Ana Carolina

Editora estagiária do Blog Zulene Alves.

Importância da Agricultura familiar é tema da palestra do gestor da SARA, Wellington Batista, na ExpoSertão 2018

Secretário de Agricultura também participou de mesa de debates ao lado da prefeita de Petrolândia e demais autoridades, em auditório lotado

Atendendo a convite da gestão municipal de Petrolândia, no Sertão de Itaparica, o secretário de Agricultura e Reforma Agrária (SARA), Wellington Batista, proferiu palestra sobre o tema “Importância da Agricultura Familiar”, para auditório lotado. O evento aconteceu neste sábado (10) durante realização da 4ª edição da Feira de Empreendedorismo e Negócios de Petrolândia (Exposertão), um dos maiores eventos de negócios do interior do Estado. A feira foi encerrada neste domingo, no Parque João Pernambuco.

 

Na ocasião, que contou com a presença da prefeita Jane Souza, também houve  palestras com o mesmo tema, feitas pelo superintendente regional do Incra do Médio São Francisco, Bruno Medrado, e pelo  delegado federal do desenvolvimento agrário de Pernambuco, Rodrigo Almeida. O secretário de Agricultura abordou diversos aspectos do tema, a exemplo dos números relacionados ao setor no Estado, das leis federal e estadual, as dimensões da agricultura familiar em Pernambuco, no Nordeste e no Brasil, a participação do setor no PIB, os principais produtos e os desafios e perspectivas para a agricultura. Wellington Batista reforçou que 70% dos alimentos que chegam à mesa da população são produzidos pela agricultura familiar, garantindo a segurança alimentar e nutricional.

 

Esclareceu que o governador Paulo Câmara trata o tema como uma de suas prioridades, por isso o Governo de Pernambuco, por meio da SARA, vem realizando diversas ações e projetos de apoio ao setor, como obras hídricas (sistemas simplificados de abastecimento, poços, barragens e cisternas); assistência técnica e extensão rural, programas Garantia Safra e Leite de Todos, apoio às feiras agroecológicas e da agricultura familiar em diversos municípios, dentre outros. “Todas as políticas públicas são executadas com muito empenho pela SARA e vinculadas, considerando também a importância do diálogo com associações, movimentos sindicais e sociais”, pontuou o secretário. Após as palestras, houve uma mesa de debates, com abertura de perguntas ao púbico, respondidas pelas autoridades presentes.

 

Ao final, foram entregues 14 títulos de posse do Iterpe à famílias do assentamento Januário Moreira, que, neste ano, já haviam recebido outros 112 títulos. Participaram do evento José Cláudio, secretário executivo da Agricultura Familiar (SEAF), da SARA; Augusto Miranda, gerente de Reordenamento Agrário do Iterpe; Kleyton Lima, coordenador do Escritório do ProRural em Petrolândia, Rogério Viana, secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário de Petrolândia; Onildo Cantarelli, secretário de Agricultura de Itacuruba; Emanoel Guedes, secretário adjunto de Agricultura de Itacuruba; Raquel Alice, do Sebrae; e Geraldo Firmino, do Projeto Dom Hélder.

 

Edição 2018 – A ExpoSertão tem foco na cultura empreendedora e geração de oportunidades de negócios, e como objetivo principal divulgar os potenciais do Sertão e incentivar o desenvolvimento sustentável na região. É realizada pela prefeitura municipal de Petrolândia, em parceria com Sebrae, Sesc, Senac, Fecomércio e ADDiper. Esta edição contou com programação diversificada sobre agropecuária, turismo, comércio e serviços, e palestrantes de renome nacional e internacional, além de atrações culturais e musicais. Palestras, seminários, encontros, mesas redondas, desfiles de moda, concurso da ovinocaprinocultura, festival gastronômico, feira de artesanato, feira do peixe vivo, apresentações musicais e culturais, parque de diversões, premiações e escolha dos empreendedores de destaque da região foram atrações da feira.

Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira inicia Projeto Câmara nas Escolas

A Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira inicia esta semana o Projeto Câmara nas Escolas. O Projeto é idealizado pelo presidente da Casa, vereador Igor Mariano, e conta com o apoio de todos os parlamentares. O presidente falou da sua expectativa; “Esse é um projeto que vinha batalhando para destravar desde o início do ano, visa educar nossos jovens sobre o papel do legislativo, estou muito feliz que vamos conseguir realizar este momento de discussão, agradeço demais a Secretaria de Educação e aos professores da rede municipal, sem eles isso não seria possível”, destacou Mariano.

O que é o Projeto?

O Projeto foi criado pela Câmara Municipal e conta com o apoio irrestrito da Secretaria de Educação e dos professores da rede municipal. Na sua essência o projeto visa aproximar os alunos da rede municipal com o Poder Legislativo, os alunos do 9º ano terão a oportunidade de visitar as instalações da Câmara Municipal e discutirem com os vereadores as funções e o papel do legislativo, suas comissões, formas de proposições, etc. Também teremos um momento de perguntas e respostas sobre as atividades do legislativo à luz da Constituição Federal, da Lei Orgânica Municipal e do Regimento Interno da Casa.

Quais as escolas que poderão participar do Projeto?

Todas as escolas da rede municipal de ensino, o público alvo acordado entre Câmara Municipal e Secretaria de Educação foram os alunos do 9º ano.

Os alunos receberão algum material didático?

Sim, foi elaborada uma cartilha detalhada pela Câmara Municipal sobre todos os temas que serão debatidos na visita até o Poder Legislativo, todos os alunos receberão este material.

Serra: Posto Policial é inaugurado no Distrito de Varzinha

A Prefeitura de Serra Talhada e o 14º Batalhão de Polícia Militar (BPM) inauguraram, na última quinta-feira (08), o Posto Policial do Distrito de Varzinha. O equipamento funciona no prédio do antigo posto de saúde da comunidade, que foi reformado, mobiliado e doado pela Prefeitura Municipal à Polícia Militar para implantação do Posto Policial, atendendo uma demanda da população por mais segurança.Na ocasião, o prefeito Luciano Duque destacou a implantação de mais um posto policial em parceria com a Polícia Militar e anunciou o início das obras de saneamento do açude de Varzinha. “Depois da Primeira Companhia no Vila Bela estamos entregando mais um equipamento junto com a Polícia Militar, um posto que vem para trazer mais segurança para Varzinha e também para Caiçarinha da Penha e Tauapiranga. Agradeço a todos que contribuíram, aos vereadores de oposição e situação, ao comando da Polícia Militar e a população por mais essa conquista. E quero anunciar também que conseguimos os canos junto à Codevasf e ao deputado Fernando Filho e vamos iniciar a obra de saneamento do açude da comunidade, implantando uma rede de esgoto para que a partir do ano que vem a populaç ão tenha água limpa para utilizar”, afirmou.O Posto Policial dispõe de viatura própria e guarnição diária com três policiais militares. “Isso era um pedido da população, ouvimos os representantes da comunidade, fizemos um estudo de situação, o governo do Estado entrou com armamento, viatura e efetivo e o governo municipal com a instalação e mobília do local, e juntos nessa parceria realizamos o sonho da comunidade de Varzinha e de toda zona rural próxima, onde vamos trazer projetos sociais como o PROERD, Patrulha Mirim, Patrulha Maria da Penha e esportes, porque entendemos que não é somente repressão, os projetos sociais são fundamentais”, destacou o comandante do 14º BPM, Tenente-Coronel Girley Figueiredo.Moradora de Varzinha, Lúcia Araújo comemora a chegada da Polícia Militar na comunidade. “A gente lutou, fez abaixo-assinado porque estavam acontecendo muitos assaltos eVarzinha precisava de segurança, agora estamos felizes e agradecidos ao prefeito Luciano Duque por doar o prédio e ao comandante Figueiredo que deu a palavra e cumpriu”. Mesma opinião compartilha o jovem morador Michel oliveira. “Fazia um tempo que esperávamos a presença da polícia por causa dos delitos na região, começamos a nos unir e fomos atendidos pelo prefeito Luciano Duque e pelo comandante da polícia que fizeram o que estavam ao alcance e hoje nos sentimos muito mais seguros”, disse.

Prova de matemática do Enem 2018 teve dificuldade média e exigiu que candidatos ‘matassem charadas’, diz professor

Ao G1, professor de matemática que fez a prova do Enem 2018 disse que questões demandavam tempo do candidato até descobrir que habilidade estava sendo exigida.

Inscrito no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018, o professor de matemática Felipe Freire, do Sistema COC de Ensino, fez o segundo dia de provas neste domingo (11) e afirmou ao G1 que o conjunto de 45 questões de matemática teve dificuldade média. A partir das 18h, o G1 terá um programa ao vivo para corrigir e comentar a prova. E também apresentará um gabarito extraoficial. O gabarito oficial das provas só será divulgado na próxima quarta-feira (14), e as notas individuais saem no dia 18 de janeiro.

“No conceito geral, posso classificá-la como média. Não posso classificá-la como fácil, mesmo tendo questões de resposta óbvia, mas também não posso falar que a prova foi extremamente difícil, exceto na parte da interpretação das questões”, afirmou ele.
No geral, Freire afirmou que o nível da prova foi “pesado”, no sentido de que os estudantes precisavam de um certo tempo para interpretar o enunciado e descobrir qual era a habilidade exigida. “Se você fosse relacionar as interpretações das questões, para o aluno matar qual era a charada da questão até o desenvolvimento dela, demandava um tempo”, explicou ele.

Elogios aos gráficos
“Os gráficos foram muito bem utilizados durante praticamente todas as questões. Sem falar que questões que englobavam somente interpretação de gráfico caíram em peso”, afirmou Felipe Freire. “Do gráfico você partia para o cálculo e do cálculo você partia para o gráfico, essa correlação era constante.” Minecraft, orquídeas, carro ‘flex’…
O segundo dia de provas do Enem 2018 teve questões sobre mutação genética, rastreamento de bagagem nos aviões e corrente elétrica dos peixes. Uma questão que se destacou foi inspirada no popular game Minecraft para exigir dos candidatos conhecimentos para calcular a dimensão de um cubo.

#AprendinoEnem

Como já virou tradição, muitos candidatos foram direto ao Twitter depois de saírem do local de provas. O objetivo é brincar com os temas que apareceram nas questões. Neste ano, Minecraft ganhou destaque entre os memes na rede social.

Fonte: G1

Médico Roberto Kikawa, criador das Carretas da Saúde, é morto a tiros em São Paulo

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o gastroenterologista de 48 anos foi vítima de assalto no Ipiranga, Zona Sul da capital.

O médico gastroenterologista Roberto Kunimassa Kikawa foi morto a tiros na noite deste sábado (10) durante um assalto no bairro do Ipiranga, na Zona Sul de São Paulo. Kikawa tinha 48 anos e é conhecido por ter fundado, em 2008, a Carreta da Saúde, iniciativa que leva atendimento médico especializado em unidades móveis a pacientes de baixa renda do SUS. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), policiais militares foram acionados para atender a uma ocorrência de disparo de arma de fogo na Rua do Manifesto. Ao chegar lá, encontraram o médico dentro de seu jipe.

Kikawa chegou a ser socorrido ao Hospital Ipiranga, mas não resistiu aos ferimentos. A secretária dele, que o acompanhava no momento do assalto, informou à polícia que dois homens armados os abordaram quando eles estavam dentro do carrro. Os criminosos ordenaram que eles deixassem o veículo. Quando Kikawa saiu do carro, foi baleado. O caso foi registrado no 16º Distrito Policial, da Vila Clementino.

O CIES Global (Centro de Integração de Educação e Saúde), entidade da qual Roberto Kikawa era diretor executivo, divulgou nota de pesar na qual afirma que o gastroenterologista “fundou o Projeto CIES em 2008 com uma Carreta da Saúde, em cumprimento a uma promessa que fez ao pai, vítima de um câncer”. “O juramento consistia que ele fosse um médico mais humano, que olhasse nos olhos das pessoas e as atendesse com a atenção que mereciam”, diz a nota do CIES Global.

Veja a íntegra da nota de pesar do CIES Global:

“O CIES Global comunica, com imenso pesar, o falecimento do nosso fundador e diretor executivo, Roberto Kunimassa Kikawa, vítima da violência na cidade de São Paulo, após o disparo de tiros em um assalto. O médico gastroenterologista fundou o Projeto CIES em 2008 com uma Carreta da Saúde, em cumprimento a uma promessa que fez ao pai, vítima de um câncer. O juramento consistia que ele fosse um médico mais humano, que olhasse nos olhos das pessoas e as atendesse com a atenção que mereciam. Dez anos depois, Roberto deixa um legado de mais de 2 milhões de pacientes do SUS acolhidos nas centenas de unidades móveis e modulares do CIES Global e cerca de 600 profissionais de Saúde e Administrativos engajados com o nosso DNA do Amor.

Equipe CIES Global”

Fonte: G1

Enem: estudantes fazem prova de matemática e ciências da natureza

Em Pernambuco, os portões dos locais de provas abrem às 11h e fecha ao meio-dia. Já as provas iniciam às 12h30 e o encerramento se dará às 17h30

Estudantes inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) fazem neste domingo (11) a segunda etapa de provas em mais de 1,7 mil municípios. Serão aplicadas questões de ciências da natureza e matemática. Para resolvê-las, os candidatos terão cinco horas, 30 minutos a menos do que no domingo passado, dia da primeira fase. Os estudantes devem estar atentos ao horário de verão. Os portões abrem às 12h e fecham às 13h, no horário de Brasília, que segue o horário de verão. As provas começam a ser aplicadas às 13h30. A partir das 13h, os alunos devem estar em sala de aula e serão realizados procedimentos de segurança. O participante não poderá deixar o local de prova antes das duas primeiras horas e só poderá levar o Caderno de Questões para casa caso deixe a sala 30 minutos antes do fim da prova.

Os candidatos deverão ter em mãos um documento válido, oficial e com foto; e guardar no envelope porta-objetos fornecido pelo aplicador o telefone celular e quaisquer outros equipamentos eletrônicos, que deverá ficar desligados. Os inscritos no exame devem levar também caneta de tubo transparente e tinta preta. Lápis, borracha, lapiseira e canetas sem transparência não podem ser usados no dia da prova. O gabarito oficial do Enem 2018 será divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) até 14 de novembro. Já o resultado deverá sair no dia 18 de janeiro de 2019.

Falta de energia
Segundo o Inep, os participantes dos locais de prova que ficaram sem energia elétrica no domingo passado não devem deixar de fazer o Enem hoje (11). Eles terão direito à reaplicação apenas das provas do primeiro dia, em dezembro. Dois locais de prova foram afetados, um em Franca (SP), com 993 participantes; e o outro em Porto Nacional (TO), com 759. O Inep fez contato com essas pessoas pelo e-mail ou SMS cadastrados na Página do Participante, alertando sobre a necessidade de comparecerem.

Enem 2018
O Enem 2018 será aplicado em 1.725 municípios brasileiros, 70 deles de difícil acesso. Ao todo, 5.513.726 estudantes estão inscritos. No último domingo, 4,1 milhões de estudantes fizeram o exame, registrando-se o menor percentual de faltosos desde 2009: 24,9% do total de 5,5 milhões de inscritos. Foram aplicadas provas de linguagem, ciências humanas e redação.

A estrutura para aplicação do Enem envolve 10.718 locais de aplicação, 155.254 salas e mais de meio milhão de colaboradores. Foram impressos 11,5 milhões de provas de 12 cadernos de questões diferentes. Haverá ainda uma videoprova em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Ao todo, são quase 600 mil pessoas envolvidas na aplicação do exame. A nota no Enem poderá ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Fonte: FolhaPE

Se já fosse presidente, Bolsonaro vetaria reajuste de ministros do STF

O salário dos ministros passou de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil. Com o efeito cascata, o impacto é de R$ 4 bilhões ao ano

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), vetaria o reajuste de 16,38% nos salários dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). O aumento foi aprovado na quarta-feira (7) pelo Senado. O salário dos ministros passou de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil. Com o efeito cascata, o impacto é de R$ 4 bilhões ao ano.
O presidente Michel Temer (MDB) ainda precisa sancionar a lei.”Não sou o presidente. Se fosse, você sabe qual seria minha decisão [o veto]. Não tenho outro caminho no meu entender [a não ser vetar], até para dar o exemplo”, disse o presidente eleito, em entrevista à Record. Ele postou em suas redes sociais os bastidores da entrevista. A resposta foi dada quando o jornalista questionou se ele vetaria o projeto de lei de reajuste. Ele comentou a primeira visita a Brasília.
“Eu falei antes da votação que é inoportuno, que este não é o momento para discutir este assunto.O Brasil está numa situação complicadíssima, a gente não suporta mais isso daí”, disse Bolsonaro.”Mas a decisão está na mão do Temer. Sou, por enquanto, apenas um presidente eleito.” Bolsonaro destacou que a situação fiscal do país é delicada, em razão do rombo nas contas públicas.”Nós estamos no vermelho há muito tempo. É mais uma preocupação para o ano que vem”, afirmou.
Reportagem da Folha de S.Paulo mostra que o presidente eleito já vai assumir a Presidência com uma bomba fiscal armada de R$ 259 bilhões. “Se o governo Temer quiser, pela Lei de Responsabilidade Fiscal, ele pode vetar esse reajuste.” Bolsonaro disse, mais uma vez, que o Poder Judiciário é o mais bem aquinhoado do Brasil e esse aumento dificulta no convencimento da sociedade sobre a necessidade de uma reforma da Previdência. “Complica para a gente quando se fala em reforma da Previdência, na qual você vai tirar alguma coisa dos mais pobres, você aceitar um reajuste como esse. Agora está na mão do presidente Temer”, disse.
 
PREVIDÊNCIA
Bolsonaro reafirmou o objetivo de fazer a reforma da Previdência, mas não da forma proposta originariamente pelo governo Temer. “Nós sabemos que uma proposta de emenda à Constituição tem uma dificuldade, mais ainda, o governo parece que não pretende acabar com a intervenção no Rio. Sobraram as leis infrainconstitucionais. Recebi um pacote de medidas, que estão tramitando na Câmara, quer seja de origem do Executivo, seja dos parlamentares. Estou analisando, nenhuma dessas propostas é minha”, disse o presidente eleito.
“Vi hoje na imprensa dizendo que uma das minhas propostas seria passar de 11% para 22% a contribuição previdenciária. Isso não existe, isso é um absurdo. E que seria também uma proposta minha que somente após 40 anos de serviço teria a aposentadoria integral pelo teto do INSS. Não é proposta nossa.” Sobre a reforma trabalhista, Bolsonaro disse que foi bem feita. “É dessa forma que devemos buscar dias melhores. Não está fácil, a situação é crítica, mas não queremos que o Brasil se transforme em uma Grécia.”

Fonte: FolhaPE

Aeroporto de Serra Talhada ainda depende de ajustes e inauguração fica para 2019

Previsão de investimento no terminal é de R$ 35 milhões. Inauguração mudou mais uma vez e deve ocorrer agora em 90 dias. O voo que liga Serra Talhada, no Sertão do Estado, ao Recife deve ficar para o próximo ano. Isso porque o Aeroporto Santa Magalhães, do município sertanejo, ainda precisa de ajustes antes de receber certificação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), como o alargamento da pista e a construção de uma cerca ao redor do sítio aeroportuário. A Azul garante que está pronta para iniciar as operações em Serra Talhada e está “apenas aguardando” a certificação do aeroporto.

O voo comercial estava previsto para começar a operar ainda este ano. De acordo com o secretário de Transportes do Estado, Antônio Júnior, o alargamento das laterais da pista para ficar com 75 metros de largura em cada lado e 15o metros no eixo central, com uma terraplanagem, foi uma exigência nova da Anac. “O que falta para o aeroporto ficar pronto e receber a certificação é a cerca e a terraplanagem. O resto já está pronto, o atraso é justamente por causa das exigências da Anac, que chegou a mudar os projetos. A gente entende que é por questões de segurança, perfeitamente aceitável. O prazo (para início) é de 90 dias”, disse o secretário.

No total, a previsão é de que o investimento no aeroporto seja de R$ 35 milhões. O valor inclui verba do Ministério dos Transportes para a construção de um terminal de passageiros definitivo. A construção da cerca já começou e o projeto da terraplanagem está sendo elaborado. Procurada, a Anac respondeu que o operador aeroportuário local precisa cumprir as adequações necessárias solicitadas para o início dos voos regulares. “O prazo para o cumprimento das adequações depende do operador local responsável”, disse a agência.

Até o fim do mês, o governo estadual também deve lançar a licitação para escolher uma nova administradora para o Aeroporto Santa Magalhães. A última empresa à frente do equipamento, a Dix Empreendimentos, deixou a administração após o Estado atrasar repasses. Um acordo foi firmado com a Dix e o pagamento será providenciado, garante o secretário. A Dix Empreendimentos afirma que está mantendo contato constante com a Secretaria de Transportes para solucionar a pendência. Também não descarta a possível participação em uma nova licitação para administrar o aeroporto de Serra Talhada.

A expectativa do Sertão pelo modal é grande. O evento “O voo do desenvolvimento” debateu a estratégia que a região vai utilizar para fortalecer a rede de turismo e atrair empreendimentos. Participaram os prefeitos de Triunfo, Afogados da Ingazeira e Solidão, além de representantes de associações ligadas ao turismo, como a Associação Brasileira de Agências de Viagem (Abav) e a Associação Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH).

“Triunfo está preparando a infraestrutura da cidade para o aeroporto. Já abrimos três museus nos últimos anos e vamos inaugurar a Casa dos Caretas também. O aeroporto é a oportunidade que temos de agarrar com unhas e dentes para gerar emprego e renda”, comenta o prefeito de Triunfo, João Batista. A cidade, que recebe 250 mil visitantes por ano, possui 1,2 mil leitos. Já o vice-presidente da ABIH, Eduardo Cavalcanti, expressou preocupação com a sustentabilidade do voo. “A Azul é uma empresa privada, então, se não houver demanda para o voo, ele será cancelado. É preciso que os empresários da região se mobilizem e façam ações, como oferecer desconto para hóspedes que chegarem de avião”, sugeriu.

PREFEITURA DE AFOGADOS VAI PROMOVER UMA DAS MAIORES FEIRAS DE EMPREENDEDORISMO DO SERTÃO

Em sua IV edição, a feira de empreendedorismo de Afogados da Ingazeira vem crescendo ano a ano e consolidando-se como uma das maiores do segmento no Sertão Pernambucano. A primeira edição contou com 52 empreendedores participantes. No ano seguinte, passamos para 77. No ano passado, foram 113 empreendedores e um volume total de negócios de cerca de dez milhões de Reais. A expectativa desse ano, é que 150 empreendedores participem.

Na última semana, o Prefeito de Afogados, José Patriota, reuniu mais de cem empreendedores para apresentar o modelo e o formato da feira este ano. Esta semana, os stands começarão a serem comercializados a um custo de 400 Reais, podendo ser dividido em até seis parcelas. O dinheiro é destinado ao SEBRAE, parceiro na organização do evento. A previsão é de que no dia 27, os stands já estejam montados. A feira tem início no dia 28 de Novembro e segue até o dia primeiro de Dezembro.Este ano, mais uma vez, destaque para a força e a riqueza da cultura do Pajeú. Quem for à feira, vai poder conferir apresentações de Lindomar Souza, grupo infância rimada (Tabira), Orquestra Sanfônica (Carnaíba), coco de roda do Leitão, grupos de pífano e reisado, mesa de glosas e show com o poeta Antônio Marinho. Uma novidade para este ano será a realização de aulões de aeróbica, organizados pelo segmento fitness da cidade.

“Temos que ser ousados. Estamos crescendo ano a ano, porque a Prefeitura tem apoiado a ousadia dos nossos empreendedores. Movimentando o ambiente de negócios e enfrentando a crise com criatividade, gerando emprego e renda para o nosso povo,”destacou o Prefeito José Patriota. A reunião contou com a participação do Vice-Prefeito Alessandro Palmeira, Secretária de Administração, Flaviana Rosa, de Agricultura, Valberto Amaral, empreendedores de diversos segmentos, além de representantes do IFPE, Sebrae e CDL-Afogados. Informações sobre aquisição de stands podem ser obtidas na sala do empreendedor, na Secretaria de Administração. Rua Dr. Roberto Nogueira Lima, 167.

Mesmo quem teve 1ª fase do Enem cancelada deve fazer provas neste domingo

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que tiveram a aplicação da prova cancelada por falta de energia elétrica no último domingo (04) devem fazer o exame neste domingo (11). A orientação é do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Esses estudantes terão direito a reaplicação apenas das provas do primeiro dia.

Dois locais de prova foram afetados: um em Franca (SP), com 993 participantes; e o outro em Porto Nacional (TO), com 759 pessoas. Em nota, o Inep diz que fará contato com esses participantes pelo e-mail ou SMS cadastrados na Página do Participante, alertando sobre a necessidade de comparecerem neste domingo. Segundo a autarquia, aqueles que tiverem qualquer dúvida também podem entrar em contato pelo 0800 616161 ou pelo canal de autoatendimento.

Todos os anos, o Inep reaplica as provas do Enem para estudantes que não fizeram os exames por cancelamento da prova devido a problemas logísticos ou de infraestrutura, como por exemplo em caso de interrupção no fornecimento de energia elétrica. Em 2018, a reaplicação será nos dias 11 e 12 de dezembro.

Enem 2018

O Enem 2018 será aplicado em 1.725 municípios brasileiros, 70 deles de difícil acesso. Ao todo, 5.513.726 estudantes estão inscritos. No último domingo, 4,1 milhões de estudantes fizeram o exame, registrando-se o menor percentual de faltosos desde 2009 – 24,9% do total de 5,5 milhões de inscritos. Foram aplicadas provas de linguagem, ciências humanas e redação. Neste domingo, os alunos fazem provas de ciências da natureza e matemática.

A estrutura para aplicação do Enem envolve 10.718 locais de aplicação, 155.254 salas e mais de meio milhão de colaboradores. Foram impressas 11,5 milhões de provas de doze Cadernos de Questões diferentes. Haverá ainda uma vídeoprova em Língua Brasileira de Sinais (Libras). Ao todo, são quase 600 mil pessoas envolvidas na aplicação do exame.

A nota do exame poderá ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).