Zulene Alves

Moradores de Fernando de Noronha reivindicam terrenos na ilha

O deputado estadual Waldemar Borges recebeu, nesta terça-feira (09.04), na Assembleia Legislativa, um grupo de moradores de Fernando de Noronha e os conselheiros distritais da ilha, Ailton Júnior, Marilde Costa e Artur Cândido. O grupo faz parte do Movimento Popular Noronha Pró Terrenos, que reivindica a concretização da política habitacional e a liberação de terrenos através do Termo de Permissão de Uso (TPU) para a construção de casas na ilha. O deputado estadual Waldemar Borges fez um pronunciamento na tribuna da Casa sobre a problemática dos moradores e chamou representantes do grupo para uma reunião no Plenarinho III, que também contou com a participação dos deputados Romário Dias, Isaltino Nascimento e Antônio Coelho.

“Havia uma discussão em torno de uma relação de pessoas que teriam direito ao acesso a terrenos na ilha e que, a partir dessa mobilização que a comunidade fez, a questão foi dirimida e a relação foi refeita contemplando todos que atendem os critérios estabelecidos em decreto. Há também um conjunto de iniciativas que precisam ser encaminhadas, como a elaboração do Plano Diretor, a Lei do Uso do Solo e o Plano de Manejo, que são instrumentos do processo de urbanização, e que a ilha ainda não tem. A partir de hoje, vamos estreitar as relações entre os moradores da ilha, o conselho que representa os moradores, a administração do local, a Assembleia Legislativa e  o Governo do Estado para que possamos dar conta dessa missão de instituir essas ferramentas para o processo urbanístico de Noronha”, ressaltou Waldemar Borges.

O grupo ficou de procurar a Procuradoria Geral do Estado para saber como anda o processo de urbanização da ilha, por ser o órgão que ficou à frente da elaboração desses instrumentos, além de acompanhar o acesso aos lotes urbanos que serão distribuídos e convocar todos os entes governamentais que interagem com a ilha, a exemplo da CPRH, PGE e Secretaria de Habitação, para que, conjuntamente, possam acompanhar a intervenção do Governo em Fernando de Noronha.

PREFEITURA DE AFOGADOS INICIA NESTA QUARTA (10) CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE INFLUENZA

A gripe influenza, se não tratada a tempo, pode levar a complicações graves e levar, inclusive, à morte, sobretudo nos grupos de alto risco, como idosos com mais de sessenta anos, gestantes, doentes crônicos e crianças entre seis meses e seis anos de idade.

Para combater esse mal, a Prefeitura de Afogados da Ingazeira inicia nesta quarta (10), uma grande campanha de vacinação contra a gripe influenza. Hoje pela manhã, equipes da vigilância em saúde passou em todas as unidades de saúde deixando doses da vacina para o início da campanha, que vai até o dia 31 de Maio.

A meta da Secretaria Municipal de Saúde é vacinar 90% do público-alvo, composto prioritariamente por: Crianças entre seis meses e menos de seis anos de idade; Gestantes; Puérperas (até 45 dias após o parto); Profissionais de saúde (da rede pública ou privada);  Professores (da rede pública ou privada); Pessoas com 60 anos ou mais; Jovens entre 12 e 21 anos de idade, que estejam sob medida sócio-educativa; Detentos e funcionários do sistema prisional; Portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais. Para todos, será necessária a comprovação da condição especial, assim como será realizada a atualização dos  cartões de vacina, no caso de gestantes e crianças.

Segundo a coordenadora municipal da vigilância em saúde, Madalena Brito, apesar da campanha durar até o dia 31 de Maio, a Prefeitura promoverá o grande dia “D” de vacinação, no dia 04 de Maio, com o objetivo de sensibilizar para a importância da vacinação. Neste dia, todas as unidades de saúde da zona urbana estarão abertas, das 8h às 17h, para atender e vacinar a população prioritária. Na zona rural, o horário será das 8h às 13h. a orientação da Prefeitura é a de que as pessoas que se enquadrarem nos grupos prioritários, procurem a unidade de saúde de sua referência para serem vacinadas.

“Preparamos um material educativo, que será divulgado a partir de amanhã, com a presença de várias pessoas conhecidas na cidade, identificadas com algum dos grupos prioritários, que cederam gentilmente suas imagens para ajudar-nos na sensibilização da nossa população, dentre elas o nosso querido Bispo, Dom Egídio Bisol, representando a população acima dos sessenta anos,” informou Madalena Brito.

Marcha dos Prefeitos: presidente da Amupe diz que discurso de Bolsonaro foi econômico

O presidente da Amupe e prefeito de afogados da Ingazeira, José Patriota, avaliou o discurso do presidente Jair Bolsonaro, na abertura da Marcha dos Prefeitos a Brasília, hoje pela manhã,( 09/04), como mais um mais um diagnóstico do que propriamente proposta de ação. Ele foi muito econômico nas suas palavras, o que gerou muita expectativa por parte dos prefeitos.
Patriota ficou mais otimista na parte da tarde, quando falou o ministro Paulo Guedes (Economia); que deu mais profundidade às intenções do modelo que ele está pretendendo e defendendo fazer, deixando as coisas mais claras. “Falta a gente, de fato, acompanhar como vai ser o procedimento; pois o ministro está defendendo a Reforma da Previdência, que é bastante discutível; o Pacto Federativo, que acompanha, sobretudo, a Reforma Tributária, e, também, outras medidas, inclusive, emergenciais. E que possa, ainda este ano, liberar algum recurso  para estados e municípios”, pontuou.
O momento, diz Patriota, é de aguardar para ver como isso vai se dar do ponto de vista legal – tem que ter lei no Congresso Nacional e do ponto de vista operacional. “Não podemos pré-julgar, entretanto, vamos aguardar o desfecho dos acontecimentos”, reforça.

Bolsonaro promete ‘revogaço’ para anular decretos que incham o Estado

Por AE
Foto: Arquivo/Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro prometeu, em uma mensagem postada no Twitter, fazer um “revogaço” para anular decretos que estariam inchando a máquina pública e criando burocracias desnecessárias. Bolsonaro não detalhou, no entanto, quais medidas serão atacadas pelo governo.
“Nos próximos dias realizaremos um ‘Revogaço’, anulando centenas de decretos desnecessários que hoje só servem para dar volume ao nosso já inchado Estado e criar burocracias que só atrapalham”, escreveu Bolsonaro, ainda complementando: “Daremos continuidade ao processo. Vamos desregulamentar e diminuir o excesso de regras!”, finalizou.

Casos de gripe aumentam em Pernambuco

Crédito: Thalyta Tavares/Esp.DP

Pernambuco registrou, em 2019, um aumento nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Até o dia 27 de março, foram notificados 671 casos, o que representa um aumento de 264% em relação ao mesmo período do ano passado. Diferente de 2018, entretanto, a maior quantidade de amostras positivas analisadas aponta para casos de circulação do vírus influenza B. Nesta quarta-feira (9), começa a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (Gripe).

De acordo com boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), A ocorrência de casos de SRAG entrou na zona epidêmica durante 11 semanas. Diante disto, o órgão emitiu alerta para a necessidade de cuidados de prevenção e controle, com objetivo de prevenir casos graves e óbitos. Entre os municípios com casos identificados de influenza estão Abreu e Lima, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Recife e Goiana.

O Dia D da 21ª Campanha de Vacinação Contra a Influenza (gripe) será realizado no dia 4 de maio.A previsão é encerrar a campanha no dia 31 de maio. A novidade deste ano é que a faixa etária das crianças que precisam se vacinar foi ampliada. Antes, o Ministério da Saúde (MS) recomendava imunizar os menores de 5 anos. Agora a vacina será para os menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias).

Também conhecida como gripe, a Influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade no mundo todo, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais. A transmissão ocorre por meio de secreções expelidas das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir e espirrar, ou pelo contato das mãos.
Medidas para evitar a doença:
– Lavar as mãos com água e sabão frequentemente (principalmente antes de consumir algum alimento, tocar os olhos, nariz ou boca e após tossir, espirrar ou usar o banheiro);
– Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com lenço descartável. Após o uso, descartá-los em lixeiras;
– Na ausência de um lenço, usar o ombro ou antebraço interno como barreira ao tossir ou espirrar;
– Não compartilhar alimentos, copos, garrafas, toalhas e objetos de uso pessoal;
– Manter os ambientes ventilados, com portas e janelas abertas, para favorecer a circulação de ar;
– Pessoas com gripe/resfriado devem evitar ambientes fechados e aglomerados, assim como o contato direto com outras pessoas (abraço, beijo, apertos de mão etc);
– Evitar sair de casa durante o período de transmissão da doença. Em adultos, este período dura, em média, até cinco dias após o início dos sintomas. Nas crianças pode durar, em média, dez dias;
– Não usar medicamentos sem orientação médica. A automedicação pode ser prejudicial à saúde;
– Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos

Unidos pelo Brasil: Aroldi destaca avanços já registrados e as principais pautas

Unir forças para impulsionar a gestão local e, consequentemente, melhorar a vida das pessoas é o que propõe o tema da XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Diante disso, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, fez um resumo dos avanços já registrados, das pautas encaminhadas no Congresso Nacional e da participação de integrantes do governo nas demais atividades do evento. Presidente da Amupe e uma das principais lideranças do Municipalismo, José Patriota integrou o dispositivo de honra.
“A voz do povo brasileiro está aqui no plenário”, destacou Aroldi, ao reforçar a importância da união dos municipalistas de Norte a Sul do país em torno de pautas comuns, como o aumento de 1% do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de setembro e da redistribuição dos recursos do Imposto Sobre Serviços (ISS). “A gente precisa estar mais unido do que nunca”, disse o líder municipalista no final da manhã desta terça-feira, 9 de abril.
Aroldi falou sobre o aumento do 1% do FPM. “O presidente da Câmara [Rodrigo Maia (DEM-RJ)] deve instalar a comissão hoje ou amanhã. Ele já concordou, o governo está à frente”. O líder municipalista enalteceu a aproximação com Congresso e o governo federal e destacou as duas frentes parlamentares mistas municipalistas, destinadas a debater as pautas locais, e os encontros com representantes do Executivo, ocorridos nos últimos dias.
“Nós levamos em cada ministério um documento que está sendo trabalhado com os técnicos da CNM”, disse. Ele também contou que a “equipe está trabalhando muito bem, junto com o governo, em uma proposta de regulamentação do pacto federativo”. Aroldi mencionou o que essa aproximação significa: “na saúde estão parados R$ 7 ou 8 bilhões. É muito dinheiro, são dois FPM”.
As principais demandas no Congresso foram destacadas, e são elas: cessão onerosa dos royalties do pré-sal, atualização dos programas federais, novo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), Lei Kandir, teto dos gastos públicos federais e o financiamento para o pagamento dos precatórios.
Em seu discurso de abertura, o presidente da CNM defendeu a Nova Previdência e na plenária voltou a se colocar favorável à possibilidade de os beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BPC) optarem por se manter no regime atual ou migrarem para a nova proposta. A evidência maior foi dada ao fato de as mudanças serem realmente necessárias, inclusive para as localidades com agricultores familiares.
“O mundo caminha para o fortalecimento da gestão local. Não tem outro jeito. Não tem outro caminho”, sinalizou Aroldi. Consórcios públicos e a luta para atender às determinações da Política Nacional de Resíduos Sólidos não ficaram de fora da apresentação do presidente. E a Plataforma +Brasil também ganhou espaço especial em sua fala. Ele acredita que esse seja um dos maiores avanços para o dia a dia da gestão municipal.
Aroldi explicou: “a plataforma é para simplificar as transferências voluntárias para os Estados e os Municípios de forma que se possam acompanhar os repasses fundo a fundo e se prestem contas pelo mesmo sistema”. Além de aumentar a transparência, a medida deve promover maior envolvimento dos brasileiros nos gastos públicos. Após esse ponto, o presidente abordou a importância de os vereadores estarem unidos com os executivos municipais no evento.
Acompanhado pelo consultor da CNM Eduardo Stranz, o líder municipalista também apresentou a programação de hoje e evidenciou a mobilização de municipalistas no Supremo Tribunal Federal (STF). A reivindicação é por uma definição imediata para a redistribuição dos royalties do petróleo, aprovada pelo Parlamento e bloqueada por decisão monocrática da ministra Cármem Lúcia, em 2013. “Chegamos à conclusão de que deveríamos sim fazer essa mobilização em frente ao Supremo, de forma ordeira e respeitosa”, disse.
ASCOM Amupe 

Serra: Prefeitura apresenta plano emergencial de combate ao Aedes Aegypti

Município tem alto índice de infestação predial e conscientiza a população para evitar surto de dengue, zika e chikungunya

A Prefeitura de Serra Talhada, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, apresentou, nesta segunda-feira (08.04), em coletiva de imprensa, um Plano de Ação Emergencial de Combate ao Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya, em virtude do alto índice de infestação predial identificado no município com base no Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti – LIRA. Na oportunidade, foi apresentado um balanço das ações de combate às arboviroses realizadas nos dois primeiros ciclos de 2019.

Segundo o Levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti – LIRA 2019, Serra Talhada tem 44.840 imóveis cadastrados, e de cada três imóveis, pelo menos um contém focos do Aedes, sendo esses focos responsáveis pelo aumento substancial do número de pessoas infectadas pelas arboviroses. O levantamento de infestação predial por bairro apresenta a seguinte porcentagem: Centro (12,4), Caxixola (10,7), AABB (5,8), Alto Bom Jesus (18,4), IPSEP (23,1), IPSEP I (28,8), COHAB (19,8), Vila Militar (13,1), Bomba II (10), Bomba I (12,1), Mutirão (38), São Cristóvão (17,3), CAGEP (19,7), Bom Jesus (18,7), Vila Bela (31,9), Malhada (10,2) e Borborema (32,6).

Nos dois primeiros ciclos do ano, de janeiro a fevereiro e de março a abril, foram implementadas diversas ações de enfrentamento às arboviroses. No primeiro ciclo foram inspecionados 29.726 imóveis, realizado tratamento focal em 13.651, tratados 24.688 depósitos, 28.778 depósitos eliminados e implantadas 146 telas de proteção para caixas d’água. No período, 10.537 casas foram encontradas fechadas. No segundo ciclo foram inspecionados10.339 imóveis, realizado tratamento focal em 4.605, tratados 8.571 depósitos e 10.074 depósitos eliminados. No total, foram utilizados 105,74 kg de larvicida.  Além das ações rotineiras, foram realizadas também ações de ataque nos primeiros meses do ano, sendo trabalhados 493 imóveis em 15 quarteirões e utilizados 152 litros de larvicida.

Em relação às arboviroses, o município contabilizou até o último dia 05 de abril, 61 notificações de dengue, sendo 21 casos confirmados no Tancredo Neves/Cohab, Alto Bom  Jesus, CAGEP, Caxixola, São Cristóvão, Borborema,  Vila Bela, Tauapiranga e Varzinha. Quanto à chikungunya, são 2  casos notificados em investigação. O município não tem notificação de zika vírus.

Para combater os focos do mosquito e evitar um surto de arboviroses, a Secretaria de Saúde está intensificando o trabalho de campo dos agentes de endemias, utilizando drones para mapear as áreas e notificando imóveis reincidentes. Será lançada também uma campanha educacional de conscientização da população, através de panfletos, cartazes, faixas, outdoors, carros de som, ações de mídia e atividades nas escolas para que a população se engaje e faça sua parte eliminando focos do mosquito em suas residências. Será divulgado semanalmente um boletim com os índices de infestação e notificações de casos de arboviroses para alertar a população.

As ações do Plano Emergencial de Combate ao Aedes Aegypti serão coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde, com apoio da Agência Municipal de Meio Ambiente – AMMA e contribuição das demais secretarias municipais.

Assessoria de Imprensa

(87)9.9810-4236

Toparia fim da reeleição em proposta de reforma política, diz Bolsonaro

Por: Estado de Minas

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (8) que apoiaria o fim da reeleição para o Executivo em uma eventual proposta de reforma política. A declaração foi dada à Rádio Jovem Pan, gravada e transmitida hoje à noite.

“A pressão é muito forte para que eu, se estiver muito bem, obviamente, me candidatar (em 2022). Mas (durante a campanha) era minha pretensão (acabar com reeleição) vindo dentro de uma reforma política, que não depende de mim, o próprio Parlamento pode resolver esse assunto se quiser”, disse.

Para Bolsonaro, uma reforma política só teria “validade” para ele se o próprio presidente também fosse afetado. “A reeleição causou uma desgraça no Brasil. Prefeitos, governadores e até o presidente se endividam, fazem barbaridades, dão cambalhotas, fazem acordos com quem não interessa, para ter apoio político”, argumentou.

“Se, nessa proposta de reforma (política), para diminuir também os tamanhos das casas legislativas, o custo for tirar a reeleição, eu topo assinar isso daí”, acrescentou.

Carlos Bolsonaro

Durante a entrevista, o presidente defendeu o filho Carlos, vereador no Rio de Janeiro pelo PSC e, segundo ele, quem mais o ajuda nas redes sociais.

“Quem me ajuda (nas redes sociais) é o Carlos, por isso muitos querem afastá-lo, dizem que está atrapalhando, mas não atrapalhou em nada. Acho até que devia ter cargo de ministro. Foi a mídia dele quem me botou aqui (na Presidência). Mas ele não está pleiteando ministério”, disse.

Recursos para pagamento do 13º do Bolsa Família estão garantidos, diz Osmar Terra

“O presidente já anunciou que vai pagar [o 13º do Bolsa Família]. Nos dois últimos anos, nós reduzimos em R$ 15 bilhões o gasto com auxílio-doença, reduzimos o [número de beneficiários] Bolsa Família. De 17 milhões de famílias em 2015, hoje tem 13,9 milhões. E isso foi graças a um pente fino e isso reflete no orçamento deste ano”, disse o ministro.

Segundo ele, a Junta Orçamentária já decidiu que parte dessa economia vai para o pagamento do Bolsa Família. “O dinheiro que economizamos com as ações de pente-fino nos últimos dois anos refletem no orçamento deste ano. Então, sai dessa vala, porque senão o Tesouro engole tudo. O dinheiro vem todo dessa vala comum”, explicou o ministro.

Na noite da última quinta-feira (4), o presidente Bolsonaro antecipou que irá cumprir a promessa de campanha e pagar o 13º do Bolsa Família. Em uma transmissão ao vivo no Facebook, ele disse que os recursos para viabilizar o pagamento virão do combate à fraude no programa. “De onde virá o recurso? Do combate à fraude. Existe muita fraude. Então vamos continuar esse trabalho muito cansativo porque tem que pegar um a um, fazer cruzamentos, mas está dando resultado e o 13º está garantido para o pessoal do Bolsa Família no final do ano”, declarou o presidente.

Campanha de vacinação contra gripe começa nesta quarta-feira (10) em Sertânia

Resultado de imagem para vacina

A Secretaria de Saúde de Sertânia inicia na próxima quarta-feira (10), a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe. Em 2019 a iniciativa apresenta uma novidade, o Ministério da Saúde ampliou a imunização para o público infantil, agora crianças de 6 meses a menores de 6 anos (5 anos, 11 meses e 29 dias) devem tomar a dose. Antes, a idade máxima era 5 anos.

Além desse grupo podem tomar a vacina: gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores de saúde; povos indígenas; idosos; professores de escolas públicas e privadas; pessoas com morbidades e outras condições clínicas especiais; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional e pessoas privadas de liberdade.

A campanha segue até o dia 31 de maio e será dividida em duas etapas. Entre 10 e 19 de abril, a vacinação contra a Influenza será para gestantes e crianças de 6 meses até 5 anos, 11 meses e 29 dias. A partir do dia 20 de abril será aberta a todos os grupos prioritários.  A Secretaria de Saúde de Sertânia estará disponibilizando as doses da vacina contra a gripe em todas as 10 Unidades Básicas de Saúde da Família e no Centro de Saúde da Mulher. O horário de funcionamento desses locais é das 7h às 12h e das 14 às 17h. Serão realizadas ainda ações em outros pontos públicos do município. O objetivo é alcançar o maior número possível de pessoas aptas a tomarem a vacina.

Os pais ou responsáveis das crianças devem levar a carteira de vacinação para que esse público possa receber a dose. Já as pessoas com morbidades e outras condições clínicas especiais devem estar munidas de laudos que comprovem seu estado de saúde. Os idosos que tem alguma dificuldade de locomoção ou puérperas podem solicitar a presença de um enfermeiro para a aplicação da vacina em casa. Os trabalhadores do sistema prisional, bem como as pessoas que estão reclusas irão receber a visita dos profissionais da saúde para receberam a dose da vacina contra a gripe. Também haverá visita as escolas para a vacinação dos professores.

O dia D será realizado em 4 de maio. Haverá uma grande mobilização em vários pontos do município para a campanha alcançar todos os grupos prioritários.  A Vacina não provoca nenhum tipo de reação e o Ministério da Saúde reforça que não há contra indicação. Em Sertânia devem ser vacinadas 7.000 pessoas.