Prefeito Ângelo Ferreira fala sobre ações de combate à Covid-19 e nega lockdown completo

Em entrevista à rádio Cultura de Caruaru, o gestor destacou as medidas adotadas para conter o avanço do novo coronavírus em Sertânia

O prefeito de Sertânia Ângelo Ferreira participou nesta segunda-feira (30) do programa Nova Manhã, da Rádio Cultura de Caruaru. O gestor foi convidado para falar sobre as novas medidas de prevenção contra a Covid-19 e detalhou o que está sendo feito pela Prefeitura para conter o avanço da doença no município.

“Tomamos decisões baseadas nas recomendações da Secretaria de Saúde e da Vigilância em Saúde. Proibimos festas em clubes, bares e similares e venda de bebidas alcoólicas para consumo “in loco”. Além disso, suspendemos parques de diversões e isolamos os brinquedos nas praças públicas. Também proibimos atividades esportivas nas quadras, ginásios, estádios e campos de futebol. Tudo com a proposta de evitar aglomeração de pessoas e consequentemente a propagação do novo coronavírus em Sertânia”, disse Ângelo.

O prefeito explicou que essas medidas tiveram início no dia 27 de novembro e valem por 20 dias. “Nesse período vamos observar a situação da pandemia no Brasil para avaliar se iremos manter essas restrições. Mas acreditamos que essas ações irão barrar qualquer crescimento da Covid-19 em Sertânia, por isso não existe no momento a possibilidade de lockdown completo”, destacou.

Questionado sobre a fiscalização para o cumprimento dessas medidas, Ângelo falou que o controle acontece através de vistorias feitas pela Vigilância em Saúde de Sertânia e pela Guarda Civil Municipal, com apoio, inclusive, da Polícia Militar. O gestor informou que o município está equipado para atender os casos do novo coronavírus e dentro desse assunto destacou a implantação do Centro da Covid-19 e a compra de respiradores e ambulâncias, além do reforço na equipe de profissionais.

“Antes mesmo da pandemia, no início do nosso governo, nós procuramos estruturar o serviço de saúde de Sertânia. Temos esse cuidado com a população, que neste momento, também nos cobrava medidas contra a Covid para evitarmos o avanço da doença e principalmente casos graves. Uma providência para que a situação não piore”, disse.

Assessoria de Imprensa:

Daiane Rocha

“Passada as eleições, é hora de focar na agenda Brasil”, destaca Silvio Costa Filho

Após as eleições municipais, o deputado federal Silvio Costa Filho (Republicanos) entende que agora é hora de focar na agenda das reformas que o Brasil precisa. O parlamentar destaca que o país vive um momento muito difícil por causa das crises sanitária e econômica. Silvio pontua que o país tem um quadro preocupante com mais de 14,1 milhões de desempregados, um dos piores índices dos últimos anos, com um déficit de mais de R$ 800 bilhões, diferente da perspectiva do início do ano, que era R$ 120 bilhões. Além disso, há previsão de queda de mais de 5% no Produto Interno Bruto (PIB) e de uma baixa capacidade de investimento. O deputado acredita ser preciso que o Congresso Nacional avance na agenda Brasil.

“Falei com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e me coloquei à disposição para, nos próximos 60 dias, focarmos na agenda das reformas. Entendo que precisamos avançar na reforma tributária, na reforma administrativa e no novo pacto federativo. Além disso, precisamos buscar programas que estimulem o desenvolvimento econômico através de parcerias público-privadas, sempre com um olhar para o desenvolvimento social. Neste momento, o auxílio emergencial, ou a proposta do Renda Brasil, tem que entrar na ordem do dia, além dos investimentos em todas as carências sociais do Brasil”, pontuou.

Silvio, que é presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Novo Pacto Federativo, coloca o mandato à disposição dos prefeitos de Pernambuco. “Sou um municipalista convicto e entendo que, só através do fortalecimento das nossas cidades, vamos melhorar a qualidade de vida da população. Por isso, sou um defensor do novo pacto federativo, ou seja, menos Brasília e mais Brasil. Temos que fazer com que os estados e municípios recuperem a capacidade de investimento e tenham mais dinheiro para investir em infraestrutura, saúde, educação, entre outras áreas.

Quero me colocar à disposição de todos os prefeitos de Pernambuco para ajudar, em Brasília, na viabilização de recursos e investimentos para as nossas cidades. É preciso, mais do que nunca, nos próximos dois anos, de muito diálogo, unidade e trabalho para ajudar o Estado e o Brasil”, finalizou.