não foi preciso.
O Ministério Público suspendeu a reabertura do comércio em pelos menos 11 cidades que chegaram a reabrir lojas ou apontar datas para retomada.
Enquanto na China, ao que se sabe, não houve interrupções ou grandes manifestações contrárias a quarentena, no Brasil, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro –que se manifestou diversas vezes contra o isolamento social– têm participado de carreatas pedindo o impeachment do governador paulista e a reabertura da cidade.
Bolsonaro tem visto sua popularidade cair devido à forma como está gerindo a pandemia no país. O presidente chegou a demitir o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, por manter a orientação a favor da quarentena.
Para evitar novo desgaste e a exposição de desacordos no alto escalão do governo, o novo ministro, Nelson Teich, passou por treinamento sobre como lidar com a imprensa.
Teich não começou bem e conta com a reprovação de secretários de Saúde. Segundo eles, não houve mais diálogo com o ministério desde o dia 17 de abril, quando o novo ministro tomou posse.
Com Mandetta, afirmam, as conversas eram diárias.
Após críticas, o ministro marcou a primeira reunião com presidentes de conselhos de secretários para esta quarta (29).
Até o momento, os EUA registram o maior impacto do coronavírus no mundo. O país atingiu nesta terça 1 milhão de casos confirmados de Covid-19, marca inédita entre os 185 países impactados pela pandemia. O patamar alarmante foi atingido 12 dias depois que o presidente Donald Trump anunciou um plano para a reabertura econômica dos estados americanos

Os  comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Após Brasil ultrapassar China em mortes por covid-19, ministro da Saúde admite agravamento da pandemia

Com  474 mortes confirmadas nas últimas 24 horas, Brasil bate novo recorde e ultrapassa China...No dia em que o Brasil chegou a um novo recorde diário de mortes confirmadas de covid-19, o ministro da Saúde, Nelson Teich, reconheceu que há um agravamento da pandemia no País. O número de óbitos chegou a 5.017, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta terça-feira (28). Com esse novo marco, o País superou o total de óbitos registrado na China (4.637), primeiro epicentro do novo coronavírus.

“Como a gente tem uma manutenção desses números elevados e crescentes, a gente tem que abordar isso como um problema, como uma curva que vem crescendo, como um agravamento da situação”, afirmou Teich em coletiva de imprensa na noite desta terça. Ele disse, contudo, que esse crescimento está restrito a cidades como Manaus, Recife, São Paulo e Rio de Janeiro.

Sobre esses locais, o ministro afirmou que a pasta irá “continuar acompanhando e vendo a evolução”.

De acordo com o ministério, os casos confirmados na população brasileira somam 71.886, e a taxa de letalidade é de 7%.

Em 24 horas, de segunda (27) para esta terça-feira (28), foram 474 novos óbitos confirmados, um aumento de 10,4%. No mesmo período, foram registrados 5.385 novos casos, um crescimento de 8,1%.

O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, informou que 146 das mortes confirmadas nas últimas 24 horas ocorrem nos últimos 3 dias e que “boa parte dos óbitos” já estava em investigação. Segundo ele, essas investigações laboratoriais foram “concluídas e atualizadas”. Ele acrescentou Fortaleza (CE) no rol de cidades com situação mais crítica, além das citadas por Teich.

Quanto à resposta às demandas dos hospitais nos estados e municípios, o secretário-executivo da pasta, Eduardo Pazuello, afirmou que “bastante coisa” foi adquirida. De acordo com ele, a partir desta quarta-feira (29), 185 respiradores serão entregues aos locais mais afetados. Ele prometeu também a entrega de kits de EPIs (equipamento de proteção individual) e novos contratos de profissionais da saúde, mas não informou números.

Nesta terça-feira, o ministro se reuniu com governadores da região Norte. Na quarta, será a vez de encontros com chefes do Executivo do Sul e do Nordeste. Na sequência, serão contemplados governos do Sudeste e Centro-Oeste. “A gente sabe o quão difícil está sendo conseguir recursos como respiradores e EPIs no mundo”, disse.