Zulene Alves

Senar Pernambuco treina novos instrutores para atender o produtor rural

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Pernambuco (Senar/PE) capacitou 19 novos profissionais de campo no treinamento de metodologia própria educacional para instrutores, entre os dias 14 e 18 de maio.

Os novos instrutores poderão levar as ações de Formação Profissional Rural (FPR) e Promoção Social (PS) aos produtores rurais de todas as regiões do estado, já a partir do próximo mês, segundo estimativa da Coordenação de Treinamentos da instituição.

Ao prestigiar o encontro, o presidente do Sistema Faepe/Senar, Pio Guerra, destacou que, em 2017, mais de 15 mil pessoas foram capacitadas gratuitamente pela instituição. “Mas o sucesso dessa iniciativa vai além dos números. Está na capacidade de ofertar oportunidades à população rural através da educação”.

O treinamento foi ministrado pelo instrutor de Metodologia Hélcio Lopes, da Administração Central do Senar, em Brasília. Ele integra a equipe de formação de novos profissionais.

De acordo com o técnico, os novos instrutores de Pernambuco estão aptos para implantarem a metodologia educativa do Senar, que exerce um papel fundamental no desempenho profissional e social do beneficiado.

“Foram mais de 40 horas de curso, disseminando conhecimento atualizado e reforçando o compromisso do Senar/PE de profissionalizar o homem do campo. “Concluo esse treinamento com a certeza de dever cumprido. A agropecuária pernambucana só tem a ganhar, com instrutores que levarão até o produtor o que o setor oferece de melhor em termos de qualidade e inovação produtiva”, avaliou o técnico.

Germana Moreira é técnica do Senar/CE e veio a Pernambuco participar do treinamento “Foi um encontro enriquecedor, além de possibilitar o desenvolvimento de novas competências e ampliar o nosso conhecimento sobre a metodologia educacional da instituição, permitiu uma maior interação entre as regionais, abrindo espaço para futuras ações conjuntas”, comemorou.

Na próxima segunda (28), MPT discute violência sexual contra crianças e adolescentes

Na segunda-feira (28), às 10h, o Ministério Público do Trabalho (MPT) em Pernambuco promove mais uma edição do MPT Debate. Dessa vez, a temática é a violência contra crianças e adolescentes, em especial o abuso e a exploração sexual. O evento ocorre na sede do órgão, localizada na rua Quarenta e Oito, 149, no Espinheiro. A atividade é gratuita e aberta ao público. Para se inscrever, os interessados devem mandar email para eventos. ascom@gmail.com.

O tema desta edição do MPT Debate, atividade que tem como objetivo discutir temas relacionados ao mundo trabalho, tem relação com o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (18 de maio). A data faz referência à morte de Acareli Cabrera Crespo, uma menina, de 8 anos, que foi sequestrada, dopada, violentada sexualmente e assassinada. O crime, ainda impune, ocorreu em 1973, em Vitória, no Espírito Santo.

Na programação do evento, estão previstas quatro palestras, cujos temas tangenciam à violência sexual intrafamiliar (focando na atitude da mãe da vítima); o abuso sexual na primeira infância (relatando os desafios e as práticas de enfrentamento) e a exploração sexual enquanto forma de trabalho infantil.

Os especialistas convidados para o evento são a graduada e mestra em Serviço Social, analista do Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE), Maria Luiza Duarte Araújo; o especialista em Educação e mestre em Desenvolvimento Social, Consumo e Cotidiano, chefe da Unidade de Prevenção e Repressão aos Crimes Contra Criança e Adolescente, do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), Ademir Soares de Oliveira; o especialista em Saúde Mental e coletiva e mestre em Educação, Culturas e Identidades, Gerente de Políticas para a Criança no Estado de Pernambuco, Macdouglas de Oliveira; e a procuradora do MPT, doutoranda em Direito do Trabalho, Jailda Pinto.

Serra Talhada: Audiência pública discute Plano Municipal de Saneamento Básico

Acontecerá na próxima quinta-feira(24), uma audiência pública sobre o Plano Municipal de Saneamento Básico de Serra Talhada, a partir das 08h, no CEU das Artes, na Caxixola.

A audiência será promovida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e tem como objetivo a atualização e conclusão do Plano Municipal de Saneamento Básico. As inscrições para uso da palavra serão realizadas das 08h às 08h45, antes do início da audiência, prevista para começar às 09h.

Serviço

Audiência Pública – Plano Municipal de Saneamento Básico

Data: 24/05/2018

Horário: 08h

Local: CEU das Artes – Caxixola

TSE discute nesta terça-feira cota do fundo eleitoral para mulheres

Por Agência Estado/Foto: Breno Fortes/CB/D.A Press
Deputadas e senadoras querem a fixação de um patamar mínimo de 30% do bilionário Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) para candidaturas femininas
O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deverá analisar na noite desta terça-feira (22/5) uma consulta formulada por um grupo de deputadas e senadoras que querem a fixação de um patamar mínimo de 30% do bilionário Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) para candidaturas femininas.
Em parecer enviado ao TSE, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, se manifestou favorável ao pedido das parlamentares e considerou a consulta “tão legítima quanto necessária”. Segundo a reportagem apurou, Raquel deverá participar da sessão da Corte Eleitoral, onde o MP é representado pelo vice-procurador-geral eleitoral, Humberto Jacques.
“Quando há financiamento público (…) indutor de política pública de igualdade de gênero na vida partidária e nas campanhas eleitorais, o Estado brasileiro patrocina, dessa forma, o aperfeiçoamento do regime democrático e a proteção dos direitos fundamentais da pessoa humana”, escreveu Raquel Dodge.
No dia 15 de março, o STF determinou que pelo menos 30% do total de recursos do Fundo Partidário destinado a campanhas eleitorais devem ser destinados às candidaturas femininas, considerando que a legislação eleitoral prevê que os partidos têm de reservar 30% das vagas em eleições para mulheres.
Tanto o fundo partidário quanto o fundo eleitoral são abastecidos com verbas públicas. O primeiro é destinado à manutenção das siglas e pode ser usado nas eleições, enquanto o segundo é exclusivo para as campanhas.
Depois do julgamento no STF, um grupo liderado pelas senadoras Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Lídice da Mata (PSB-BA) apresentou uma consulta no TSE sobre a distribuição de recursos do fundo eleitoral, que será implantado pela primeira vez neste ano. As parlamentares questionam se o patamar legal mínimo de 30% para candidaturas femininas também deve ser aplicado para a distribuição de recursos do FEFC e do tempo na propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.
“Sendo ambos fundos públicos para custeio de campanhas eleitorais, um complementar ao outro, impossível que o princípio constitucional da igualdade não se irradie sobre ambos da mesma forma”, avaliou Raquel Dodge.
Para Raquel Dodge, os recursos públicos do Fundo Eleitoral para as campanhas devem ser divididos entre o conjunto de candidatas e candidatos na mesma proporção do número de candidatos homens e mulheres. A procuradora-geral da República também é favorável à fixação da reserva de um mínimo de 30% do tempo no horário eleitoral para candidaturas femininas.
A relatora da consulta é a ministra Rosa Weber, que assumirá o comando do tribunal durante as eleições. “O tema é importante porque as mulheres são importantes”, disse Rosa à reportagem.
Consultivo
Já o parecer da área técnica do TSE obtido pela reportagem recomenda que o TSE não decida sobre o tema. Sem entrar no mérito da questão, o parecer alega que a consulta apresentada por um grupo de deputadas e senadoras não é a via processual adequada para tratar do assunto, pois pretende transferir um entendimento firmado no STF em torno do Fundo Partidário para o FEFC na arena eleitoral. Conforme o documento, o TSE “não pode atuar em substituição ao STF”.
A manifestação da área técnica do TSE é de caráter consultivo, e não vinculativo – ou seja, o documento é levado em consideração pelos ministros, mas o plenário pode firmar umentendimento em sentido contrário.

I Encontro de Serviço Social da UPAE é destaque pelo sucesso de público e qualidade das discussões

O I Encontro de Serviço Social realizado no sábado (19) pela Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP), surgiu de uma iniciativa dos profissionais da casa, que sentiram a necessidade de ir além da assistência ao usuário. Com esse objetivo, a equipe promoveu um evento de sucesso, que preencheu uma lacuna existente na região do Vale do São Francisco.

Dentro do tema central escolhido “A materialização do Serviço Social em tempos de crise: implicações na prática profissional na área da saúde”, as palestrantes convidadas (Bruna Matildes – FUNASA e Amanda  Vasconcelos – coord. geral do Serviço Social do IMIP) deram um show nas discussões sobre a prática e o fazer profissional, as singularidades da profissão e o que há por trás da crise, que exige da classe trabalhadora e da sociedade pensante uma resistência às forças contrárias, responsáveis pela perda de direitos.

De acordo com Bruna, responsável por abordar o tema central, a abertura de espaços de discussão é fundamental. “A gente precisa pensar de que forma o ataque à democracia, a retração do Estado e o retrocesso das políticas sociais impactam o nosso dia a dia e a prática profissional. E só por promover esse debate a UPAE já está de parabéns”, ressaltou.

Nesse mesmo viés, Amanda, que veio do Recife exclusivamente para o encontro, ratificou: “A região possui uma carência de eventos como esse e a iniciativa do Serviço Social da UPAE é de grande relevância. A gente espera que o evento cresça, que passe a ser anual e que os profissionais possam apresentar seus trabalhos e as práticas de sucesso”. Com esse reconhecimento do IMIP. “A gente acredita que a UPAE tem feito bem o seu papel e dado sua contrapartida à sociedade”, defende a coord. geral, Grazziela Franklin.

O I Encontro de Serviço Social foi destaque, principalmente, pela participação do público e qualidade das discussões. “O evento conseguiu ultrapassar todas as expectativas e só tenho a agradecer a toda equipe, profissionais e estudantes que apostaram na nossa ideia. Com certeza, ano que vem tem mais”, adiantou a supervisora do SS da UPAE, Nazaré Cunha.

Em Jaqueira, Paulo Câmara entrega obras do FEM e do Programa Quadra Viva

JAQUEIRA – Após inaugurar importantes equipamentos na área da educação e anunciar obras de água em São Benedito do Sul, o governador Paulo Câmara seguiu para o município de Jaqueira, também na Zona da Mata Sul do Estado, para realizar outras importantes entregas para a população jaqueirense. A primeira delas foi a nova sede da prefeitura municipal, que contou com recursos do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM). Na oportunidade, Paulo também deu por inaugurada nova quadra poliesportiva coberta da Escola de Referência em Ensino Médio Miguel Pellegrino, beneficiando cerca de 600 estudantes. Ainda foi entregue um ônibus para uso escolar no município. 
 
“Temos a satisfação de inaugurar esse prédio bonito, a nova sede da Prefeitura Municipal, que vai atuar com vários serviços, ajudando muito a vida de quem demanda serviços à prefeitura e quer ter acesso ao seu prefeito. Parabéns ao município pela forma como fizeram esse prédio. Uma obra que contou com recursos do FEM e que com certeza vai dar condições melhores para a prefeitura e para toda a população aqui de Jaqueira”, destacou Paulo Câmara. A nova sede da prefeitura foi instalada no prédio do antigo Clube Municipal e contou com um aporte de R$ 603 mil. 
 
Paulo ainda fez questão de ratificar seu compromisso em trabalhar por um Pernambuco melhor e mais igual para todas as regiões. “Estamos fazendo o que precisa ser feito. Não tenho dúvidas que Pernambuco vai ser o primeiro Estado a sair dessa crise e vai olhar para a frente, ajudando o seu povo, ajudando os seus prefeitos, as suas prefeitas e, ao mesmo tempo, dando condição, emprego, renda e serviços públicos de qualidade para toda a sua população”, cravou.
 
EDUCAÇÃO – A nova quadra coberta da Escola de Referência em Ensino Médio Miguel Pellegrino, construída através do Programa Quadra Viva, conta com uma área total de 627,00 metros quadrados, com estrutura em arco metálico e dimensões de 19 x 33 metros. O investimento da obra foi na ordem de R$ 223 mil reais. Na ocasião, também foi entregue um ônibus escolar adaptado para atender aos estudantes portadores de necessidades especiais da região. 
 
De acordo com o secretário estadual de Educação, Fred Amâncio, até o final deste ano, serão entregues um total de 200 quadras em diversas regiões do estado. “O Programa Quadra Viva tem em seu planejamento a construção de 200 quadras cobertas em escolas. Nós já entregamos mais de 50 quadras, como é o caso da Miguel Pellegrino. Temos ainda, nesse momento, 70 quadras em construção. E até o final do ano, a gente vai finalizar com mais 80 quadras, totalizando esse conjunto de 200 quadras cobertas espalhadas pelas diversas regiões do estado. Um equipamento importante, não só para as práticas esportivas, mas também para atividades culturais da escola e também como um espaço de convivência dos estudantes”, disse. 
 
Representando a população jaqueirense, o prefeito Marivaldo Andrade agradeceu a parceria e o apoio do Governo do Estado. “Eu queria falar da minha alegria, hoje, por estar recebendo esse ônibus, todo equipado, adaptado para deficientes mas também para outras necessidades das crianças. Ficamos muito felizes também por inaugurar a nova sede, um equipamento inovador, com muitos espaços físicos para atender a população e dar o conforto para que a gente possa continuar com as melhores condições de trabalho para a nossa população e toda a nossa equipe”, frisou.
 
Participaram do ato o deputado federal João Fernando Coutinho; os deputados estaduais Simone Santana e Aluísio Lessa; os secretários executivos Marcelo Canuto (Casa Civil) e Adilson Filho (Planejamento e Gestão); os prefeitos Josibias Cavanvalti (Catende), Altair Júnior (Palmares), Marcelho Maranhão (Ribeirão), Juninho Amorim (São Benedito do Sul), Agnaldo Inácio (Jurema), Luiz Aroldo (Águas Belas); e o vice-prefeito de Jaqueira, Luiz Henrique.

Tadeu Alencar se coloca contra projeto que regulamenta criação de novos municípios

Deputado avalia que medida não traz benefício à população. Na semana da Marcha a Brasília em favor dos municípios, ele defende que foco do debate deve ser a revisão do Pacto Federativo

Na semana da 21ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que começa nesta segunda-feira (21), o deputado Tadeu Alencar, líder do PSB na Câmara a partir de junho, criticou o Projeto de Lei Complementar (PLP) 137/2015, que regulamenta a criação de novos municípios e está para ser votado na Casa esta semana. De acordo com o parlamentar, a formação de novas unidades federativas não se reverterá em benefício à população e terá impacto na divisão de recursos do Fundo de Participação dos Municípios.

“Os recursos, que já são poucos, ficarão ainda menores com mais municípios para entrar na divisão. Nesse momento, não há razão para criar mais despesas públicas com novos municípios”, afirmou Tadeu. O deputado havia votado a favor da tramitação da proposta em regime de urgência em razão de um acordo entre os partidos. Mas não houve, na ocasião, compromisso de apoiar seu mérito. “Sou crítico à medida num momento de crise e da necessidade de austeridade como a que vivemos agora”.

O projeto prevê alguns critérios para criação de novos municípios. Entre eles está a necessidade de a população do novo município e do que foi desmembrado ser de, pelo menos, 12 mil habitantes no Nordeste, além de critérios econômicos de sustentabilidade. O texto é igual ao do PLP 397/14, aprovado pela Câmara em junho de 2014 e vetado pela então presidente Dilma Rousseff porque “causaria desequilíbrio de recursos dentro do estado e acarretaria dificuldades financeiras não gerenciáveis para os municípios já existentes”. Hoje, o Brasil tem 5.570 municípios.

O deputado avalia que o momento, com o início da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, é de defender mudanças no Pacto Federativo, com a destinação de mais recursos de arrecadação nas mãos da União para as prefeituras, e não abrir o debate sobre a criação de novos municípios.

A revisão do Pacto Federativo é uma das principais bandeiras do seu mandato. Tadeu critica a concentração de recursos da arrecadação de impostos nas mãos da União, enquanto que os municípios assumem cada vez mais responsabilidades de serviços públicos, como no caso da saúde, mas não recebem proporcionalmente a contrapartida do governo federal para fazer frente a essas demandas.

“Defendo uma distribuição mais justa dos recursos arrecadados com impostos e uma destinação maior de dinheiro para Estados e, principalmente, municípios. Porque é no município que estão os problemas da população. A revisão do pacto federativo é urgente e imprescindível para melhorar os serviços públicos e garantir autonomia aos prefeitos”, avalia.

Por sua atuação em favor da pauta municipalista, Tadeu Alencar recebeu o diploma da Confederação Nacional de Municípios (CNM), colocando-o em 1° lugar entre os parlamentares pernambucanos em compromisso com as causas municipalistas.

Governo de Pernambuco fortalece agricultura familiar e educação de Palmares, na Zona da Mata Sul

Governador Paulo Câmara inaugurou, nesta segunda-feira, nova sede de escola estadual, lançou a edição 2018 do programa 
Chapéu de Palha da Cana e entregou 157 títulos de posse a agricultores locais 
 
Dando continuidade à extensa agenda desta segunda-feira (21.05), na Zona da Mata Sul pernambucana, o governador Paulo Câmara realizou a entrega oficial de mais uma escola, agora, no município de Palmares. A nova sede da Escola Estadual Maquinista Amaro Monteiro contou com um aporte de R$ 3,6 milhões e tem capacidade para atender 359 estudantes de Palmares e municípios vizinhos. Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual lançou, ainda, a edição 2018 do programa Chapéu de Palha, modalidade Cana-de-açúcar, na região. O cadastramento, que iniciou hoje, segue até o próximo dia 25, nas sedes dos sindicatos de trabalhadores rurais de cada município. A expectativa é contemplar cerca de 23 mil agricultores da Mata Sul. 
  
“Estamos cumprindo uma série de atividades nessa região, inclundo a entrega de títulos de posse para três municípios, com os quais as pessoas agora vão ter a oportunidade de poder passar a escritura aos seus familiares e ter acesso ao crédito e diversos programas estaduais voltadas para o setor. A gente também está iniciando as inscrições de mais uma rodada do Chapéu de Palha, para que as pessoas que trabalham com a cana-de-açúcar possam ter uma renda para sustentar a sua família nesse período de entressafra e, ao mesmo tempo, vão poder participar de cursos de capacitação que vão ajudar na sua formação para pensar em melhores empregos no futuro. Tive a oportunidade também de vir aqui na Escola Maquinista Amaro Monteiro para conhecer a nova estrutura e conversar com estudantes e professores. Ficou uma escola realmente muito bonita”, destacou o governador.
 
A nova estrutura da Escola Estadual Maquinista Amaro Monteiro conta com 12 salas de aula, quadra de esportes coberta, laboratórios de Informática e Ciências, além de auditório, biblioteca, cozinha, refeitório, recreio coberto e banheiros – incluindo espaços acessíveis. Além disso, o prédio conta também com uma sala multiuso de 24 metros quadrados e vestiários para os estudantes. “Talvez hoje, Palmares seja a rede mais moderna de escolas públicas de todo o Estado. Essa é uma região que sofreu muito com as enchentes de 2010. Durante muito tempo, os estudantes daqui estudaram em prédios com instalações precárias. Então, isso não é apenas uma obra, é um símbolo de luta de toda a comunidade escolar daqui de Palmares”, avaliou o secretário estadual de Educação, Fred Amâncio. 
  
CHAPÉU DE PALHA – O cadastramento e entrega dos cartões de frequência do Programa Chapéu de Palha 2018, na modalidade Cana-de-açúcar, podem ser realizados até 25/05 na Mata Sul, através da apresentação de comprovante do Número de Identificação Social – NIS (Cartão Cidadão, Cartão Bolsa Família ou extrato de benefícios emitido pela Caixa); carteira de trabalho; CPF; RG; termo de rescisão de contrato; e comprovante de residência. A iniciativa oferece apoio à trabalhadora e ao trabalhador rural no período da entressafra, mediante o pagamento de uma bolsa em quatro parcelas no valor de R$ 100 até R$ 271,10. 
  
Entre as novidades desta edição está a dispensa da obrigatoriedade de participar de cursos de capacitação para o trabalhador ou familiar que apresentar certificado de outro curso. Serão aceitos certificados emitidos pelo Sistema S (Senar, Sebrae, Senac, Sesc, Senai, Sesi, Senat, Sest e Sescoop); por algumas secretarias estaduais ou declaração da instituição de ensino que comprovem matrícula e frequência em cursos técnicos, tecnológicos ou de nível superior (estadual ou federal), Educação de Jovens e Adultos, ProJovem, Pronatec ou à distância, no período de 12 meses anteriores à data de cadastramento. 
 
Para ser beneficiário do Chapéu de Palha da Cana é necessário ser trabalhador(a) rural da cana-de-açúcar, trabalhador(a) do cultivo da cana, bituqueiro(a), rurícola ou safrista, no último contrato, com comprovação em carteira de trabalho; ser maior de 18 anos; ter trabalhado, com registro em carteira, por no mínimo 30 dias corridos em uma das três últimas safras; não possuir vínculo empregatício em carteira de trabalho; ser residente em um dos 53 municípios contemplados pelo programa; não estar recebendo seguro-desemprego, aposentadoria ou pensão do INSS. 
  
Em 2017, o Governo de Pernambuco cadastrou mais de 48 mil trabalhadoras e trabalhadores no Chapéu de Palha, dos quais 32.850 (67%) foram na modalidade cana-de-açúcar, envolvendo um investimento total de cerca de R$ 40 milhões. Em 2018, há uma previsão de crescimento em torno de 10% no número de inscritos em cada uma das modalidades (fruta, pesca e cana). “Na Mata Sul, nós temos uma expectativa de cadastrar de 22 a 23 mil trabalhadores da cana-de-acúçar, que representa um investimento aproximado de R$ 25 milhões. Na Mata Norte, já foram cadastrados 9.568 trabalhadores. E isso é um retrato de tudo o que se fez e vem sendo desenvolvido dentro da produção da cana-de-açúcar no Estado. A nossa expectativa é de que aqui, na Mata Sul, o número seja maior do que o ano passado por conta da reabertura de usinas”, afirmou a coordenadora geral do Chapéu de Palha em Pernambuco, Edna Claudino. 
  
REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA – Ainda no município, 157 títulos de concessão de direito real de uso da terra foram entregues às famílias rurais que residem em assentamentos estaduais na região da Mata Sul e Região Metropolitana do Recife (RMR). Os títulos vão beneficiar 76 famílias que vivem no Assentamento Ximenes, localizado no município de Barreiros; 41 famílias do Bruno Maranhão, novo assentamento criado no Cabo de Santo Agostinho; e para 40 famílias em Eduardo Campos, novo assentamento no município de Palmares. 
  
Os títulos de concessão correspondem ao acesso total de mais de 2 mil hectares de terras, com investimentos da ordem de R$ 157 mil para viabilizar as ações de reordenamento agrário. Historicamente, a criação desses assentamentos é resultado de uma parceria do Iterpe, órgão vinculado à Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, com o Complexo Industrial de Suape, visando à instalação das famílias de agricultores que foram remanejadas das terras desapropriadas para fins de potencializar o desenvolvimento em Pernambuco em outras áreas de atuação do Estado. 
 
Satisfeito com a vinda do governador ao seu município, o prefeito Altair Junior afirmou que, apesar das dificuldades, se orgulha dos resultados alcançados pela rede de ensino local.  “Nossa educação é de qualidade. Do ano passado para este ano, ganhamos prêmio na Mata Sul como a melhor leitura e o segundo lugar como melhor escrita. Então é importante para gente. E vamos trabalhar para termos uma geração de homens e mulheres melhor do que a nossa. Por outro lado, presenciando as dificuldades do homem do campo e tentando mudar essa situação, 40% da nossa merenda são compradas por agricultores familiares. É um volume bem acima do que a lei manda para fomentar a agricultura familiar, para melhorar a vida do nosso agricultor”, avaliou.
Estiveram presentes o deputado federal João Fernando Coutinho; os deputados estaduais Henrique Queiroz, Simone Santana, Clodoaldo Magalhães e Aluísio Lessa; os secretários-executivos Dilsinho (Planejamento e Gestão); Marcelo Canuto (Casa Civil); e João Charamba (Educação); o presidente do Iterpe, André Negromonte; e o presidente da Compesa, Roberto Tavares. Participaram também os prefeitos Reginaldo Moraes (Cortês); Marivaldo Andrade (Jaqueira); Marcelo Maranhão (Ribeirão); e Juninho Amorim (São Benedito do Sul); o vice-prefeito de Palmares, Agenaldo Lessa; os ex-prefeitos Enoelino Magalhães (Palmares); João Carvalho (Joaquim Nabuco); João Bezerra (Palmares); e Carlos Santana (Ipojuca); o secretário municipal de Educação, Enoelino Júnior; e a gerente regional de Educação da Mata Sul, Sandra Cavalcanti.

Armando se engaja no movimento em apoio à integração das PEs 630 e 615

Em reunião com integrantes da Comissão pelas Estradas de Integração do Araripe, o senador Armando Monteiro (PTB-PE) assumiu o compromisso de engajar-se na luta para pavimentar as rodovias PE-615 e PE-630, que cortam municípios das regiões do Araripe e do São Francisco. O apoio do petebista foi externado nesta segunda-feira (21), na presença do prefeito de Araripina, Raimundo Pimentel, dos deputados estaduais Odacy Amorim (PT), Socorro Pimentel (PTB) e Roberta Arraes (PSB), vereadores de municípios das regiões do Araripe e São Francisco, além de representantes do movimento, como Ronaldo Lacerda e Rosalvo Antônio. Uma das medidas que Armando adotará é articular a bancada federal pernambucana (deputados e senadores) para apoiar a iniciativa.
De acordo com Armando, é importante envolver toda a bancada pernambucana e verificar formas para financiamento das obras. A integração das PEs 615 e 630 é uma reivindicação antiga e o empreendimento vai ampliar o desenvolvimento socioeconômico da região. As obras contribuirão para ampliar as atividades dos polos gesseiro, eólico e de minério, além de facilitar o tráfego e escoamento da produção para as diversas regiões do estado e do País.
“Vou me integrar totalmente a esse movimento e quero dizer que da nossa parte faremos a articulação de toda a bancada federal em defesa desse projeto, que é de fundamental importância para o desenvolvimento econômico da região, que tem como vocação as atividades do polo gesseiro e eólico. Tenho certeza de que a bancada não faltará a essa convocação”, garantiu Armando Monteiro.
A PE-630 interliga seis municípios (Petrolina, Afrânio, Dormentes, Santa Filomena, Ouricuri e Trindade) e tem extensão de mais de 110 quilômetros, passando por Trindade, Santa Filomena até chegar a Dormentes. Essa rodovia precisa de um trabalho de pavimentação asfáltica em toda sua extensão. Já a PE-615, o esforço é concluir a pavimentação de 25 quilômetros, no trecho entre os distritos de Nascente (Araripina) e Socorro (Santa Filomena).
Armando destacou ainda o movimento suprapartidário em prol da integração das rodovias. “Esse movimento nasce sob o signo da maturidade política, de poder reunir em torno do projeto interesses de todos. Quando um projeto nasce com essa força, a chance de ele se materializar é grande. Podem contar com nosso esforço”, afirmou o senador.

PREFEITO JOSÉ PATRIOTA PARTICIPA DE REUNIÃO DO CONSELHO POLÍTICO DA CNM

O Prefeito de Afogados da Ingazeira e Presidente da AMUPE, José Patriota, participou agora à tarde de uma reunião do Conselho Político da CNM – Confederação Nacional dos Municípios, onde foram discutidas as estratégias e objetivos prioritários do municipalismo, sobretudo nas reivindicações junto à Presidência da República e ao poder legislativo – Câmara Federal e Senado. A reunião é em preparação para a marcha municipalista que se inicia nesta terça (22), em Brasília.

Na pauta prioritária, entram temas como o encontro de contas com a previdência social, atualização dos valores da licitação em caráter nacional, linha de crédito especial para pagamento dos precatórios, critérios de reajuste do INPC para o piso do magistério, atualização dos programas federais com correção definida em lei, dentre outros.

A reunião do conselho político também discutiu as regras para a sabatina com os presidenciáveis, que ocorre nesta terça (22) e quarta (23). Cada pré-candidato terá cinco minutos para a saudação inicial. Em seguida, responderá a cinco perguntas formuladas pela CNM, tendo quatro minutos para responder cada pergunta. E concluindo sua participação, mais cinco minutos para as considerações finais.

Pela ordem definida em comum acordo com as assessorias dos pré-candidatos, na terça serão sabatinados Álvaro Dias (Podemos), Ciro Gomes (PDT), Marina Silva (Rede), Manuela D’ávila (PCdoB) e Guilherme Boulos (PSOL). Na Quarta, será a vez dos pré-candidatos Jair Bolsonaro (PSL), Afif Domingos (PSD), Geraldo Alckmin (PSDB) e Henrique Meireles (MDB). Do ex-presidente Lula será lida uma carta.  As sabatinas ocorrem, nos dois dias, a partir das 14hs e serão transmitida ao vivo pelo site www.cnm.org.br

“Acho que a oportunidade do debate com os Presidentes é fundamental, pois eles estão mais abertos, mais acolhedores, momento espetacular para fechar compromissos que possamos cobrar mais adiante. Arrancar um compromisso claro do futuro presidente de zerar, até o final do seu mandato, o déficit nos repasses federais para os programas que hoje são subfinanciados, com os municípios arcando com a maior parte dos recursos,” destacou o Presidente da AMUPE, José Patriota.  

Durante toda esta segunda (21), foi grande a movimentação no credenciamento de Prefeitos, Secretários e Vereadores. A abertura será amanhã, às 9h, com a presença do Presidente Michel Temer e Ministros de Estado.