Tadeu Alencar participa de lançamento de Fórum de Prevenção Social contra a violência no litoral norte

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

Nenhum texto alternativo automático disponível.

O deputado federal Tadeu Alencar (PSB) participa nesta sexta-feira (18), em Itapissuma, da instalação do Fórum Regional de Prevenção Social (FRPS). Uma iniciativa da Secretaria Executiva de Políticas para o Desenvolvimento Social, em articulação com os municípios do litoral norte pernambucano, o fórum quer debater parcerias entre gestão estadual, municípios e sociedade civil para o enfrentamento da violência, sobretudo com ações de prevenção social.
No evento, que deverá reunir mais de 500 pessoas no Clube do Veloz, a partir das 8h, Tadeu irá falar sobre “Os reflexos da crise econômica, política e ética no recrudescimento da violência no País”. Além do parlamentar, participam do debate os secretários estaduais Antônio de Pádua (Defesa Social) e Marcio Stefanni (Planejamento e Gestão), além do deputado estadual Guilherme Uchoa (PDT) e os prefeitos de Itapissuma, Paulista, Abreu e Lima, Igarassu, Ilha de Itamaracá e Araçoiaba.
Para Tadeu, a criação do fórum fortalecerá as ações na área de segurança pública desenvolvidas no âmbito do Pacto pela Vida pelo Governo do Estado, ao mesmo tempo em que mobiliza gestões municipais, câmaras de vereadores e sociedade na busca de políticas públicas e ações sociais que tenham efeito preventivo e que promovam a cultura de paz.
“Este fórum aponta um caminho importante para o efetivo enfrentamento da questão da violência. Não podemos discutir o combate à criminalidade se, aliado a isto, não tivermos mobilização de outros atores, a exemplo das prefeituras, que podem realizar atividades nas áreas de educação, cultura, lazer e com secretarias municipais de segurança. Já a participação dos movimentos sociais contribuirá ainda mais para que os números da violência sejam reduzidos com qualidade e consistência”, defende Tadeu Alencar.
Representante do Governo do Estado no fórum, o secretário-executivo de Políticas para o Desenvolvimento Social, Yves Ribeiro, explica que a iniciativa foi muito bem recebida pelos gestores municipais, que enxergam no espaço um canal permanente de diálogo com o Governo do Estado para a implementação de ações de combate à violência. “Estamos muito otimistas com o engajamento tanto dos representantes do Poder Público quanto de entidades que já trabalham com a questão da prevenção social. Com isto, estamos fortalecendo o Pacto pela Vida, este programa que é referência no País na área de segurança pública”, conclui Yves.

PREFEITURA DE AFOGADOS PROMOVE CINECLUBE NA QUEIMADA GRANDE

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em péO salão comunitário da Queimada Grande recebeu na noite de ontem (16) mais uma edição do projeto cineclube, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Esportes.

O filme exibido na sessão foi a comédia brasileira “Se puder, dirija”, com os atores Luiz Fernando Guimarães e Leandro Hassun, além de grande elenco da comédia nacional. O filme acompanha a história de João, um pai ausente que precisa dar um jeitinho para fugir do trabalho e encontrar com o filho, após prometer a ex-mulher passar o dia com a criança. Um enredo simples, mas que provoca uma série de confusões e situações engraçadas.

Durante a exibição, a equipe da Secretaria de Cultura distribuiu pipoca com a população que assistiu ao filme. O Projeto “Cineclube” visa levar o cinema para os bairros e comunidades rurais, propiciando um momento especial de contato da nossa população com a magia da sétima arte. “Foi uma noite muito agradável, com a participação expressiva dos moradores, sobretudo das crianças da comunidade, uma vez que o filme tem censura livre,” destacou o Secretário Adjunto de Cultura, Turismo e Esportes, César Tenório.

A agenda com as próximas atividades promovidas pela Secretaria inclui rodadas do campeonato rural, na toca do galo (19); expresso cultural nas escolas durante a programação da semana do folclore (21) e cineclube na Vila Bom Jesus (23).

LULA COMEÇA CARAVANA DE 20 DIAS POR 25 CIDADES DO NORDESTE

Foto: Ricardo Fernandes/DP

Por: AE

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva inicia nesta quinta-feira, 17, em Salvador, uma caravana de 20 dias por 25 cidades e nove Estados do Nordeste. Apelidada de "Lula pelo Brasil", a maratona para reforçar a popularidade do petista começa em Salvador (BA), onde ele participa de um ato às 17h, e será encerrada em São Luís do Maranhão (MA).
 
Nesse período, o ex-presidente participará de uma variedade de eventos, desde atos em defesa de políticas públicas da era petista até uma cerimônia de colação de grau, passando por cafés da manhã com prefeitos e políticos locais e reuniões com sindicatos e movimentos sociais da região.
 
Lula também receberá ao menos três títulos de doutor honoris causa, concedidos pela Universidade do Recôncavo da Bahia (UFRB) Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL). Condenado na Lava Jato a 9 anos e 6 meses de prisão em julho, o petista reedita a estratégia das caravanas, usada pela primeira vez em 1993 e repetida em 2001, para fazer sua defesa e também para amarrar alianças, promover realizações de seus governos e apresentar propostas para a campanha de 2018.
 
O trajeto de cerca de 4 mil quilômetros pela Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão será majoritariamente feito de ônibus, mas também de avião e de barco. Na estrada, Lula terá a companhia fixa apenas de Marcio Macedo, vice-presidente nacional da legenda e organizador da caravana.
 
Os eventos contam ainda com a participação pontual da presidente da legenda, Gleisi Hoffman, e de parlamentares da região, como o senador José Pimentel (CE). Lula ainda deve se encontrar com os governadores petistas Rui Costa (BA), Camilo Santana (CE) e Wellington Dias (PI), bem como o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

A agenda completa, no entanto, ainda está sendo confirmada à medida em que a caravana vai se desenrolando. Esta é a primeira fase do projeto, que prevê também outra caravana no interior de São Paulo, no Sul, Sudeste e ao Norte. Os principais eventos vão ser transmitidos ao vivo pelo site oficial do PT na internet e pelas páginas do partido nas redes sociais

Sem acordo, Câmara adia votação da PEC da reforma política

Rodrigo Maia

A falta de acordo sobre a mudança do sistema eleitoral para o distritão e a criação de um fundo público para financiamento de campanha adiou a votação da reforma política prevista para esta quarta-feira (16). O debate vai ser retomado na próxima terça-feira (22), mas já há deputados que afirmam que o impasse é tamanho que há o risco de nenhuma proposta ser aprovada a tempo de valer para as eleições de 2018. O prazo limite é até fim de setembro.  

Após um dia inteiro de negociações, idas e vindas, e novas propostas, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão no plenário alegando um baixo número de deputados para a votação. Por se tratar de uma emenda à Constituição, o texto precisa do apoio de 308 dos 513 deputados. "Tinha 430 deputados, não tem como ter garantia de que vai ganhar nada. Tem que ter quórum, tem que ter pelo menos 450 para votar uma matéria dessa", disse ao deixar o plenário.

Já pela manhã os deputados decidiram em uma reunião com Maia, retirar do texto a especificação de como o fundo seria abastecido. Pela proposta inicial o fundo teria um valor correspondente a 0,5% da Receita Corrente Líquida da União do ano anterior, o que chegaria a R$ 3,6 bilhões na eleição do ano que vem.

O alto valor destinado às campanhas, em um momento de crise financeira, foi muito criticado na última semana. A nova proposta é que o valor seja definido a cada eleição, pelo Congresso, durante a discussão do Orçamento. Não há nenhuma garantia, porém, de que esse montante fique menor do que o já proposto.

A criação do fundo foi articulada pelos parlamentares para compensar a alegada falta de recursos após o Supremo Tribunal Federal proibir as doações de empresas em 2015.

Outro ponto polêmico, a adoção do chamado distritão para as eleições de 2018 e 2020, também foi alvo de negociações. Para diminuir a resistência ao modelo, no qual os candidatos mais votados são eleitos, os deputados começaram a articular a criação de um novo sistema, que não é usado em nenhum outro país do mundo, e já vem sendo chamado de "distritão misto". Por esse novo modelo, seriam eleitos os deputados mais votados, mas permaneceria a possibilidade do voto na legenda, que seria distribuído entre todos os candidatos da sigla.

STF

O projeto que está sendo discutido pelos deputados também estabelece um mandato de dez anos para ministros de tribunais superiores, como o STF. Hoje, os ministros do Supremo podem permanecer no cargo até completarem 75 anos de idade. Apesar de ser uma proposta alheia à reforma política, não foi apresentada até agora um destaque para retirá-la do texto.

De tudo que está sendo discutido, a única proposta que não enfrenta resistência é a mudança da data da posse do presidente da República e dos governadores do dia 1.º de janeiro para os dias 6 e 7, respectivamente.

Há ainda duas outras comissões na Câmara que discutem mudanças no sistema político-eleitoral. Uma delas propõe o fim das coligações para eleições legislativas e regras para barrar a proliferação de partidos. A outra debate alterações como teto de doações e regulamentação de pesquisas. Nesta quarta-feira, o relator do texto, deputado Vicente Cândido (PT-SP), recuou da proposta de  voltar a permitir a doação oculta aos candidatos.

Flores: Câmara de vereadores recebeu a 6ª Conferência da Saúde

Nesta terça-feira, 15, aconteceu a 6ª Conferência Municipal de Saúde, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde, no plenário da Câmara Municipal de Vereadores, com a participação do Conselho Municipal de Saúde profissionais em saúde, entidades de classe e a sociedade em geral.

No primeiro momento aconteceu a cerimônia de abertura com as formalidades com discursos, proferidos pelos vereadores, Jeane Lucas, Alberto Ribeiro e pelos secretários: Joselma Cordeiro de Saúde, Ulisses Ferreira de Agricultura, Júnior Campos de Infraestrutura e Renata Santana de Finanças.

Em seguida aconteceram as palestras, com a Dra. Maria Roberta Bezerra, sobre a saúde da criança e do adolescente: Estratégias de Promoção da Saúde e Prevenção de Doenças. Acesso à segurança alimentar na atenção básica, com Dra. Raema. Saúde da Mulher: Óbitos de Mulheres em idade Fértil, óbito fetal e infantil. Saúde do homem: Estratégias para melhorar no atendimento nas políticas nacional de saúde do homem, voltadas para o SUS, com Dra. Viviane de Souza Brandão.

Saúde do Idoso: Políticas públicas de relevância para saúde da pessoa idosa SUS, com a Dra. Maria Roberta Bezerra. Vigilância Sanitária: Desafios da proteção e Promoção de Saúde populacional, com Dra. Maria do Carmo Rodrigues Medeiros. Núcleo de apoio à saúde da família: Legislação e Funcionamento do NASF, com Dra. Fernanda Dellamary. Saúde Mental: Hospitais psiquiátricos x luta antimanicomial, com Dra. Thaís Nunes e Brasil Sorridente: Política Nacional de Saúde Bucal, com Bruno de Souza.

Encerradas as palestras, foram formados grupos de trabalhos, com os eixos temáticos, após um intervalo para o almoço veio à segunda parte da conferência, quando foram aprovadas em plenária, as propostas apresentadas e depois aconteceram as nomeações dos delegados e a eleição do Conselho Municipal de Saúde, antecedendo o encerramento oficial do evento.

Foram escolhidos 20 delegados que representarão o município na conferência estadual, divididos em prestadores de serviço, sociedade civil e trabalhadores da saúde.

Na avaliação da secretária de saúde, Joselma Cordeiro, a 6ª Conferência foi “muito boa, muito produtiva. Onde podemos destacar, com relação aos animais de ruas, por exemplo, foi sugerida a realização da castração dos animais em parceria com a sociedade, sendo os mesmos tutores provisórios ou definitivos”, disse.

Cerca de 6 toneladas de alimentos arrecadados no São João de Petrolina são enviados para vítimas de enchentes em PE

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas sentadas e área interna

Uma verdadeira força-tarefa foi montada pela Prefeitura de Petrolina na última semana para envio de alimentos às famílias afetadas pelas enchentes na Zona da Mata Sul de Pernambuco. As chuvas que castigaram a Zona da Mata e o Agreste de Pernambuco, durante o mês de maio, deixaram mais de 55 mil pessoas desabrigadas.

Para ajudar estas vítimas das inundações, a prefeitura realizou uma grande campanha solidária durante o São João de Petrolina que arrecadou cerca de 6 toneladas de alimentos os quais  foram  doados aos moradores das cidades de Catende e Água Preta.

O prefeito Miguel Coelho, lembra que toda ajuda é bem vinda, neste momento, e que a solidariedade é fundamental para as vítimas das enchentes. "Apesar de ser uma quantidade significativa de donativos, nós sabemos que isso não resolve a situação de quem perdeu tanta coisa. Por isso, é preciso que as pessoas continuem mobilizadas e atentas à situação das vítimas das enchentes. Ainda há muito a ser feito por essas pessoas e nós sertanejos, um povo acostumado a lidar com tantas dificuldades, sabemos que nessa hora a solidariedade é fundamental para superar as adversidades", disse.

A secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Petrolina, Kátia Carvalho, explica que além dos alimentos, também foram enviados material de limpeza, peças de roupas e calçados.  Nossa campanha teve adesão de muitas pessoas, recebemos milhares de peças de roupas e calçados na  campanha do agasalho e entendemos que precisávamos dividir estas peças com as pessoas da zona da mata que ainda enfrentam momentos de tanta dificuldade”, explicou.

Nilton Mota discute implantação de projeto para garantir melhores condições de produção e comercialização em Camocim

A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas sentadas, mesa e área interna

O secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Nilton Mota, participou de reunião em Camocim de São Félix, no Agreste, com os integrantes da Cooperativa de Desenvolvimento da Agricultura Familiar do Estado de Pernambuco (COOPEAFA), na presença de prefeitos de várias regiões, vereadores e lideranças. O encontro foi realizado na última segunda-feira (14/08). 

O objetivo foi discutir formas de agilizar a implantação do projeto de construção da Unidade de Seleção e Beneficiamento de Produtos Hortifrutigranjeiros, visando garantir melhores condições de produção e comercialização, conforme determinação do Governador Paulo Câmara, que tem um olhar especialmente voltado para a agricultura familiar.

“A unidade vai auxiliar no desenvolvimento econômico e social da região de forma decisiva, gerando emprego e renda aos que mais precisam”, pontuou Nilton Mota, que na oportunidade também ouviu os pleitos e sugestões dos participantes da cooperativa.

Participaram da reunião o deputado federal João Fernando Coutinho; o prefeito de Camocim, Giorge do Neno; o vice-prefeito Sóstenes; o prefeito de São Joaquim do Monte, Joãozinho Tenório; o vice-prefeito de Barra de Guabiraba, Valdinho; os vereadores Biu da associação e Ivanize Fonseca; o presidente da cooperativa, Luiz Cristóvão da Silva; e representantes do IPA e do ProRural.

Saúde realiza Conferência nesta quinta, em Sertânia

O Conselho Municipal de Saúde de Sertânia, por meio desta Secretaria, realiza nesta quinta, dia 17, a V Conferência Municipal de Saúde, que discutirá as dificuldades e soluções deste serviço público, no município.

O encontro acontece na Escola Técnica Estadual Arlindo Ferreira dos Santos, das 8h às 17h. Para a secretária da pasta, Mariana Araújo, o momento é único, por isso, precisa-se contar com a participação de todos.

“Vamos ter transporte para levar a população até o local, onde será realizado o evento. Queremos a presença do povo, para debater todas as questões referentes ao nosso segmento”, comentou.

Armando celebra manutenção da Hemobrás em Pernambuco

O senador Armando Monteiro (PTB-PE) comemorou, nesta terça-feira (15), a decisão do Governo Federal de manter em Pernambuco a fabricação do fator VIII recombinante, no complexo da Hemobrás em Goiana. A continuidade dos investimentos e a viabilidade da fábrica de Goiana vinha sendo ameaçada com a possível construção de outra planta no Paraná.
 
Para Armando, a ação articulada da bancada do Estado, que se uniu para pressionar contra a ameaça do Ministério da Saúde de esvaziar o empreendimento em Pernambuco, com a realização de diversas reuniões e audiências públicas, foi fundamental para a manutenção do projeto no Estado. "Como pernambucano, celebro essa grande conquista", destacou o petebista, no plenário do Senado.
 
"O Ministério da Saúde acabou de publicar uma nota garantindo que todos os investimentos na planta da Hemobrás ficarão em Pernambuco, inclusive a produção do Fator VIII recombinante, que é a parte de maior valor econômico do empreendimento. Com isso, Pernambuco responde às tentativas de esvaziar o empreendimento", afirmou Armando.
 
"A manutenção do projeto é fruto de uma ação solidária e articulada de toda a classe política de Pernambuco, especialmente da bancada federal, que, desde o primeiro momento, se alinhou na defesa dos interesses do Estado. A esse Pernambuco altivo e independente, a bancada pode hoje dar a sua melhor contribuição ", comemorou o senador.
 
Por meio de uma nota à imprensa, o Ministério da Saúde informou que fará negociações com a empresa Shire, atual parceira da Hemobrás, para iniciar a construção de uma fábrica de Fator VIII recombinante, produto de alto valor econômico e grande densidade tecnológica. De acordo com a pasta, após notificação, a Shire decidiu manter a Parceria para o Desenvolvimento Produtivo (PDP) já firmada com a Hemobrás e aumentou a proposta de investimento, saltando de US$ 30 milhões para US$ 300 milhões para o complexo de Goiana. Dessa forma, a tentativa de esvaziamento do empreendimento cai por terra e Pernambuco continuará com a fábrica de hemoderivados.

Tadeu Alencar fala de decisão do presidente Temer sobre Hemobrás

Hoje foi um dia produtivo, um dia de luta, um dia de vitória para Pernambuco. Mais uma vez, verificou-se a tradição de todas as forças políticas se unirem quando em risco os interesses do Estado de Pernambuco. A unidade das bancadas na Câmara e no Senado, do Governo do Estado, da Assembléia Legislativa e da sociedade, de forma altiva e articulada, mostrou-se fundamental na defesa dos nossos interesses.
 
A decisão do Governo Federal de não avançar com a proposta de transferência da produção da Hemobrás, em Goiana, para a cidade de Maringá, no Paraná – defendida pelo Ministro da Saúde, Ricardo Barros -, é sobretudo uma vitória da população de Pernambuco.

Apesar de celebrar essa vitória, no mesmo dia em que estivemos no Tribunal de Contas da União (TCU) e em que criamos a Frente Parlamentar Mista em defesa da Hemobrás, não posso deixar de lamentar que uma proposta tão nociva à nossa economia e até aos investimentos da União já realizados nesse empreendimento, tenha avançado, a passos largos, sem o devido debate, correndo sério risco de aprovação, não fora a forte reação de todos os pernambucanos.
Vamos continuar a lutar pela Hemobrás, para que este projeto funcione plenamente, tornando-se a âncora do pólo farmacoquímico de Pernambuco.