Zulene Alves

Petrolina: ministro da Saúde e prefeito anunciam nova maternidade e centro odontológico

Dois novos e importantes equipamentos de saúde pública serão construídos em Petrolina até o próximo ano. Nesta quinta-feira (22), o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, e o prefeito Miguel Coelho anunciaram a construção de um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) e a primeira maternidade municipal na capital do Sertão do São Francisco. Para a implantação dos dois equipamentos serão investidos cerca de R$ 3,4 milhões.
A unidade odontológica será instalada na AME Amália Granja, na Vila Mocó. Terá sete consultórios com profissionais habilitados para cirurgias, tratamento de gengivas, canais, exames de câncer bucal entre outros serviços. A previsão é que o novo CEO seja inaugurado no primeiro trimestre do próximo ano. Já a casa de partos funcionará onde estava em construção uma UPA, próximo ao Hospital Universitário. Na visita, o ministro garantiu a autorização para a mudança de finalidade do equipamento, que será readequado a uma maternidade municipal. Quando estiver pronta, a unidade atenderá cerca de 150 grávidas por mês com baixa complexidade.
Durante o anúncio dos investimentos, o prefeito Miguel Coelho lembrou a necessidade urgente de uma nova maternidade para Petrolina, já que a única estrutura para partos, o Hospital Dom Malan, atende mais de 50 municípios de três estados. “Hoje é um dia muito importante para as mães de Petrolina. Uma UPA era importante, mas hoje, nossa maior urgência é uma casa de partos. Vamos aliviar a superlotação do Dom Malan e fornecer um tratamento humanizado às futuras mães de Petrolina”, destacou Miguel, que será pai pela primeira vez em fevereiro. Na passagem por Petrolina, o ministro ainda anunciou quatro leitos de UTI e a habilitação para o Hospital Dom Tomás como unidade de alta complexidade em oncologia (tratamento de câncer). Com isso, o centro hospitalar poderá realizar exames como quimioterapia e cirurgias pediátricas, ginecológicas entre outras.
FOTOS: Jonas Santos

Bolsonaro diz que indicação de Mozart foi fake news estuda novos nomes

Presidente eleito chamou de ‘fake news’ as notícias de que ele teria convidado Mozart Ramos, do Instituto Ayrton Senna, para o cargo de ministro

Depois de reação negativa da bancada evangélica sobre indicação para o Ministério da Educação, o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), chamou de ‘fake news’ as notícias de que ele teria convidado para o cargo o pernambucano Mozart Ramos, ex-reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Ele não descarta conversar com Mozart, que é diretor do Instituto Ayrton Senna, mas disse que estuda indicar o procurador Guilherme Schelb para o MEC. “Eu vou conversar hoje com o senhor Guilherme Schelb também. A gente conversa para tomar decisão lá na frente. É um ministério importantíssimo, como outros, e é ali que está o futuro do Brasil”, disse.

Schelb é procurador e defende bandeiras comuns a Bolsonaro e à bancada evangélica, como a proibição de que escolas discutam temas como gênero e sexualidade. A bancada evangélica reagiu na quarta (21) a notícias de que Ramos poderia assumir o Ministério.

O deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RS) disse que Ramos desagrada o grupo e pediu uma conversa com Bolsonaro para discutir a escolha para Educação. Ramos nega que tenha sido convidado e aceitado ser ministro, mas a informação foi confirmada à Folha de forma reservada por pessoas da equipe do futuro governo.

O diretor disse em nota, na quarta, que vem a Brasília nesta quinta-feira (22) para conversar com a equipe de Bolsonaro sobre Educação. “Eu converso com todo mundo, não sei se ele vai estar em Brasilia hoje. Eu converso com ele sem problema nenhum. Já conversei no passado com a Viviane Senna, com outras pessoas”, disse o presidente eleito.

BNCC
A Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que indica o que as escolas públicas e privadas devem ensinar da educação infantil ao ensino fundamental, está em fase de implantação nos estados e municípios. Ainda falta a parte referente ao ensino médio.

Ensino médio
Considerado o maior gargalo da educação básica, com altas taxas de abandono e baixos indicadores de aprendizado. A reforma da etapa, proposta pelo governo Temer, só pode ser posta em prática após a aprovação da BNCC referente à etapa (ainda está em discussão no Conselho Nacional de Educação). Além disso, parte do conteúdo poderá ser oferecido a distância.

Educação infantil
Menos de um terço das crianças de até 3 anos estão em creches. A meta incluída no Plano Nacional de Educação (PNE) é matricular ao menos metade das crianças dessa faixa etária até 2024. Na pré-escola, todas as crianças de quatro e cinco anos deveriam estar matriculadas desde 2016. No entanto, mais de 500 mil não têm vaga (9,5% do total)

Escola sem Partido
O projeto, que limita a liberdade do professor na sala de aula e veta abordagens sobre temas de gênero e sexualidade, tramita no Congresso. Bolsonaro é favorável à proposta e descreve a suposta doutrinação política como um dos grandes problemas da educação. Segundo especialistas, essa visão coloca em jogo o modelo de escola que o país deveria adotar.

Fundeb
O fundo, uma das principais fontes de financiamento da educação básica no país, deixa de valer em 2020. Novas versões são discutidas no Congresso Nacional, e propõe-se, entre outras coisas, ampliar a contribuição financeira da União.

Fonte: FolhaPE

Afogados: Câmara nas Escolas teve continuidade esta semana

   
A Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira deu continuidade esta semana ao Projeto Câmara nas Escolas. Na última terça-feira (20) estiverem presentes na sede da Câmara os alunos da Escola Municipal Ana Melo, na tarde de ontem os vereadores receberam a visita das escolas Dom Mota e Padre Carlos Cottart.
Um público de aproximadamente 100 jovens esteve discutindo com os vereadores o papel do poder legislativo e temas relacionados ao funcionamento da Câmara durante esta semana. A professora Patrícia Amaral da Escola Dom Mota, usando da palavra fez questão de parabenizar a Câmara pelo projeto, “Esses jovens serão eleitores já em 2020, eles estão tendo uma grande oportunidade de escolher melhor os seus representantes ao conhecer de perto o funcionamento da Câmara Municipal, o Poder Legislativo de Afogados da Ingazeira está de parabéns pelo projeto”, destacou.
Temas como subsídio dos vereadores, câmara mirim, regimento interno, cenário político do país e outros foram discutidos nestes dias, o Presidente da Casa, vereador Igor Mariano, faz uma avaliação de mais uma semana de trabalhos, “Essa semana foi cheia de atividades na Casa, realizamos duas sessões ordinárias e recebemos a visita de três escolas municipais no Projeto Câmara nas Escolas, este projeto envolvendo alunos e professores da rede municipal me surpreende e me motiva cada vez mais, muitos jovens não sabiam nem onde era a sede da Câmara e estão tendo a oportunidade de conversar, tirar dúvidas e saber do trabalho de cada vereador, é uma sensação de dever cumprido, a câmara sempre cheia, tenho certeza que estamos dando nossa contribuição para o desenvolvimento político de futuras gerações, esse é o legado”, comemorou o Presidente.
Projeto da Educação Aprovado – Na sessão de ontem (21), a Câmara de Vereadores aprovou o Projeto de Lei 010/2018 de autoria do Poder Executivo que cria um programa de reforço escolar na rede municipal de ensino. Os alunos que apresentarem deficiência de aprendizado terão oportunidade de ter aulas de reforço, serão pagas bolsas no valor de R$ 300,00 (trezentos reais) para os professores envolvidos no projeto, um coordenador de projeto também receberá bolsa no valor de R$ 500,00 (Quinhentos reais), todas as contratações ficarão a critério da Secretaria de Educação.

Conheça os principais desafios para a educação na gestão Bolsonaro

Conheça os principais desafios para a educação na gestão Bolsonaro

Mesmo sem ter definido o nome de Mozart Neves Ramos, diretor do Instituto Ayrton Senna, como o futuro ministro da Educação. Veja quais serão os principais desafios do presidente eleito Jair Bolsonaro para a educação.

PRINCIPAIS DESAFIOS PARA A EDUCAÇÃO

Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

O documento indica o que as escolas públicas e privadas devem ensinar a cada etapa da educação básica. A parte que vai da educação infantil ao ensino fundamental foi aprovada em 2017, e o desafio agora é implementá-la nos estados e municípios. O bloco do ensino médio continua em discussão no CNE (Conselho Nacional de Educação).

Ensino médio

Considerado o maior gargalo da educação básica, com altas taxas de abandono e baixos indicadores de aprendizado. A reforma da etapa, proposta pelo governo Temer, estipula que 60% da carga horária contemple conteúdos comum. Para a carga restante, os alunos escolheriam entre cinco opções, se houver oferta. Além disso, parte do conteúdo poderá ser oferecido à distância. A reforma só passa a valer oficialmente após a aprovação da BNCC referente à etapa -o projeto ainda está em discussão no CNE.

Educação infantil

Menos de um terço das crianças de até 3 anos estão em creches. A meta incluída no PNE (Plano Nacional de Educação) é matricular ao menos metade das crianças dessa faixa etária até 2024. Na pré-escola, todas as crianças de quatro e cinco anos deveriam estar matriculadas desde 2016. No entanto, mais de 500 mil não têm vaga (9,5% do total).

Escola sem Partido

O projeto, que limita a liberdade do professor na sala de aula e veta abordagens sobre temas de gênero e sexualidade, tramita no Congresso e em Assembleias Legislativas. O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) é favorável à proposta e descreve a suposta doutrinação política como um dos grandes problemas da educação. Segundo especialistas, essa visão coloca em jogo o modelo de escola e de educação que o país deveria adotar.

Fundeb

O modelo atual do fundo, que transfere recursos para as redes proporcionalmente ao número de alunos, vence em 2020. Hoje, o Fundeb representa R$ 4 de cada R$ 10 gastos na educação básica. Dois projetos estão em discussão no Congresso. São propostas alterações sobre os critérios de distribuição do fundo, privilegiando municípios mais pobres, e a ampliação do papel da União, que faz hoje uma complementação de 10%.

Com informações da Folhapress.

Filho mais novo de Bolsonaro é cotado para Ministério das Comunicações, diz site

Carlos Bolsonaro, terceiro filho de Jair Bolsonaro, é vereador no Rio de Janeiro

Terceiro filho de Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro pode ter um cargo importante no próximo governo. De acordo com O Antagonista , o político é cotado para assumir o Ministério das Comunicações. A informação foi confirmada pelo próprio presidente eleito em entrevista ao site.

“O cara é uma fera nas mídias sociais e tem sangue na boca, então tem tudo para dar certo”, disse Bolsonaro ao justificar a possibilidade de indicar Carlos Bolsonaro para um cargo de confiança a partir de 2019. Atualmente, ele é responsável por comandar o twitter oficial e a fan page do presidente eleito no Facebook.

Carlos está no seu quinto mandato como vereador do Rio de Janeiro. Em outubro de 2000, data de sua primeira eleição, foi eleito com apenas 17 anos, se tornando o parlamentar mais jovem da história da cidade. Seus outros dois irmãos são deputados: Flávio Bolsonaro é deputado estadual e será senador a partir de 2019 e Eduardo Bolsonaro é deputado federal reeleito para 2019.

De acordo com a entrevista do Antagonista com o presidente eleito, o convite já foi feito e depende de Carlos avaliar os “prós e contras” para que o anúncio seja feito de forma oficial.

“O Carlos é o meu pitbull, ele sempre está do meu lado, mas ele ainda está na dúvida. Só de ele estar do meu lado ali, já me ajuda bastante”, disse Jair Bolsonaro.

Desde que assumiu o governo, Michel Temer juntou a pasta das Comunicações junto das de Ciência, Tecnologia e Inovações. Atualmente é o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab (PSD) que toma conta do ministério.

Como já escolheu Marcos Pontes como ministro da Ciência e Tecnologia, Bolsonaro teria que separar a Secom (Secretaria de Comunicações) do atual ministério para que Carlos assuma apenas a pasta referente a Comunicações.

O curioso é que no mesmo dia em que teve seu nome cogitado para o ministério , o vereador do Rio de Janeiro atacou em peso boa parte da mídia em seu twitter. Segundo ele, há muitas notícias falsas sobre o novo governo.

“Não seja enganado pela mídia que em conluio com urubus próximos inventam de todo lado. Trata-se de uma simbiose de quem sempre fez parte do sistema com o sistema descarado. Quem não tem capilaridade usando quem tem para tirar proveito pessoal e no fim o Brasil perde!”, escreveu.

Além de Flávio, Eduardo e Carlos Bolsonaro , Jair Bolsonaro também é pai de Laura, fruto do seu segundo casamento, com sua atual esposa, Michelle.

AFOGADOS DA INGAZEIRA OBTÉM RESULTADO HISTÓRICO NA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA DAS ESCOLAS PÚBLICAS E PRIVADAS

Alunos, professores e gestores escolares de Afogados da Ingazeira estão de parabéns. O município obteve o melhor resultado de suas participações na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, que há alguns anos vem incluindo também as escolas privadas.

A 14ª edição da OBMEP registrou um novo recorde de escolas inscritas: 54.498 instituições, abrangendo 99,44% dos municípios de todo o país. Este ano, o número total de inscritos foi de 18.237.996 estudantes do ensino fundamental e médio, oriundos de 48.970 escolas públicas e 5.528 escolas particulares.

O anúncio dos vencedores foi feito na tarde desta quarta (21), pelos seus organizadores, o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA) e a Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). Na segunda e última fase da olimpíada, ocorrida em Setembro, concorreram mais de 900 mil alunos de todo o Brasil. A competição foi dividida em três categorias: nível 1 (6º e 7º ano do ensino fundamental), nível 2 (7º e 8º ano do ensino fundamental) e nível 3 (ensino médio). As Escolas municipais concorrem apenas nos níveis 1 e 2, uma vez que o ensino médio é de responsabilidade dos Governos dos Estados.

No nível 2, das quatro medalhas de ouro obtidas por Pernambuco, duas foram de Afogadenses. Os jovens Bruno Vinícius, da Escola Ana Melo, e Alisson Alberto, da Escola Dom Mota. Detalhe, Bruno Vinícius é, pela segunda vez consecutiva, medalhista de ouro da OBMEP. E recentemente recebeu medalha de ouro da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica. No total, alunos afogadenses obtiveram oito medalhas (duas de ouro, duas de prata e quatro de bronze) e 17 menções honrosas.

Também foram premiados na Olimpíada, os Professores Marcicleide Alves de Santana, Maria Aparecida Teotônio Pereira Rabelo, José Edson Vasconcelos Leite, da Escola Dom Mota; e as Escolas Padre Carlos Cottart e Dom Mota.

“Estou muito emocionado com esses resultados e quero parabenizar todos os que fazem a nossa Secretaria de Educação, todos os professores e alunos que dão orgulho a nossa Afogados. Só com investimentos maciços em educação é que conseguiremos gerar oportunidades para nossas crianças, para nossos adolescentes, colocando-os em pé de igualdade na luta pelo seu espaço em uma sociedade marcada pela desigualdade e competição desenfreada,” destacou o Prefeito José Patriota.

Confira a lista completa dos alunos vencedores e das respectivas Escolas Municipais:

Nível 2 – 8º e 9º ano

Ouro

Bruno Vinícius da Silva – Escola Ana Melo

Alisson Alberto da Cunha Souza – Escola Dom Mota

Prata

Expedito Bertozo de Lima Jr – Escola Dom Mota

Bronze

Kauet Henrique Rodrigues Sobrinho – Escola Dom Mota

Menções Honrosas

Wladimir Júlio da Silva Ferreira – Escola Domingos Teotônio

Vítor José Braz de Moraes – Escola São João

Roberto Paixão Silva – Escola Francisca Lira

Rafael Martins de Sales – Escola Gizelda Simões

Matheus Amador da Silva – Escola Dom Mota

José Gabriel Barbosa – Escola Dom Mota

João Victor Marques da Silva – Escola Domingos Teotônio

Jefferson da Silva Lopes – Escola Domingos Teotônio

Anália Thallya Almeida Brito Nunes – Escola Dom Mota

Nível 1 – 6º e 7º ano

Prata

Mickael Eleakim dos Santos Almeida – Escola Dom Mota

Bronze

Jamily Gonçalves de Sales Souza – Escola Dom Mota

Albert de Niro Aquiles Araújo de Almeida – Escola Pe. Carlos Cottart

Maria Alzira dos Santos Lima – Escola Dom Mota

Menções Honrosas

Danilo de Lima Barbosa – Escola Domingos Teotônio

Emanuelle Santos Lima – Escola Ana Melo

Fhillipi Henrique da S. Ferreira – Escola Domingos Teotônio

Júlio César da Silva Nascimento – Escola Geraldo Cipriano

Karolina Rafaelly da Silva Correa – Escola Domingos Teotônio

Leonardo Ângelo da Silva – Escola Dom Mota

Luiz Henrique de Oliveira Lima – Escola Pe. Carlos Cottart

Rayssa Vitória Monteiro Semeão- Escola Levino Cândido

Na foto, o aluno Bruno Vinícius recebendo, no início deste mês, a medalha de Ouro da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica.

Prefeitura de Afogados e SEBRAE capacitam empreendedores para potencializar participação na IV Feira de Empreendedorismo.

A Feira do Empreendedorismo já se consolidou como um dos maiores eventos de Afogados da Ingazeira. Em sua quarta edição, a feira já se tornou uma das mais importantes do segmento no Sertão de Pernambuco.

Com o objetivo de possibilitar um maior aproveitamento do espaço de negócios por parte dos empreendedores, e potencializar mais eficácia, a Prefeitura de Afogados e o SEBRAE promoveram nesta terça (20), uma capacitação com empreendedores, de diversos segmentos, para qualificar a apresentação das marcas, serviços e produtos que serão expostos na feira.A capacitação ocorreu no auditório do Centro Tecnológico e foi ministrada pela consultora do SEBRAE, Fernanda Cordeiro. “Foram repassadas ótimas dicas para os nossos expositores, dicas importantes para que todos tenham um maior sucesso na exposição, desde o layout à organização do estande. Essa oficina vem complementar a nossa feira para que possamos realiza-la com mais beleza e apresentação nos estandes,” destacou Flaviana Rosa, Secretária de Administração de Afogados da Ingazeira e coordenadora da política municipal de empreendedorismo.

A IV Feira de Empreendedorismo de Afogados da Ingazeira ocorre de 28 de Novembro a 01 de Dezembro, com as atividades iniciando a partir das 18h, na Pça Monsenhor Alfredo de Arruda Câmara. Palestras, feira de negócios, mesa de glosas, seminários, oficinas, atrações culturais, interam a programação, que será divulgada na íntegra amanhã. Algumas atividades também acontecerão no auditório do IFPE, a exemplo do seminário regional dos agentes de desenvolvimento dos Sertões do Pajeú, Moxotó, Central e de Itaparica.

Mozart Neves deve assumir Ministério da Educação

O nome de Mozart Neves Ramos, secretário de Educação de Pernambuco durante a gestão de Mendonça Filho (2003-2006), pode ser anunciado nesta quinta (22)

Integrantes do PSL ligados ao núcleo político de Jair Bolsonaroesperam que o ex-secretário de Educação de Pernambuco durante a gestão de Mendonça Filho (2003-2006), Mozart Neves Ramos, seja anunciado o novo ministro da Educação nesta quinta (22), após encontro do educador com o presidente eleito. O martelo deverá ser batido na reunião entre os dois.

Diretor do Instituto Ayrton Senna, Mozart foi indicado por Viviane Senna, que preside o órgão. A nomeação representa um ponto para a deputada eleita Joyce Hasselmann, que foi quem apresentou Viviane a Bolsonaro. O nome de Viviane era estudado para assumir a pasta da Educação na gestão Bolsonaro. Ainda durante a campanha, Viviane visitou Bolsonaro em sua casa, no Rio de Janeiro.

Viviane é irmã de Ayrton Senna, piloto tricampeão brasileiro de Fórmula 1 que morreu em acidente em maio de 1994 enquanto competia na Itália. Com o objetivo de não chamar a atenção, Viviane se reuniu com o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, em uma agenda secreta, fora do escritório da transição. A reunião teve a participação de Mozart Neves Ramos.

Fonte: FolhaPE