EM GARANHUNS, PAULO CÂMARA DÁ INÍCIO À SEGUNDA RODADA DO PERNAMBUCO EM AÇÃO

O governador Paulo Câmara abre, nesta quinta-feira (06.04), em Garanhuns, a segunda rodada do Pernambuco em Ação. O Seminário chega ao Agreste pernambucano, reunindo um grande conjunto de iniciativas governamentais – que englobam diferentes áreas do Governo de Pernambuco – com o objetivo de contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população local. Na rodada anterior, o Pernambuco em Ação passou por Afogados da Ingazeira, Petrolândia e Arcoverde. Nesta nova etapa, a iniciativa vai contemplar, também, o município de Santa Cruz do Capibaribe, no próximo sábado (08.04).

Antes da abertura do Seminário, no início da manhã, Paulo Câmara visita o terreno onde será construída a Escola Técnica Estadual de Garanhuns, no bairro da Boa Vista. Na ocasião, o chefe do Executivo estadual irá assinar a ordem de serviço para a implantação do equipamento, que vai custar um total de R$ 11 milhões. A ETE Ariano Vilar Suassuna terá uma área total de 11 mil metros quadrados, com prazo de conclusão das obras de 18 meses. Ao todo, 1.300 estudantes serão beneficiados com a nova unidade. Assim como as demais ETEs, a estrutura vai contemplar 12 salas de aula, secretaria, arquivo, almoxarifado, hall de acesso, diretoria, coordenação, banheiros, biblioteca, sala dos professores, laboratório de informática, laboratório de ciências, laboratório de física/matemática, cozinha, despensa, serviço, recreio coberto/refeitório, quadra coberta e laboratórios especiais.

À tarde, no bairro de Heliópolis, Paulo inaugura a primeira etapa do Sistema de Esgotamento Sanitário de Garanhuns. Com investimentos de R$ 19 milhões, a intervenção vai beneficiar um total de 16.500 habitantes dos bairros de Loteamento Massaranduba, Vila Lacerdópolis, Vila do Quartel e Novo Heliópolis (Indiano e COHAB I). O Sistema é composto por 22.559 m de Rede Coletora, 18.804 m de Ramais de Calçada, 4.035 m de Ramal Condominial, 02 Estações Elevatórias (EEE 04 : 59,38 l/s e EEE 03: 8,33 l/s), e 01 Estação de Tratamento de Esgoto (Caixa de Areia, RAFA, Leito de Secagem, 03 Lagoas Facultativas e 03 Lagoas de Maturação).

Ainda no Agreste Meridional, o governador Paulo Câmara entrega um importante conjunto de ações para fortalecer o abastecimento hídrico e a agricultura familiar do município de Brejão. Serão inaugurados seis sistemas simplificados de abastecimento de água na cidade, levando água de qualidade até a casa de moradores da zona rural. Ao todo, foram investidos R$ 3,5 milhões, beneficiando 729 famílias das comunidades Sítio Vista Alegre I, Vista Alegre II, Curiquinha, Sítio Repartição de Baixo, Repartição do Meio e Repartição de Cima.

Também será assinada, em Brejão, a ordem de serviço para perfuração de nove poços artesianos em comunidades rurais dependem do abastecimento via caminhões pipa. Para esta obra, serão investidos R$ 115 mil. Para os agricultores familiares do Assentamento Estadual da Comunidade Vista Alegre, serão entregues 54 títulos de Concessão de Direito Real de Uso da Terra. A iniciativa vai beneficiar cerca de 270 pessoas assentadas em uma área de 464 hectares, que tem como fonte de renda a produção de frutas e, também, a criação de caprinos, ovinos, suínos e bovinos. O governador autoriza, ainda, a liberação da distribuição de 32 mil quilos de alimentos e 146 mil litros de leite, ao longo de 2017, por meio dos programas de Aquisição de Alimentos (PAA Alimentos) e Leite de Todos (PAA Leite). Juntas, as ações vão custar R$ 387 mil e beneficiar 425 famílias do município.

Paulo e Jarbas se reúnem em Brasília

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sentadas, terno e área interna

BRASÍLIA – O governador Paulo Câmara fez uma visita de cortesia, na tarde desta quarta-feira (05/04), ao deputado federal Jarbas Vasconcelos, em seu gabinete. Na pauta, a conversa que o governador teve com o presidente Michel Temer, sobre a Reforma da Previdência, o andamento das obras hídricas de Pernambuco e a volta da autonomia para o Porto de Suape.

Centro de Excelência em Derivados de Carne e Leite vai reabrir em Sertânia

A imagem pode conter: 8 pessoas, pessoas sentadas, tabela e área interna

O CEDOCA, que precisou ser fechado no começo do ano, já tem data para começar a funcionar

Em reunião com os produtores de leite de cabra da região, ficou definida uma data para a reabertura do Centro de Excelência em Derivados de Carne e Leite, o CEDOCA de Sertânia: dia 03 de maio. A presidente da autarquia, Sônia Patriota, iniciou o encontro, prestando contas aos homens e mulheres do campo, que compareceram, na manhã desta quarta-feira (05). O CEDOCA precisou ser fechado no começo deste ano, pois a antiga gestão não deixou o patrimônio físico em perfeitas condições e, sim, em péssimo estado de conservação e higiene. Logo, os equipamentos precisaram de reparos.

Após uma visita de técnicos, as máquinas já estão prontas para uso. O que falta ainda são algumas reformas na estrutura do Centro, que já começaram e devem ser finalizadas ainda neste mês de abril. Os trabalhadores rurais vinham sendo prejudicados pela gestão anterior, pois boa parte do leite para os programas era comprada em outros laticínios, o que descaracteriza totalmente o objetivo principal do Centro, que é de desenvolver a economia local. Agora, ficou acordado com os criadores o escoamento da produção, que também vai ajudar a reerguer o CEDOCA.

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente e vice-prefeito de Sertânia, Antônio Almeida, também participou da conversa com os produtores. “Nós sabemos das dificuldades. Principalmente nos últimos anos de estiagem. Agora, que tem chovido em algumas localidades e que temos água do Rio São Francisco, vamos conseguir nos organizar melhor. As comunidades rurais no raio de 5 km do canal da Transposição vão receber água encanada, o que vai ajudar na produção e baratear os custos. Vamos aproveitar esse potencial e gastar nossa energia para olhar para frente e colocar tudo para funcionar. Nossa Secretaria está aí, disposta a ajudar”, falou aos trabalhadores rurais.

AFOGADOS RECEBE CAMPANHA “VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER NÃO DÁ FRUTOS”

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sentadas e atividades ao ar livre

A campanha teve início em setembro de 2014 e é fruto de uma reivindicação das mulheres trabalhadoras rurais que na mobilização da Marcha das Margaridas reivindicaram ao Governo Federal a implantação de unidades móveis. O objetivo dessas unidades, os ônibus-lilás, é o de levar informações e esclarecimentos sobre a violência doméstica e familiar, lei Maria da Penha, rede de atendimento, através de rodas de diálogo com as mulheres da zona do rural.

Em Pernambuco, a campanha é coordenada pela Secretaria Estadual da Mulher e pela Comissão Permanente de Mulheres Rurais. Em Afogados, a iniciativa conta com o apoio da Coordenadoria Municipal de Políticas para as Mulheres e do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais.

O ônibus irá atender nesta quinta (06) as comunidades do Alto Vermelho, a partir das 9h; e do Santo Antônio II, às 14h. A Prefeitura irá disponibilizar profissionais da assistência social para auxiliar no atendimento. Haverá também atividades recreativas para as crianças que estiverem acompanhando as suas mães.

“Acho importante levar esses temas, essas orientações, também para as mulheres rurais, que muitas vezes sofrem caladas com a violência por não ter a informação correta de como se defender, de como enfrentar a situação,” destacou Risolene Lima, Coordenadora de Políticas para as Mulheres de Afogados da Ingazeira.

Ministro assegura a Paulo Câmara manutenção de recursos para Adutora do Agreste

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé e pessoas sentadas
 
Governador de Pernambuco afirmou ao representante do Governo Federal que contingenciamento não pode prejudicar o andamento de obras hídricas 
 
BRASÍLIA – O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, assegurou ao governador Paulo Câmara que o Governo Federal vai trabalhar para manter o ritmo de liberação de recursos para a conclusão da Adutora do Agreste. "Falei para o ministro da minha preocupação com o contingenciamento de recursos. No sexto ano consecutivo de seca, não se justifica ter corte de verbas para essa área", afirmou Paulo. 
 
O governador destacou que o Governo Temer, em 2016, retomou um calendário apropriado de liberação de recursos, que tinha sido paralisado em 2015. "É necessário que esse ritmo seja mantido", afirmou o governador. De acordo com Paulo, faltam R$ 680 milhões para concluir a Adutora do Agreste.

Em Sertânia, profissionais de Saúde discutem sobre depressão

A imagem pode conter: 6 pessoas

Na prevenção, a atividade física pode ser uma aliada. Moradores já contam com ações gratuitas nos bairros

Nesta sexta-feira, dia 07 de abril, é comemorado o Dia Mundial da Saúde. A Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu a depressão como o tema da campanha deste ano. Pensando nisso, os profissionais de saúde do município de Sertânia iniciaram uma série de atividades para dialogar com a população sobre esse transtorno, que pode afetar pessoas de qualquer idade e em qualquer etapa da vida.

Uma equipe multidisciplinar, incluindo psicólogo, fisioterapeuta, nutricionista, educador físico, assistente social e até psiquiatra, participou de uma roda de diálogo no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), na manhã desta quarta, 05. Na noite da última terça, 04, também houve uma conversa com as moradoras da Vila da Cohab, na Academia das Cidades da localidade. Nesta quinta, 06, as atividades continuam, no bairro Alto do Rio Branco, onde vão ocorrer diversas palestras e ações de prevenção e orientação em homenagem ao Dia Mundial da Saúde.

Atividades físicas gratuitas já estão acontecendo

Para prevenir a depressão, uma das iniciativas mais indicadas é a atividade física. Os moradores do Alto do Rio Branco e da Vila da Cohab já contam com uma programação gratuita, que acontece duas vezes por semana. Na Vila da Cohab, as aulas de ginástica e alongamento acontecem nas terças e quintas, das 19h às 20h. E no Alto do Rio Branco, nas segundas, de 19h às 20h, e nas quartas, das 20h às 21h. Além das aulas com o educador físico do município, a população pode contar com a orientação de uma nutricionista. Basta agendar a consulta junto ao agente do bairro, no posto de saúde local.

Ministério da Integração confirma R$ 241 milhões para Adutora do Agreste

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado
O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, anunciou, nesta quarta-feira (5), ao senador Armando Monteiro (PTB) estar aprovada a transferência, por solicitação da bancada federal de Pernambuco, da aplicação do Ramal do Agreste para a Adutora do Agreste de R$ 160 milhões da emenda de bancada ao Orçamento da União. O anúncio foi feito em audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Regional (CDR).
 
“Não cabe ao Executivo qualquer interferência nas emendas do Legislativo, mas como a própria bancada solicitou a mudança na destinação da emenda orçamentária, temos agora a segurança de que as obras da Adutora do Agreste vão avançar. Os R$ 160 milhões da emenda se somarão a R$ 81 milhões que já haviam sido alocados para o empreendimento”, declarou Barbalho, em resposta a indagação de Armando Monteiro sobre os efeitos do contingenciamento do Orçamento Fiscal nas obras complementares da Transposição do São Francisco em Pernambuco. 
 
O ministro da Integração Nacional disse que, com a transferência de rubrica orçamentária, terá de negociar no Ministério do Planejamento,   juntamente com os senadores e deputados federais de Pernambuco, a alocação de recursos federais para as obras do Ramal do Agreste,  que ligará a Adutora ao Eixo Leste da Transposição e cujo projeto executivo e as ordens de serviço estão prontas, segundo Barbalho..
 
O senador petebista se declarou preocupado, na audiência pública da CDR, com a possibilidade de retardamento ainda maior das obras complementares da Transposição em Pernambuco com o contingenciamento de R$ 10,5 bilhões dos investimentos no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). “A Adutora do Agreste é empreendimento estruturador fundamental, que irá universalizar o abastecimento de água para mais de dois milhões de habitantes em 68 municípios da região, muitos com considerável densidade populacional urbana”, assinalou Armando Monteiro.
 
Ele defendeu nova redução dos juros dos financiamentos do Fundo Constitucional do Nordeste (FNE), além do 0,5 ponto percentual determinado pelo Conselho Monetário Nacional, que considerou tímida diante da perspectiva de uma queda de 3,5 pontos percentuais na Selic, a taxa básica de juros

Brasil reduz desigualdade, mas ainda tem 2,5 milhões fora da escola

Da Agência Brasil

Nos últimos dez anos, o Brasil aumentou o acesso de parcelas mais vulneráveis da população à escola, de acordo com levantamento do movimento Todos pela Educação (TPE). De 2005 a 2015,  o acesso daqueles que têm de 4 a 17 anos aumentou principalmente entre a população parda e negra, entre os de baixa renda e entre moradores do campo. Os avanços foram maiores que os registrados entre brancos, ricos e moradores da cidade.

O levantamento foi feito com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad). Entre os mais pobres, em 2005, 86,8% estavam na escola, contra 97% dos mais ricos. Em 2015, esses índices passaram, respectivamente, para 93,4% e 98,3%. Entre aqueles que moram no campo, o acesso subiu de 83,8% para 92,5%, enquanto a taxa dos moradores de zonas urbanas passou de 90,9% para 94,6%. O crescimento do acesso entre negros e pardos – que passou, respectivamente, de 87,8% para 92,3% e de 88,1% para 93,6% – foi maior que o da população branca – que passou de 91,2% para 95,3%.

Na avalição do movimento, há uma redução de desigualdade “importante, embora não suficiente”, pois mesmo que os indicadores tenham avançado, ainda estão entre essas populações as maiores concentrações de crianças e jovens fora da escola. “São aqueles que mais precisam da educação para superar a exclusão e a pobreza. Muitos são crianças e jovens com deficiência e moradores de lugares ermos. Muitos têm gerações na família que nunca pisaram na escola”, diz a presidente executiva do Todos pela Educação, Priscila Cruz.

Por lei, todas as crianças e jovens de 4 a 17 anos devem estar matriculados na escola. Pela Emenda Constitucional 59 de 2009, incorporada no Plano Nacional de Educação (PNE), lei sancionado em 2014, o Brasil teria que universalizar o atendimento até 2016.

Universalização

Os dados de 2015 mostram que o país tem 2.486.245 crianças e jovens de 4 a 17 anos fora da escola. A maior parte tem de 15 a 17 anos, são 1.543.713 jovens que não frequentam as salas de aula.

O maior avanço dos últimos dez anos se deu entre os mais novos. Em 2005, 72,5% das crianças com 4 e 5 anos estavam na escola. Esse percentual passou para 90,5% em 2015. Entre aqueles com idade entre 15 e 17 anos, o percentual passou de 78,8% para 82,6% no mesmo período. A faixa de 6 a 14 anos é tida como universalizada, atualmente 98,5% estão na escola. No entanto, isso ainda significa dizer que há 430 mil adolescentes nessa faixa etária fora da escola.

“Temos que tomar cuidado quando se diz que estamos quase universalizando. Esse discurso tirou pressão nos governos”, diz Priscila. “É a questão que mais deveria envergonhar os brasileiros, saber que temos 2,5 milhões de crianças e jovens fora da escola em pleno século 21”.

O TPE estabeleceu, em 2006, metas para melhorar a educação até 2022, ano do bicentenário da independência do Brasil. A primeira delas é a matrícula de pelo menos 98% das crianças e jovens de 4 a 17 anos na escola. Para chegar a esse percentual, a entidade estabeleceu metas intermediárias. Para 2015, a meta traçada era que o país tivesse incluído 96,3%, índice superior à taxa atual de 94,2%.

Presidente Temer afirma a Paulo que vai promover mudanças na Reforma da Previdência

Governador de Pernambuco também recebeu a garantia de que o Governo Federal não vai cortar ou reduzir recursos 
para as obras hídricas. Autonomia de Suape também entrou na pauta da conversa
 
BRASÍLIA – O governador Paulo Câmara se reuniu hoje (05.04) pela manhã, no Palácio do Planalto, com o presidente Michael Temer. Paulo atendeu convite do presidente para a conversa. Entre os assuntos tratados na reunião, que durou 1h, a Reforma da Previdência, o andamento das obras hídricas de Pernambuco e a autonomia do Porto de Suape.
 
"O presidente Temer me revelou que o deputado federal Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), relator da matéria, está ouvindo as bancadas no Congresso Nacional e que vai promover mudanças na proposta de Reforma da Previdência encaminhada pelo Governo Federal". Paulo disse que reconhece a necessidade da Reforma, mas falou ao presidente das preocupações dos governadores do Nordeste com relação à assistência social do trabalhador rural e o acesso ao Benefícios de Prestação Continuada. "A Reforma não pode prejudicar os mais vulneráveis".
 
"Também pedi ao presidente que o Governo Federal deixasse as obras hídricas de fora do contigenciamento. No sexto ano consecutivo de seca no Nordeste, o que precisamos é de acelerar as obras em andamento para que a população de Pernambuco e dos outros Estados do Nordeste diminuam o sofrimento causado pela falta d'Água". Segundo o governador de Pernambuco, o presidente Temer garantiu a priorização para não haver redução dos recursos para os projetos hídricos.
 
Outro assunto abordado por Paulo Câmara foi o retorno da autonomia do Porto de Suape, tirada pelo Governo Federal em 2013. Segundo o presidente Michel Temer, em breve o Governo estará publicando decreto que devolverá a Suape a competência para condução de estudos, a elaboração dos editais, a realização dos procedimentos licitatórios e a celebração dos contratos relativos aos arrendamentos portuários. Com a autonomia, Suape também passará a ser responsável pela aprovação das expansões e adensamento de áreas e, prorrogações antecipadas de contratos em vigência. "Essa medida corrigirá uma injustiça que foi cometida contra Pernambuco e contra Suape e permitirá que o nosso Porto continue crescendo num ritmo acelerado", disse Paulo Câmara.