Zulene Alves

Amupe realiza primeira Reunião Extraordinária de Prefeitos

Com a presença do Governador Paulo Câmara, a Associação Municipalista de Pernambuco-Amupe, realiza nesta terça-feira 18/02, das 9h às 12h30, a sua primeira reunião extraordinária com os gestores pernambucanos. Na pauta vários itens municipalista importantes, mas a expectativa maior é a presença do chefe do executivo estadual, que fará alguns anúncios para os municípios.

Na oportunidade também serão discutidas questões relativas à XIII Cúpula de Prefeitos e Governos Locais da América Latina e Caribe, evento que vai acontecer de 17 a 20 de março no Centro de Convenções de Pernambuco, como programação, inscrições, oficinas temáticas e aquisição de estandes. Promovido pela Amupe, trata-se do maior encontro municipalista já realizado em Pernambuco e requer a participação de todos.

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM), por meio de seu assessor, Eduardo Stranz, vai apresentar os débitos da União na Assistência Social para os municípios e a posição da CNM sobre o piso do magistério. Na Assembleia, municípios que atingiram 100% de cobertura de vacinação de animais serão homenageados.

Para o presidente da Amupe, José Patriota “toda assembleia é um momento de passarmos a limpo todas as informações inerentes ao melhoramento da vida do Pernambucano. É atualizar os gestores sobre todos os assuntos estratégicos. Contamos com a presença de todos gestores. Teremos a presença do Governador Paulo Câmara, que vai anunciar assuntos de interesse para as cidades”, completou.

Tradicional em Petrolina, bloco “Quem disse que a gente não vinha?” alerta para violência contra mulher

Ao mesmo tempo que Carnaval significa alegria, música, dança e folia, a festa de Momo também é um evento democrático, uma explosão de cores e ritmos, um lugar seguro para ser quem se é ou para se fantasiar de quem você quer ser. É também um espaço para expor opiniões e chamar a atenção da sociedade para assuntos importantes, como o combate à violência contra mulher. Há onze anos, o bloco “Quem disse que a gente não vinha?” faz isso aqui em Petrolina. Neste ano, o evento já tem data marcada, a concentração será na Praça Dom Malan (conhecida como Praça da Catedral) neste sábado (22), às 17h.

O bloco será animado pela Orquestra de Frevo do Bolinha. Na ocasião, serão distribuídos materiais educativos sobre os tipos de violência contra mulher e como denunciar. “É um bloco feito por mulheres, para mulheres. Uma união que resulta em força e empoderamento. É uma preocupação da atual gestão municipal desenvolver políticas públicas de enfrentamento a esta problemática, e temos tido êxito”, constata a secretária da Juventude, Direitos Humanos, Mulher e Acessibilidade, Bruna Ruana.

A secretária também lembrou que em janeiro o projeto da prefeitura ‘Força da Mulher: Jovens Protetoras’, que envolve jovens de 15 a 29 anos no enfrentamento à violência de gênero, foi premiado pelo Governo Federal. O município ficou em primeiro lugar do estado e entre as dez melhores políticas públicas de inovação para a juventude no Nordeste.

Em Petrolina, os casos de violência contra a mulher podem ser denunciados através dos telefones da Delegacia da Mulher – 3866-6625; Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CEAM) – 3867-3516; Patrulha da Mulher – 153; ou ainda pelo  0800 2818187 e também pelo número 180.

Realizada com sucesso primeira Angioplastia deOclusão Coronariana Crônica (CTO) do Vale do São Francisco

 A Medicina do Vale do São Francisco está em perfeita sintonia com o que acontece nos centros mais avançados do mundo e o segmento de Cardiologia Intervencionista é quem mais tem contribuído com este desenvolvimento e rápida evolução. Além dos tratamentos exitosos de doenças congênitas e valvulares e um bem sucedido implante Transcater de Válvula Aórtica (TAVI), feito em dezembro do ano passado no Hospital Unimed de Petrolina, a região presenciou nesta semana mais uma conquista inédita: a realização da primeira Angioplastia de Oclusão Coronariana Crônica (CTO), procedimento via cateter para tratar doenças do coração que necessitariam, em outro momento, de cirurgia tradicional.

Realizado também no Hospital Unimed de Petrolina, sob a responsabilidade de uma equipe médica multidisciplinar liderada pelos cardiologistas intervencionistas, Bedson Sá e Sérgio Macedo, o procedimento deixou mais tranquila e aliviada a costureira Lucimar Rocha de Oliveira, de 55 anos, que sentia fortes dores no peito e falta de ar quando fazia até os mínimos esforços do dia-a-dia. Sintomas mais comuns na doença coronária obstrutiva que está entre as maiores causas de morte do mundo. Segundo o cardiologista Bedson Sá, as artérias coronárias são os vasos que levam sangue oxigenado para alimentar o músculo do coração. “Quando existe obstrução de um ou mais desses vasos, o suprimento de oxigênio e nutrientes é comprometido e o paciente sente dor e o coração não se contrai adequadamente. Se essa obstrução é completa e acontece subitamente, temos o Infarto do Miocárdio”, explicou.

Ainda de acordo com o médico intervencionista, quando o vaso está fechado há mais de 3 meses, chama-se oclusão crônica. “Esse tipo de oclusão é muito difícil de ser aberta por cateter, então geralmente os pacientes são mandados para cirurgia. Com as novas técnicas, consegue-se abrir os vasos via cateter (angioplastia), o que é feito apenas com um furo no punho e na virilha, sem abrir o peito. Com as novas técnicas a taxa de sucesso pode chegar a 90%”,concluiu Bedson Sá, que destacou ainda o aparato tecnológico do hospital com ênfase para a moderna máquina de Hemodinâmica, única neste modelo no Vale do São Francisco.

Depois de apenas um dia de internamento, apresentando um ótimo estado de saúde e com expectativa de qualidade de vida normal e livre dos sintomas, dona Lucimar Rocha de Oliveira, é só alegria e contentamento. “Foi uma cirurgia muito tranquila e bem conduzida. Me operei na segunda-feira e na quarta já saí andando do hospital sem qualquer problema. Graças a Deus, aos médicos e ao hospital, não sinto mais nada do que me incomodava antes. Minha vida hoje é outra, bem melhor”, concluiu a costureira.

Bolsonaro espera que investigação sobre miliciano chegue a ‘bom termo’

VEJA

Jair Bolsonaro voltou a comentar neste domingo, 16, sobre a investigação sobre a morte do ex-capitão do Bope (Batalhão de Operações Especiais) Adriano da Nóbrega. “Estão investigando, espero que cheguem a um bom termo”, afirmou o presidente na entrada do Palácio da Alvorada, sua residência oficial em Brasília.

Adriano, que era acusado de comandar uma milícia no Rio, foi morto no último dia 9 na cidade baiana de Esplanada, a cerca de 160 quilômetros de Salvador, depois de mais de um ano fugindo da polícia fluminense. No sábado (15), Bolsonaro afirmou que foi “a PM da Bahia, do PT” a responsável pela morte do miliciano. Pouco depois, o governador baiano, Rui Costa (PT), rebateu o presidente da República e disse haver “laços de amizade” entre Bolsonaro e Adriano, considerado uma das lideranças do Escritório do Crime.

Mais tarde, no sábado, Bolsonaro divulgou uma nota na qual rebateu as críticas de Rui Costa (PT) e questionou a atuação da Polícia Militar do estado. O presidente afirmou que Adriano da Nóbrega foi vítima de uma “provável execução sumária”, citando a reportagem de capa de VEJA que trouxe fotos do corpo do ex-capitão. As imagens reforçam suspeitas de que ele foi morto com tiros disparados à curta distância – o que contraria a versão oficial da polícia da Bahia, responsáveis pela ação. As imagens também sugerem que, antes de morrer, Adriano da Nóbrega pode ter sofrido violência.

“A atuação da PMBA, sob tutela do governador do Estado, não procurou preservar a vida de um foragido, e sim sua provável execução sumária, como apontam peritos consultados pela revista VEJA. É um caso semelhante à queima de arquivo do ex-prefeito Celso Daniel, onde seu partido, o PT, nunca se preocupou em elucidá-lo, muito pelo contrário”, diz o texto.

O presidente da República também afirma que Rui Costa “mantém fortíssimos laços de amizade com bandidos condenados em segunda instância”, em alusão ao ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. “O atual governador da Bahia, Rui Costa, não só mantém fortíssimos laços de amizade com bandidos condenados em segunda instância, como também lhes presta homenagens, fato constatado pela sua visita ao presidiário Luiz Inácio Lula da Silva, em Curitiba, em 27 de junho de 2019”, acrescenta a nota.

Neste domingo, Bolsonaro esteve no camarote do estádio Mané Garrincha, em Brasília, para acompanhar a vitória do Flamengo sobre o Athletico Paranaense, por 3 a 0, pela Supercopa do Brasil. Ele estava acompanhado dos ministros Sergio Moro (Justiça) e Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos).

Tabaqueiros animam “Esquenta” do carnaval de Afogados da Ingazeira

Como sempre, valorizando a tradição dos tabaqueiros, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira realizou neste final de semana uma grande prévia do que será o carnaval na cidade, reunindo tabaqueiros, orquestra de frevo e foliões num belíssimo “esquenta” para a folia de Momo que se aproxima.

A festa começou no início da noite, quando tabaqueiros, de todas as idades, e vindos de todos os bairros, começaram a se concentrar na Praça Arruda Câmara. Já em bom número, eles percorreram as principais ruas da cidade, acompanhados da orquestra show de frevo, em direção ao polo dos tabaqueiros, na Rua Professor Vera Cruz. No polo, os tabaqueiros fizeram suas apresentações, ao som da Orquestra Show de Frevo, homenageada do Carnaval 2020, animando o grande público presente. Com seus relhos, seus chocalhos de todos os tamanhos, mascarados e com roupas coloridas, eles encantaram o público presente. Para completar a festa, e agradar todos os públicos, apresentações do os DJ W. Rocha e WF Axé.

“Pela terceira vez promovemos o Esquenta de Carnaval. Esse é um bom termômetro de como está a animação dos nossos foliões para o para o Carnaval da tradição dos tabaqueiros de Afogados, que esse ano está incluso na programação do carnaval de Pernambuco,” destacou Edygar Santos, Secretário de Cultura, Turismo e Esportes de Afogados da Ingazeira.

PSB filia quatro prefeitos do Sertão de Pernambuco

Gestores de Dormentes, Santa Maria da Boa Vista, Santa Filomena e Afrânio, além de mais de 100 lideranças da região, assinaram ficha de filiação na última sexta-feira

Dando prosseguimento ao crescimento partidário, o Partido Socialista Brasileiro de Pernambuco promoveu um grande ato de filiação no Sertão do São Francisco. A atividade, sediada em Petrolina, contou com a presença do governador Paulo Câmara e do presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, na última sexta-feira (14). Quatro prefeitos sertanejos se filiaram ao partido: Josimara Cavalcanti (Dormentes), Humberto Mendes (Santa Maria da Boa Vista), Cleomatson Coelho (Santa Filomena) e Rafael Cavalcanti (Afrânio), além do vice-prefeito de Lagoa Grande, Ítalo Ferreira. No ato, mais de 100 lideranças assinaram ficha de filiação.

Durante a atividade, o governador Paulo Câmara destacou como as gestões do PSB têm contribuído para as mudanças realizadas em Pernambuco, em áreas importantes como Educação, Segurança e Infraestrutura. Paulo Câmara pontuou aos pré-candidatos que quer continuar com a contribuição deles no próximo ano. “Vamos estar juntos. Quero continuar governador em 2021 com vocês junto com a gente. A unidade é fundamental. O Brasil só vai melhorar se tivermos a capacidade de diálogo. É por isso que temos que trabalhar para minimizar as dificuldades do nosso povo. É isso que vamos continuar a fazer com esse time aqui, que tem o pé no chão e sabe o que tem que ser feito para melhorar a vida do povo mais pobre e é com esse time que vamos continuar em 2021”, afirmou Paulo.

Presidente estadual do PSB, Sileno Guedes destacou o peso que os prefeitos vão dar à legenda no Sertão do Estado. Outros eventos de filiação já foram realizados no Pajeú e no Araripe no final do ano passado. “Nosso partido saiu da eleição de 2016 sendo a legenda com o maior número de prefeitos em Pernambuco. Elegemos 70 e vamos continuar crescendo, no tamanho e na qualidade. Vocês chegam para somar com o trabalho que realizam nas suas cidades e ajudar o governador Paulo Câmara a continuar esse legado de mais de 12 anos que temos em Pernambuco”, destacou Sileno.

O ato ainda contou com a presença dos deputados Lucas Ramos, Gonzaga Patriota, Fernando Monteiro e Rodrigo Novaes, além de representantes de outros partidos. O ex-prefeito Júlio Lóssio também esteve presente.

Paulo Câmara: “O Baile Municipal preserva as origens, valoriza a cultura e ajuda as pessoas”

   

Governador prestigia o baile ao lado do prefeito anfitrião Geraldo Julio, e garante que Pernambuco terá novamente um grande carnaval

O governador Paulo Câmara, acompanhado da primeira dama, Ana Luiza Câmara, prestigiou, na noite deste sábado (15.02), o 56° Baile Municipal do Recife, tradicional abre-alas da folia pernambucana, no Classic Hall. Paulo foi recepcionado pelo anfitrião da noite, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, e pela primeira-dama Cristina Mello, e destacou que o baile, além de ser uma grande festa, também preserva as tradições culturais de Pernambuco.

“Quero parabenizar a Prefeitura do Recife que, por mais um ano, está fazendo um lindo baile municipal e mantendo as tradições do frevo, com muita alegria e paz. O Baile Municipal preserva as origens, valoriza a cultura e ajuda as pessoas. O carnaval já começou e a gente já vê a alegria no olhar de todos. Temos certeza de que, mais uma vez, vamos construir um grande carnaval. As pessoas podem chegar para brincar, seja no Recife, em Olinda ou em outros municípios, que vão ver um bonito carnaval”, afirmou Paulo Câmara.

Com um figurino que remetia ao tema do baile, o circo, o prefeito Geraldo Julio comparou a alegria do circo à do carnaval do Recife. “Foram sete horas de frevo e música sem parar. O baile municipal, além de ser uma grande e bonita festa, ainda é beneficente”, disse o prefeito, lembrando que toda a renda arrecadada por quem comprou ingressos para a festa será doada para seis instituições que cuidam de crianças, idosos e trabalham em áreas de educação, esportes, cultural e social.

Para o prefeito do Recife, o carnaval do Recife deste ano será o maior da história. “Pelo que já vimos nas prévias e blocos de carnaval, vemos a quantidade de pessoas que vieram ao Recife. Os hotéis estão lotados, com, praticamente, 100% de ocupação”, detalhou.

Nesta edição, o Baile Municipal teve como cicerones o maestro Edson Rodrigues e o Bloco das Flores, que serão os homenageados do Carnaval 2020. Entre os artistas que animaram a noite estavam Margareth Menezes, Elba Ramalho e Fafá de Belém, Edson Rodrigues, Gerlane Lops e Maestro Spok.

E a Coruja está voando alto

https://i2.wp.com/nilljunior.com.br/wp-content/uploads/2020/02/96850f7c-4e77-4ac5-91af-76d11d068662.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1

Por Klisman Gama/JC

A Coruja voou alto no Sertão do Pajeú. Mostrou o seu domínio em casa e seguiu fazendo história. Depois de conquistar uma inédita participação na Copa do Brasil graças ao terceiro lugar no Estadual de 2019, o Afogados conseguiu avançar de fase na competição nacional na última quinta-feira ao bater o Atlético-AC por 3X0. Agora encara outro Atlético, o de Minas Gerais, no próximo dia 26. Sem dúvidas, o maior jogo da história de seis anos do clube. E o clima de euforia pelo momento vivido ainda toma conta da cidade.

“Realmente foi um dia histórico para o futebol de Afogados da Ingazeira e região. Aonde você vai por aqui, está todo mundo comemorando. Isso é muito importante. Mesmo sabendo que temos uma pedreira pela frente, o Atlético-MG, clube de referência nacional. Fizemos de tudo para passar de fase e estamos aí, esperando o Galo de Minas Gerais. Quem sabe?! Vamos ver o que a gente pode fazer”, conta o presidente do Afogados, João Nogueira.

SERTÃO AO LITORAL

Para o duelo, o acanhado, mas caloroso estádio Vianão deve receber arquibancadas móveis para aumentar a sua capacidade. Atualmente, comporta apenas dois mil torcedores. Sem citar um número com exatidão, o mandatário da Coruja acredita que possa comportar até oito mil torcedores, a depender das negociações com a prefeitura do município. Desta forma, a intenção é de baratear o ingresso e, ao mesmo tempo que dará uma boa renda para o clube, também seja acessível para os afogadenses acompanharem o jogo do clube que foi abraçado pela comunidade.

Esse apoio todo era, sim, almejado por João Nogueira e demais fundadores do Afogados da Ingazeira Futebol Clube. Porém, sabia-se da dificuldade para subir esses degraus no futebol pernambucano e nacional. Coisa que, aos poucos, o clube tem conseguido. Esse apoio não se restringe apenas ao Sertão do Pajeú, mas também ao restante de Pernambuco. A classificação da Coruja tem repercutido e diversos torcedores de Náutico, Santa Cruz e Sport demonstraram torcida pelo time na Copa do Brasil. Algo que terá reforço diante do Atlético-MG na segunda fase.

“Eu acho que estou para entender essa relação. É um clube pequeno, que começou ainda agora. Não somos, ainda, um clube intermediário. Grandes são Santa Cruz, Náutico, Sport, Salgueiro, que estão brigando. E realmente estamos aqui… não sei explicar. Realmente é um sonho que a gente tinha. Conquistamos no ano passado e, sem falsa modéstia, queremos conquistar esse ano novamente. Vamos brigar para, no ano que vem, disputar novamente e ter ranking na CBF”, acrescentou.

“É um clube de seis anos, é muita coisa (o que tem conquistado). É administração, é união do grupo. O povo, a cidade que a gente carrega esse símbolo. É um patrimônio da cidade e da região aqui do Pajeú. Eu parabenizo a torcida que carregou o time, ‘chiava’ com qualquer erro e falha do juiz, mesmo que poucas, e chegava junto. Isso fez com que a gente pudesse vencer o clube do Norte do Brasil”, encerrou o presidente.

#MeuRecomeço

No empreendedorismo, no esporte, na busca de uma nova morada, exemplos de quem enfrentou e superou perdas

Quando uma história parece ter seu fim, começa outra. O menino que se arrastava no interior de Araripina, Sertão de Pernambuco, acaba de adquirir os direitos para produzir carros modelo jipe off road e erguer uma montadora no Nordeste. É a expansão e ápice do empresário do ramo da tecnologia, dono de grupo que assegura patrimônio de terceiros na ordem de R$ 400 milhões.

O detento que cumpriu pena por assalto e tráfico e ficou paraplégico em liberdade viaja neste final de semana para Dubai, nos Emirados Árabes, como atleta número um do ranking brasileiro em tiro com arco. Deixará o Cabo, na Região Metropolitana do Recife, para participar de uma seletiva no Panamericano paralímpico no México.

O fotógrafo venezuelano que passou fome com a família por quatro anos comemora a doação de uma câmera profissional para trabalhar no Recife. Mudou o status: de refugiado, passou a residente temporário na cidade. O casal do município de Paulista que se conheceu em uma empresa de telemarketing, amargou a notícia do desemprego no mesmo dia e aprendeu a cuidar do filho autista, anuncia a criação de uma banda infantil.

A mãe que fez cinco fertilizações, engravidou de gêmeos e os viu partir com intervalo de dez meses. Que, enquanto orava diante das cinzas dos filhos, engravidou naturalmente e comemorou esta semana o primeiro ano da filha. Dentista da rede pública de Goiana, Zona da Mata, ajuda quem vive na desesperança. Recomeços são necessários. Dependem primeiro de vontade e coragem. Recomecemos, pois, com a inspiração deles:

Arquivo pessoal

Aboletou-se no carro, disposto a percorrer 700 quilômetros até a serra do Araripe, Sertão pernambucano. Subiu a chapada, acomodou-se na rede sombreada pela árvore do sítio Serra da Rodagem, aquele onde o pai lhe deixou anos antes de ser assassinado. Com meia hora de descanso, despediu-se do tio e dono do sítio. Bastou para lembrar do seu passado e respirar a determinação que o colocou em pé tantas vezes. “A diferença entre pessoas comuns e as mais bem sucedidas é que as bem sucedidas buscam oportunidades. E eu precisei buscar as minhas; era uma questão de sobrevivência”, disse o empresário Antônio Souza, que, após uma agitada trajetória de superação pessoal e profissional, hoje é dono de um grupo que cresce pelo menos 50% ao ano.

No prato da família formada pelo pai Zé Caboclo, a esposa e onze filhos, fazia-se comum o pirão da pobreza, mistura de farinha de mandioca com água. Aos 3 anos, uma brincadeira doméstica de movimento brusco provocou uma grave lesão do quadril de Antônio Souza. Arrastar-se passou a ser o único meio de locomoção para ele. Na casa com paredes de barro e madeira em Varjota, no Ceará, enfrentava a escassez de tudo e o sofrimento de ver a mãe com problemas psiquiátricos. Acompanhava o pai e irmãos na roça, mas a lida não era para ele – sabia bem. Aos 8 anos, o destino novamente lhe desafiou: foi atingido por um tiro de espingarda dado acidentalmente por um irmão.

“Conto minha história mas não gosto de ficar me vitimizando. Para mim, é mais como uma lembrança do que a gente era no passado e no que ainda pode ser”, diz ele ao Diario. A emergência o levou a um médico de Fortaleza que o ajudou na recuperação da perna e na solução para as sequelas no quadril. Jovem, numa visita ao tio, no Araripe, Antônio se viu diante de outra surpresa: o pai Zé Caboclo fora assassinado. As dificuldades pessoais moldaram uma catapulta profissional para ele.

Antes de ser dono de um conglomerado de cinco empresas, reconhecido como empreendedor do setor de segurança eletrônica, de ter quatro governos estaduais e 600 agências do INSS como clientes, de anunciar uma montadora no Nordeste do jipe Stark como plano para este ano, acreditou em sonhos e focou em um futuro longe da lavoura. “Aprendi a lidar com recomeços”. Foi jardineiro, lavador de carro e procurou conhecer pessoas e oportunidades. Teve até uma fábrica de picolé; fracassada com a chegada do inverno. Como vendedor, multiplicou as parabólicas e alarmes pelo semiárido. E viveu fracassos. Abriu um leque de novos negócios assim.

(O que o empresário fez há 25 anos foi o que hoje defende quem estuda o futuro. “O primeiro passo para sair de uma situação de revés é olhar com positividade para o dia seguinte” %u2013 disse em entrevista de São Paulo Jaqueline Weigel, professora e palestrante que comenda o WFuturismo, o 1º hub de estudos de futurismo do Brasil. “Salvem-se na própria miséria! Se você está passando por um marasmo de inatividade, comece deixando de ser pessimista e seja positivo. Se perdeu o emprego, lembre que o mercado de trabalho mudou e você precisa aprender coisas novas todos os dias e não há idade para isso; se está depressivo, busque boas energias e especialistas; converse com outras pessoas para pensar em soluções para os problemas”, sugere ela para então sentenciar: “Se você não está pensando no seu futuro, corra porque está atrasado”. )

Dando de ombros para as adversidades, Antônio resolveu comprar equipamentos em São Paulo, contratar quem traduzisse softwares para revendê-los centenas de vezes mais caro. Anos atrás – conta – foi em um banco em Alagoas pedir crédito para a empresa e projetou crescimento de 300% dos negócios. O banco pediu que ele retificasse. “Queriam que eu mentisse. Coloquei 200%. Negaram de novo”. No ano seguinte, voltou só pra mostrar o balanço de 400% de crescimento. “Para ter sucesso, é preciso perseverança. E, muitas vezes, a solução para a vida está bem ali, do lado, olhando para você”, afirma.

Aderval Júnior Fotografia/Divulgação

TRAGÉDIA

Na vida pessoal, a inspiração vem da dentista Ana Karina Peixoto, que enfrentou dez anos de recomeços e comemorou quarta-feira o aniversário de primeiro ano de uma filha: Estela. Ana se casou com o colega de faculdade, também dentista Glauco dos Santos. Ter um filho era projeto de ambos. Glauco tratou um câncer que o impedia de gerar um bebê. Dois anos depois, quando a situação parecia normalizada, surge a suspeita de que Ana tinha menopausa precoce. “Foram cinco fertilizações seguidas durante mais de sete anos. Foi preciso coragem e dinheiro. Gastamos cerca de R$ 100 mil”.

Chega a notícia das mais felizes: a gravidez dos gêmeos Tiago e Mateus. E uma ameaça: a da pré-eclâmpsia %u2013 quadro que eleva a pressão arterial e antecipa o parto. “Me deram a opção de deixar um deles morrer e salvar o outro, mas não admitia esta escolha”. Aos seis meses, os meninos nasceram; um com 690 gramas, outro com 850 gramas. Três dias depois, Mateus se foi. A mãe de Ana Karina, que estava doente de câncer, morreu no mesmo dia que o neto. “Tiago viveu por 10 meses”.

Para Ana Karina, defronte dos maiores dos reveses, a perda da mãe e de dois filhos no mesmo ano ou qualquer outro que abale a estrutura da vida de uma pessoa, pode-se adotar a prática da “paciência, da força, da fé e perseverança” para sair do turbilhão e vislumbrar dias melhores. “Nunca fiz terapia. Encontrei comigo mesmo coragem para resistir”. E foi quando, três meses depois da morte do filho Tiago, teve uma surpresa que trouxe o sorriso de volta para a casa da família. Estava grávida de Estela, fruto de concepção natural. “Sempre foquei em pensamentos positivos e tive muita fé”.

Dentista com atuação no município de Goiana, Zona da Mata de Pernambuco, Ana Karina Peixoto, 40 anos, atende crianças carentes; algumas, pacientes microcefálicas, vítimas sequeladas do Zika vírus. Às mães dos pequenos, como estímulo para aplacar dias difíceis, dá conforto e conta a sua confiança no amanhã.

 (Arte/DP)
Arte/DP

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Paulo Câmara: “Governo de Pernambuco está à disposição para construir alternativas em favor do homem do campo”

Neste sábado, o governador esteve no assentamento Normandia, em Caruaru, para prestigiar o aniversário de 30 anos do MST

O governador Paulo Câmara prestigiou, na manhã deste sábado (15.02), a comemoração dos 30 anos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que aconteceu durante o 29° encontro estadual do movimento, no assentamento Normandia, em Caruaru. Ele reforçou a importância da história do movimento e o forte legado que deixa para a categoria. Paulo Câmara também garantiu que o Governo de Pernambuco seguirá trabalhando para combater as desigualdades e, assim, dar mais qualidade de vida aos moradores do campo.

“Primeiro, quero parabenizar o movimento pelo seu aniversário e dizer que 30 anos não representam uma data qualquer. A história do MST é forte e deixa um grande legado para as próximas gerações. Vim aqui também para colocar meu papel de governante à disposição para construir diálogos que tenham a capacidade de encontrar alternativas em favor do homem do campo. Seja na questão da educação, da saúde ou da assistência técnica. E saibam que o Nordeste está unido para combater as desigualdades e para tentar dar uma melhor qualidade de vida a vocês”, afirmou Paulo Câmara.

Dirigente nacional do MST, Jaime Amorim agradeceu a presença do governador e destacou a grande simbologia desse fato, diante do momento por que passa o Brasil. Amorim também relembrou a história do movimento e a parceria com o Governo de Pernambuco. “O governo estadual, assim como todos os governadores do Nordeste, são fundamentais em defesa da rede Normandia. Quero agradecer por todas as parcerias do Governo de Pernambuco nas áreas do trabalho, capacitação, educação, cultura, produção e, em especial, na luta direta pela reforma agrária”, disse.

Acompanharam o governador no evento os secretários estaduais Dilson Peixoto (Desenvolvimento Agrário) e Alberes Lopes (Emprego, Trabalho e Qualificação).