Zulene Alves

Amupe conclui oficina do Plano Municipal de Transparência em Gravatá

Com a participação da sociedade civil e os gestores municipais, a Associação Municipalista de Pernambuco- Amupe, finaliza em Gravatá na próxima sexta-feira (17/05), a oficina do Plano Municipal de Transparência, do Projeto Gestão Cidadã, que conta com o apoio financeiro da União Europeia. O evento de 8h30 às 16h30, será no auditório da Secretaria de Educação da cidade e é aberto ao público em geral.

As oficinas dos 15 municípios contemplados pelo projeto (Gravatá, Bezerros, Caruaru, Cumaru, Cupira, Toritama, Águas Belas, Machados, Quipapá, Surubim, Calumbi, Carnaíba, Flores, Santa Cruz da Baixa Verde, Solidão e Tabira), já apontam ações de destaque para o fortalecimento da participação social nas gestões, a exemplo de capacitação dos conselhos, inclusive das minorias (indígenas, mulheres e jovens) e formação de gestores.

Outro aspecto importante de impacto são as parcerias institucionais  que gerou, entre elas com o  CGU,TCE,CGE e Ministério Público.

Jeep vai investir mais R$ 7,5 bilhões em Pernambuco

   
O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira, no Palácio do Campo das Princesas, em comemoração aos quatro anos de instalação da fábrica no Estado. A expectativa é de que sejam gerados mais 9 mil empregos diretos nos próximos quatro anos
 
Mais trabalho, mais futuro. O lema que rege as agendas do Governo de Pernambuco resultou em mais uma importante conquista para o desenvolvimento econômico e social do Estado nesta quinta-feira (16.05). Em comemoração aos quatro anos de inauguração da planta mais moderna da Fiat Chrysler Automobiles no mundo, instalada no município de Goiana, o governador Paulo Câmara e o CEO da FCA para a América Latina, Antonio Filosa, anunciaram um reforço nos investimentos do grupo de mais R$ 7,5 bilhões na planta da Jeep em Pernambuco até 2023. A expectativa é de que o complexo automobilístico, que já emprega cerca de 13.600 pessoas – com maioria da mão de obra pernambucana – venha a gerar mais 9 mil empregos diretos no Estado.
 
“Em um momento de crise no Brasil, o grupo FIAT Chrysler dá mais um exemplo de confiança em Pernambuco. Essa fábrica não apenas constrói automóveis, ela pensa a indústria automobilística do mundo quando implanta também, aqui no Estado, um centro de pesquisa e tecnologia. Então, é um momento importante, que mostra que essa parceria veio para ficar, que vai ser ampliada e que o Governo de Pernambuco vai continuar ajudando para que o grupo tenha, na sua fábrica pernambucana, um modelo para o mundo de como se faz carros de qualidade, olhando o futuro, a sustentabilidade e garantindo um meio ambiente cada vez mais protegido”, ressaltou o governador.
Construída juntamente com um parque de 16 fornecedores, a planta do Polo Automotivo da Jeep em Pernambuco, cujos investimentos ultrapassam os R$ 11 bilhões, modificou a paisagem da Região Metropolitana Norte, descentralizando o desenvolvimento econômico e conferindo competitividade a um mercado que agora compete com players globais. Quem passa pelo município de Goiana não enxerga apenas um complexo automobilístico de ponta às margens da BR-101, mas também vê estrada duplicada, investimentos em saneamento e energia, novos acessos viários, a multiplicação de indústrias e o crescimento do comércio. Um conjunto de ações que permitiram a instalação e o crescimento da planta nos últimos anos.
 
Após cinco anos de negociações e quatro para implantação da fábrica, os importantes resultados alcançados somam 13,6 mil trabalhadores empregados no complexo e uma mudança da pauta de exportações, cujo destaque agora são os carros embarcados para diversos países da América Latina, entre eles a Argentina, Chile, Peru e Colômbia. Com uma fabricação de mil veículos por dia, a perspectiva é atrair novas fábricas no médio prazo, com a construção de um segundo parque de fornecedores para a indústria automotiva no Estado.
Em seu discurso, o CEO Antonio Filosa fez questão de agradecer a parceria “transparente e sustentável” com o Governo de Estado e destacou a qualidade da mão de obra pernambucana, que ele considera como referência na indústria automobilística global. “Esse plano de investimento muito ambicioso se fundamenta basicamente na atração de novas tecnologias e novos fornecedores. Então, em parceria com o governo, que protagoniza essas revisões periódicas de estudos e analises, estamos lançando um projeto de integração e atração de novos fornecedores. E os fornecedores que vamos trazer aqui são relacionados às novas tecnologias e novos materiais. O que será a essência tecnológica do futuro do setor”, explicou Filosa, que presenteou o governador com um estandarte de Maracatu bordado pelo mestre Manuelzinho Salustiano, um dos principais mestres bordadores do Nordeste brasileiro e filho do ícone mestre Salustiano.
 
Visando acelerar a busca de novos parceiros do setor automotivo, o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, conduzirá no dia 30 deste mês, em São Paulo, um “Match Day” com fornecedores da FCA instalados em outros Estados. Cerca de 30 empresas participarão do seminário, oportunidade na qual serão destacadas as potencialidades econômicas do Estado e as vantagens de se fazer parte do segundo supplier park da Jeep. “A gente vai mostrar as vantagens de investir aqui em Pernambuco e como podemos ajudar na chegada desses fornecedores. O objetivo é estimular essa vinda deles para que possam fornecer, a partir daqui de Pernambuco, os produtos que eles já entregam para a FCA”, pontuou o secretário da pasta, Bruno Schwambach.
CRESCIMENTO – A ocasião celebrou, ainda, a marca dos 600 mil automóveis produzidos em Goiana desde a inauguração do polo, em 28 de abril de 2015. A capacidade instalada da fábrica da Jeep é de 250 mil carros por ano, mas deverá ser ampliada para 350 mil até 2023. Desde março do ano passado que a planta trabalha em três turnos. Dela, saem 46 diferentes versões dos campeões de venda Jeep Renegade, Jeep Compass e Fiat Toro.
 
FIAT EM PERNAMBUCO – O grupo está presente no Estado desde 1997, quando colocou em operação, junto ao Porto de Suape, um centro de distribuição de veículos. Já em setembro de 2012, o Polo Automotivo Jeep começou a ser erguido em Goiana, em uma área até então ocupada pela lavoura de cana-de-açúcar. Foram 26 meses de obras civis. Mais de 11 mil pessoas envolvidas e R$ 11 bilhões investidos. Em abril de 2015, a planta foi inaugurada, tornando-se um modelo de industrialização para o Brasil. São 530 mil metros quadrados de área construída, sendo 260 mil metros quadrados na planta automotiva e 270 mil metros ocupados pelo Parque de Fornecedores.
 
Fotos: Heudes Regis/SEI

IPA vence Prêmio Inovação Aquícola 2019

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) é o grande vencedor do Prêmio Inovação Aquícola 2019, com o trabalho “Introdução e Desenvolvimento da Criação do Camarão Marinho, Litopenaeus Vannamei, realizada com agricultores familiares do Semiárido. 

O engenheiro do IPA, Gilvan Lira, recebeu a premiação, nesta quarta-feira (15), durante a Aquishow Brasil, realizada em Santa Fé do Sul, São Paulo.

 “A premiação é o reconhecimento do esforço empreendido nesse projeto, que visou aproveitar os poços de água salobra do Semiárido , gerando alimento, emprego e renda para as famílias de agricultores de base familiar”, destaca o engenheiro.

Governo Municipal realiza ação de saúde na feira livre de Sertânia

Facilitar o acesso da população aos serviços de saúde é o objetivo do Governo Municipal de Sertânia, por isso a prefeitura promove neste sábado (18) a ação “Saúde na Feira”. O evento que acontecerá pela primeira vez no município terá início às 6h30min e será realizado na Rua 6 de Março.

A iniciativa vai ofertar aos sertanienses testes rápidos de Hepatites (B e C) e HIV, avaliações nutricionais, aferição de pressão arterial, teste de glicemia e vacinação contra a gripe. Estarão reunidos em média 10 profissionais, entre eles: nutricionista, enfermeiro, fisioterapeuta e técnico em enfermagem. Haverá também a distribuição de hipoclorito de sódio e material informativo sobre o Aedes Aegypti.

O atendimento é dedicado ao homem e a mulher do campo e à comunidade em geral. O intuito é promover a saúde da população e alcançar o maior número de pessoas, em especial aquelas que não podem comparecer as UBSFs no horário de funcionamento.

Campanha contra a gripe atinge quase 80% em Serra Talhada

Após o dia D de mobilização no último dia 04, a campanha de vacinação contra o vírus influenza, que causa a gripe, chegou a 78,82% do total dos grupos de risco no município de Serra Talhada, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde. Ao todo, 19.728 pessoas foram imunizadas em todo o município, que conta com um público alvo de 25.029 pessoas distribuídas entre os grupos prioritários.

A vacina contra influenza protege contra três tipos do vírus da gripe: H1N1, H3N2 e B. Integram os grupos prioritários para os quais a vacina é destinada as crianças de seis meses a menores de seis anos (05 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, idosos com 60 anos ou mais de idade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

A 21ª Campanha de Vacinação Contra a Gripe teve início no dia 10 de abril para crianças de seis meses até menores de seis anos e gestantes; e desde 22 de abril começou para os outros grupos prioritários. A vacinação seguirá até o dia 31 de maio em todas as unidades de saúde, no horário das 07h às 17h, e no Centro Municipal de Saúde, das 07h às 13h.

IPA e UFRPE buscam capacitação de 450 técnicos e ampliação de vagas de estágio

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e a UFRPE buscam um novo formato para o Acordo de Cooperação Técnica, que as duas instituições mantêm. Nesse sentido, Gabriel Maciel e Geraldo Eugênio França, diretor de Pesquisa e pesquisador do IPA, respectivamente, reuniram-se com o coordenador e Educação Continuada e professor de Horticultura Geral da UFRPE, Roberto Albuquerque de Melo, na manhã desta quarta-feira (15), na sede do Instituto.

O encontro contou ainda com a presença de um grupo de 15 participantes, entre professores, extensionistas e pesquisadores.  A ideia é atender a demanda por capacitação dos 450 técnicos, 370 da Extensão Rural e 90 da Pesquisa, utilizando o corpo docente da universidade, que reúne mais de 2000 professores capacitados, como também dos pesquisadores do IPA, aptos a lecionar. Para isso, serão utilizadas as instalações existentes, baixando os custos dos investimentos necessários, compartilhando a infraestrutura e equipamentos subutilizados, das duas instituições.

Dessa forma, professores e pesquisadores poderão desenvolver os trabalhos de forma complementar, nos laboratórios da Rural e ou nas Estações e Laboratórios do IPA. Troca que já é possível por meio do Programa Professor Visitante.   O objetivo é levar solução para a sociedade, beneficiando também o produtor, o empresário e o industrial, das diversas cadeias envolvidas, cujos eixos serão as áreas dos Macroprogramas do IPA. “Vamos abranger também as áreas de gestão de negócios, vendas, Recursos Humanos, entre outras, que entrarão como atividade transversal”, destaca Geraldo Eugênio.

Por outro lado, o IPA poderá ampliar as vagas de estágio na área das Ciências Agrárias, passando a atender 300 jovens por ano, três vezes mais do que o que é oferecido atualmente. Para isso, conta com 184 escritórios municipais, 12 Estações Experimentais, 15 Gerências Regionais, 02 campos de produção e 16 laboratórios na sede. “Além de prover as necessidades dos estudantes, que precisam ter o contato com a realidade do campo, vamos promover a ida deles ao interior do Estado”, destaca o pesquisador.

Nos dias 27 e 28 de junho, professores da UFRPE apresentarão os trabalhos que desenvolvem nas áreas dos Macroprogramas. Essas apresentações resultarão em documento a ser apresentado à reitoria da Universidade e à presidência do IPA.

MP aponta indícios de organização criminosa em gabinete de Flávio Bolsonaro, diz revista

O MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) apontou indícios de que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) teria utilizado a compra e venda de imóveis para lavar dinheiro. O filho do presidente Jair Bolsonaro teria comprado 19 imóveis por R$ 9,425 milhões de 2010 a 2017. O lucro foi de R$ 3,809 com as transações.

As informações são do jornalista Fernando Molica, da revista Veja, que teve acesso ao documento do pedido do bloqueio bancário do filho do presidente Jair Bolsonaro, que está mantido sob sigilo.

Eis a íntegra.

A quebra de sigilo foi autorizada em decisão do juiz Flávio Nicolau, do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), dada em 24 de abril de 2019. No pedido, o MP-RJ afirma que as transações poderiam “simular ganhos de capital fictícios”, com o objetivo de encobrir o “enriquecimento ilícito decorrente dos desvios de recursos”.

De acordo com a reportagem, o MP-RJ afirma ter encontrado “sérios indícios” de crime de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa pelo gabinete de Flávio Bolsonaro. No período, ele era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio.

O documento também mostra que os imóveis obtidos pelo senador tiveram uma valorização acima da média para a época em que foi comprado.

Em novembro de 2012, Flávio comprou um apartamento em Copacabana por R$ 140 mil. Vendeu por R$ 550 mil 15 meses depois, obtendo um lucro de 292%, enquanto a média para a região era de 11%.

Em outra aquisição, também em Copacabana, Flávio comprou um apartamento por R$ 170 mil. Vendeu um ano depois por R$ 573 mil. O lucro foi de 237%. A média para a época era de 9%.

Ainda de acordo com o documento, de dezembro de 2008 a setembro de 2010, o senador comprou 10 salas comerciais em um prédio na Barra da Tijuca, no valor de R$ 2,662 milhões. No mês seguinte, vendeu as salas para a empresa MCA Exportação e Participações, no valor de R$ 3,167 milhões.

O QUE DIZ FLÁVIO BOLSONARO

No Twitter, Flávio Bolsonaro divulgou nota em que disse que “não são verdadeiras as informações vazadas” pela revista. O senador alegou ser “vítima” de constantes vazamentos e que “tudo será provado em momento oportuno dentro do processo legal”.

Segundo o senador, “os valores informados são absolutamente falsos e não chegam nem perto dos valores reais”.

“Tenho meu passado limpo e jamais cometi qualquer irregularidade em minha vida. Tudo será provado em momento oportuno dentro do processo legal”, disse.

Eis a íntegra da nota:

“Não são verdadeiras as informações vazadas na revista Veja acerca de meu patrimônio. Continuo sendo vítima de seguidos e constantes vazamentos de informações contidas em processo que está em segredo de justiça.

Os valores informados são absolutamente falsos e não chegam nem perto dos valores reais. Sempre declarei todo meu patrimônio à Receita Federal e tudo é compatível com a minha renda.

Tenho meu passado limpo e jamais cometi qualquer irregularidade em minha vida. Tudo será provado em momento oportuno dentro do processo legal.
Apenas lamento que algumas autoridades do Rio de Janeiro continuem a vazar ilegalmente à imprensa informações sigilosas, querendo conduzir o tema publicamente pelos meios de comunicação e não dentro dos autos”.

OUTRAS TRANSAÇÕES

Em outra transação imobiliária, o filho do presidente teria lucrado R$ 728 mil. As informações são do jornalista Igor Mello, do site UOL, e foram publicadas na manhã desta quarta-feira (15).

De acordo com a reportagem, o senador também se beneficiou ao negociar com o norte americano Charles Anthony Eldering.

Em novembro de 2012, Flávio comprou de Eldering uma sala em Copa Cabana, zona sul do RJ, por R$140 mil. O valor é R$60 mil a menos do que foi pago pelo americano em março de 2011. O lucro que Flavio teve com esta sala foi de R$410 mil, quando vendeu o imóvel por R$550 mil em fevereiro de 2014.

Flávio Bolsonaro negou qualquer irregularidade na compra e venda dos imóveis.

VICE-PREFEITO DE AFOGADOS PARTICIPA DE ATO CONTRA CORTES NA EDUCAÇÃO

Os cortes de 30% nos recursos para Universidades Federais e Institutos Federais levaram milhares de pessoas às ruas de todo o Brasil. Em Afogados da Ingazeira não foi diferente. Professores, estudantes, gestores escolares, representantes de sindicatos e associações de classe, foram às ruas protestar contra os cortes anunciados pelo Governo Bolsonaro.
Por sua histórica ligação com a cultura, a educação e o conhecimento, o Vice-Prefeito de Afogados da Ingazeira, Alessandro Palmeira, foi prestar solidariedade à justa manifestação. “Estou aqui com vocês para demonstrar a minha preocupação com esse enorme retrocesso. Uma nação justa, solidária, só se constrói com maciços investimentos em educação. Foi e é assim em todos os países com alto grau de desenvolvimento,” avaliou Alessandro Palmeira, que ainda destacou a preocupação específica com o IFPE, campus Afogados, caso os cortes venham paralisar as atividades do Instituto.

Câmara dos Deputados realiza sessão solene em homenagem ao centenário do Jornal do Commercio Líder do partido, Tadeu Alencar, foi o requerente da sessão na Casa

O centenário de um dos jornais impressos mais tradicionais do País foi celebrado, nesta quarta-feira (15), no Plenário da Câmara, durante Sessão Solene realizada a pedido do líder do PSB na Casa, deputado Tadeu Alencar (PE). Ao longo da sua trajetória, o Jornal do Commercio se consolidou como líder de circulação e de assinantes na região Nordeste. Para Tadeu, os 100 anos do periódico representam também uma celebração em defesa da democracia e da liberdade de expressão.

Os principais acontecimentos da história do Brasil e do mundo sempre foram destaques nas suas edições. Suas páginas abrigaram matérias dos mais variados temas, passando por importantes questões políticas, sociais e econômicas. Fundado em 3 de abril de 1919 por F. Pessoa de Queiroz, o jornal figura entre os de maior credibilidade do País e já conquistou muitos prêmios nacionais destinados ao setor de comunicação.

Em Pernambuco, como lembrou Tadeu Alencar, o jornal acompanhou todo o período marcado pela ascensão de Eduardo Campos ao governo do Estado (2007-2014) até a sua trágica morte, no dia 13 de agosto de 2014. “O JC, como ficou carinhosamente conhecido, esteve lá, atento ao período de florescimento econômico de Pernambuco e de fortalecimento dos serviços públicos no Estado”, destacou. O socialista ressaltou ainda o caminho secular trilhado pelo JC. “Seguiu seu percurso baseado nos valores da alma pernambucana. Que o jornal tenha vida longa, independente e plural.”

A sessão contou com as presenças do presidente do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, João Carlos Paes Mendonça, do senador Humberto Costa (requerente da sessão pelo Senado), senador Jarbas Vasconcelos, do presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e TV, Paulo Tonet, do Diretor Executivo da Associação Nacional de Jornais, Ricardo Pedreira, do ministro e presidente do Tribunal de Contas da União, José Múcio Monteiro Filho, dos alunos da Escola Centro de Ensino Médio 1 do Gama, de Paulo Bonfim, representante do Governo de Pernambuco. Também estiveram presentes na solenidade os deputados pernambucanos Raul Henry (MDB-PE), Gonzaga Patriota (PSB-PE), Ossessio Silva (PRB-PE), Renildo Calheiros (PCdoB-PE), Augusto Coutinho (Solidariedade-PE), Felipe Carreras (PSB-PE), Danilo Cabral (PSB-PE), João Campos (PSB-PE) e cerca de 50 parlamentares.

Publicação – O Jornal do Commercio pertence ao Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, braço de mídia do Grupo JCPM, do qual também fazem parte a Rádio Jornal, a TV Jornal, o portal NE10 e vários outros meios de comunicação. É o maior periódico de Pernambuco e também um dos maiores do País. Tem como missão “levar informação e entretenimento ao público pautando-se pela defesa da democracia, da justiça social e da livre iniciativa”. Sua versão digital, o JC Online, surgiu em 2011 e é um dos sites de notícias mais acessados do Nordeste. Na redação do Jornal do Commercio há 82 jornalistas. O sistema como um todo emprega 682 profissionais.

*Com informações de Tatyana Vendramini, do PSB Nacional.

Prefeitura realiza intercâmbio com produtores de camarão e distribui 80 mil pós-larvas no município

A Prefeitura Municipal de Serra Talhada (PMST), através da Secretaria Municipal de Agricultura e Recursos Hídricos (SEMARH), segue incentivando e investindo na criação de camarão marinho no município. Na última sexta-feira (10.05), a Secretaria de Agricultura e Recursos Hídricos levou agricultores familiares de Serra Talhada, que realizam cultivo de camarão, para um intercâmbio técnico de capacitação nos municípios de Itabaiana – PB e Nísia Floresta – RN. A visita técnica foi acompanhada pelo secretário Zé Pereira e pelo engenheiro de pesca da secretaria, Amom Nascimento.

“Na cidade de Itabaiana-PB, os produtores puderam ver de perto a realidade de uma das fazendas de engorda de camarão da Santista Aquicultura LTDA, que realiza o cultivo do crustáceo em águas interioranas desde 2011. Nela os agricultores tiveram explanações sobre todo o processo produtivo, desde a recepção das pós-larvas, passando pelos manejos hidrológicos e nutricionais, até o momento da despesca e distribuição do produto. Já no município de Nísia Floresta-RN, os produtores tiveram a oportunidade de conhecer o Laboratório de Larvicultura da Aquasul, onde puderam acompanhar a excelente qualidade de produção de seu fornecedor de pós-larvas de camarão, além de aprenderem ainda mais sobre o crustáceo que estão cultivando”, explicou o secretário Zé Pereira.

Entusiasmado com a experiência com o camarão marinho em sua propriedade, onde já conta com dois viveiros povoados, o agricultor familiar Plácido João, de Tauapiranga, aprovou a capacitação ofertada pelo município. “Foi muito gratificante. Não posso deixar de agradecer ao secretário Zé Pereira e ao prefeito Luciano Duque por essa maravilhosa experiência vivida. Sem sombra de dúvidas voltamos para nossas casas mais capacitados e ainda mais entusiasmados em darmos continuidade às nossas produções”, disse.

Esta é mais uma ação de fortalecimento do setor camaroeiro do município de Serra Talhada, que tem como meta alcançar o número mínimo de 15 produtores familiares ainda este ano, como ressalta o prefeito Luciano Duque. “Vamos continuar apoiando a cultura do camarão, incentivando os agricultores a acreditarem na carcinicultura, que além de levar alimento da mais alta qualidade nutricional para a mesa do agricultor, também está gerando renda extra para toda a família e oferecendo produto de qualidade ao mercado da região”, disse.

Após as visitas de intercâmbio, a Prefeitura Municipal realizou a aquisição de 80 milheiros de pós-larvas (PL´s), as quais foram aclimatadas e povoadas em três viveiros de engorda. A expectativa é que essas pós-larvas rendam em 90 dias de cultivo aproximadamente meia tonelada de camarão despescado, que será negociado “inteiro e fresco” no comércio local.

Os interessados em iniciar uma criação de camarão marinho devem procurar a Secretaria de Agricultura e Recursos Hídricos, que está localizada na Avenida Vicente Inácio de Oliveira, S/N, (Parque de Exposições), onde serão assistidos durante todo processo produtivo pela equipe técnica multidisciplinar disponibilizada pela secretaria.