Miguel Coelho autoriza convocação de 404 professores concursados

https://s2.glbimg.com/bPrQywEi7pFKdOiJCuo_RPQAVzE=/0x0:1280x853/984x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2020/g/8/jfhKQbQzC2vBgMk081GQ/miguel-coelho-1.jpg

A educação de Petrolina ganhará um reforço neste mês com a chegada de novos profissionais do ensino básico. O prefeito Miguel Coelho assinou o edital de convocação de 404 professores. Os profissionais já começam a ser convocados nesta segunda-feira (24), pela Prefeitura Municipal.

A nova equipe irá trabalhar nas creches e nas salas de aulas dos anos iniciais e finais da área urbana e regiões do interior. 121 desses professores serão destinados para atender as crianças nos centros de educação infantil. Já para as turmas dos anos iniciais serão convocados 264 trabalhadores do ensino. Enquanto para os anos finais serão convocados 19 professores de inglês, português, matemática e ciências.

Para o prefeito Miguel Coelho, a chegada de novos profissionais vai ajudar a fortalecer ainda mais o ensino básico de Petrolina, que, nos últimos anos, tem conquistado as melhores avaliações em Pernambuco feitas pelo Ministério da Educação. “Primeiro, parabéns a todos os aprovados e convocados. Os novos professores chegam para reforçar o time da melhor educação pública de Pernambuco. Então, ao mesmo tempo é uma oportunidade e uma responsabilidade com o futuro de nossa gente. Mas tenho certeza que esses profissionais irão não só dar conta, como farão avançar a educação pública de nossa cidade”.

Convocação

Os nomes dos convocados podem ser conferidos no Diário Oficial disponível no site https://doem.org.br/pe/petrolina. No edital de convocação constam todos os documentos e procedimentos necessários para dar entrada na contratação. Com os documentos exigidos, os novos professores do município devem se apresentar na sede do Instituto de Gestão Previdenciária (Igeprev), situado na Avenida José Maniçoba, próximo ao Centro de Convenções. Após a análise dos documentos, os convocados passarão por exames médicos para, em seguida, serem contratados.

Sertânia: Prefeitura inicia cadastro de coletores de materiais recicláveis

A Prefeitura de Sertânia, através da Secretaria Municipal de Serviços Públicos, abriu cadastro para os coletores de materiais recicláveis que realizam a Coleta Seletiva de Lixo do município. Os coletores interessados deverão levar a documentação solicitada (CPF, Identidade e Comprovante de Residência) até à sede da Secretária de Serviços Públicos, de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17h.

Com a informação atualizada do número de famílias que atuam no setor, o Governo Municipal, através da Secretaria de Serviços Públicos, pretende elaborar um estudo melhor, para ir em busca de recursos e, consequentemente, mais na frente, tentar viabilizar a implantação de uma cooperativa no município.

“É um trabalho de utilidade pública e ambiental, já que a reciclagem diminui os impactos gerados sobre o meio ambiente. Com esse cadastramento poderemos ter a realidade de quantas famílias fazem esse trabalho e, assim, conseguirmos captação de recursos e políticas públicas para todos que fazem reciclagem”, disse o secretário de Serviços Públicos, Renato Remígio.

PT nacional quer indicar Marília Arraes ao Senado

Folha de S.Paulo

A direção nacional do PT planeja indicar a deputada federal Marília Arraes como candidata a senadora na composição com o PSB em Pernambuco. O objetivo é consolidar a estratégia da sigla petista de ampliar a bancada no Senado a partir de 2023 e, com isso, facilitar a governabilidade em caso de vitória do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na eleição presidencial.

PT e PSB tentam selar acordos em disputas estaduais para pacificar a unidade da aliança em torno de Lula na disputa nacional. No encontro da última quinta-feira em Brasília, as direções dos dois partidos defenderam a prerrogativa do PSB de indicar o candidato a governador de Pernambuco porque a legenda comanda o estado desde 2007 – os mais cotados são os deputados federais Danilo Cabral e Tadeu Alencar.

O PT, por sua vez, ainda não tornou pública a intenção, mas quer a vaga do Senado na chapa em Pernambuco. Nos bastidores, a cúpula petista entende que Marília Arraes é a que mais tem viabilidade eleitoral para a função.

O partido do ex-presidente Lula quer aumentar sua bancada de seis para pelo menos nove senadores. Para isso, o PT quer dar carga nas candidaturas no Nordeste, reduto eleitoral do PT. Deverão se candidatar a senador, por exemplo, os governadores do Piauí, Wellington Dias, e do Ceará, Camilo Santana, além do senador Jean Paul Prates, que pode tentar a reeleição no Rio Grande do Norte. Lula e o PT também vão apoiar Flávio Dino (PSB) no Maranhão, visto como aliado de primeira hora.

Em dezembro, o PT de Pernambuco aprovou a indicação do senador Humberto Costa como pré-candidato ao governo. Nos bastidores, a aprovação foi vista como forma de pressionar o PSB a abrir mão da disputa do governo de São Paulo, onde Márcio França e Fernando Haddad são pré-candidatos por PSB e PT, respectivamente.

Na quarta-feira, Lula disse em entrevistas a blogs independentes que, “se o PSB definir um candidato, Humberto está fora (da disputa)”.

O grupo de Humberto Costa é majoritário no PT de Pernambuco e refratário à Marília Arraes. Aliados do senador dizem que a preferência do grupo é por indicar o candidato a vice-governador na chapa do PSB, mas o posto não é de interesse da direção nacional do PT, que tem entre suas prioridades ampliar a bancada no Congresso.

Humberto Costa e Marília Arraes são desafetos internos no PT desde 2018, quando o senador fez parte da articulação para rifar a deputada da disputa pelo governo de Pernambuco e reatou a aliança com o PSB para tentar a reeleição no mesmo palanque do governador Paulo Câmara. A tática eleitoral teve aval da direção nacional do PT para impedir que os pessebistas apoiassem Ciro Gomes (PDT).

Em 2020, Humberto foi contra a candidatura própria do PT à Prefeitura do Recife. O PSB de Pernambuco considera o senador um dos seus principais aliados.

Além do impasse no PT local, Marília Arraes terá de lidar com resistência a seu nome por parte do prefeito do Recife, João Campos, e da família dele. Marília e João são primos de segundo grau, mas não há um racha na família Campos-Arraes. O entorno do prefeito alega que Marília não faz gestos na sua direção para se viabilizar ao Senado.

Em 2020, os dois foram ao segundo turno na disputa pela prefeitura do Recife, ocasião em que a campanha de João Campos colocou em xeque a fé de Marília Arraes e investiu no antipetismo, inclusive usando como promessa eleitoral não indicar petistas para cargos na administração municipal e lembrando escândalos de corrupção em governos petistas.

“O acirramento foi muito mais por parte dos à época, adversários do que nosso. Acho que [o diálogo] tem que ser convergido principalmente em Pernambuco, onde Bolsonaro tem uma das maiores rejeições do país. A tendência é que entendam a nacionalização da eleição conforme a estratégia de Lula”, diz Marília.

Marília Arraes, por sua vez, se colocava até então como opositora do PSB, mantendo-se nessa posição desde 2014, quando rompeu com a legenda, no auge da popularidade do ex-governador Eduardo Campos.

À reportagem, Marília Arraes afirmou que está disposta a seguir a estratégia a ser definida pelo ex-presidente Lula e minimizou divergências com o PSB de Pernambuco. “Em um momento em que precisamos derrotar Bolsonaro, a gente tem diálogo com quem quer derrotar Bolsonaro junto com a gente. O projeto local é importante, mas não podemos falar sobre o que está acontecendo em Pernambuco sem discutir o que está ocorrendo no Brasil”.

A ala pernambucana do PSB não tem preferência por Marília, mas enfatiza internamente que precisa do ex-presidente Lula como cabo eleitoral para ajudar o partido a manter o governo do estado. Já a direção do PT argumenta que a prioridade é derrotar Bolsonaro e divergências pontuais devem ser secundárias.

“Não podemos pensar o nosso projeto eleitoral de 2022 só olhando para trás, temos que olhar para a frente. Divergências e separações pretéritas não podem interditar a necessidade de uma ampla frente democrática em favor do Brasil e da democracia”, afirma o vice-presidente nacional do PT, deputado federal José Guimarães.

Previdência Social inicia 2022 com desafio de zerar filas

Por: Agência Brasil

A Previdência Social iniciou 2022 com o desafio de zerar as filas. No fim do ano passado, cerca de 1,8 milhão de brasileiros estava com pedidos de aposentadorias, pensões e auxílios em análise. A falta de servidores públicos para analisar os processos e a paralisação parcial de perícias médicas provocadas pela pandemia são os principais fatores.

Segundo levantamento recente do Instituto Brasileiro de Direitos Previdenciários (IBDP), 1.838.459 pedidos de benefícios aguardavam uma resposta em dezembro. A organização civil sem fins lucrativos obteve as respostas por meio de requerimento ao INSS.

Do total de pedidos em análise, cerca de 500 mil diz respeito ao Benefício de Prestação Continuada (BPC) a pessoas com deficiência. Em relação às perícias médicas, o INSS informou ao IDBP que 457,8 mil segurados tinham consulta agendada em dezembro.

Por meio de um acordo homologado com o Supremo Tribunal Federal (STF), o INSS comprometeu-se a analisar os processos no prazo máximo de 30 a 90 dias, dependendo do tipo de benefício pedido, e a fazer as perícias médicas e de assistência social em até 45 dias, podendo chegar a 90 dias nos locais de difícil acesso. No fim de 2021, cerca de 900 mil processos estavam dentro do prazo e 900 mil com atraso em relação ao fixado pelo Supremo.

Ao assumir o cargo, em novembro, o presidente do INSS, José Carlos Oliveira, prometeu zerar a fila até julho deste ano. A promessa, no entanto, é ambiciosa.

Considerando o estoque de cerca de 900 mil processos em atraso, o INSS precisará analisar 131 mil pedidos extras por mês para eliminar a fila. Atualmente, o órgão recebe, em média, 800 mil pedidos por mês – entre entradas de benefícios, perícias e agendamentos – e processa cerca de 700 mil.

Histórico

O estoque de processos em análise estava em 2,3 milhões no fim de 2019. A fila caiu para 1,5 milhão em 2020, mas voltou a subir em 2021. Em resposta ao IBDP, o INSS informou que está implementando uma série de medidas para acelerar a análise dos processos, como investimento em automação, capacitação de funcionários e remanejamento de servidores de outras áreas para analisar os benefícios, elevando em 22% a capacidade de produção.

Segundo o INSS, 25% da fila deve-se à falta da apresentação de documentos pelos segurados. Em relação às perícias médicas, o órgão informou que havia conseguido diminuir em cerca de 300 mil o total de pessoas esperando consultas desde março do ano passado. Naquele mês, a lista de perícias agendadas estava em 764,2 mil.

Pandemia

O surgimento da variante Ômicron do novo coronavírus representou um obstáculo para zerar a fila das perícias. Há cerca de dez dias, o INSS suspendeu as perícias do Programa de Revisão dos Benefícios por Incapacidade, antigo auxílio-doença. As consultas suspensas foram remarcadas para o segundo semestre, e nenhum segurado deixará de receber o benefício, que continuará a ser pago normalmente até a revisão.

Paralelamente, o INSS tenta investir na telemedicina para manter o fluxo de perícias. O órgão editou uma portaria que autoriza consultas por videoconferência em dez municípios: Francisco Morato (SP), Minas Novas (MG), Vassouras (RJ), Santo Augusto (RS), Olhos D’Água das Flores (AL), Corrente (PI), Pedro Gomes (MS), Ji Paraná (RO), Lábrea (AM) e Botas de Macaúbas (BA). A experiência-piloto terá prazo de 90 dias.

“Pode vacinar sem medo”, aconselha doutor Edson Moura sobre vacinação de crianças

Aos 79 anos e 53 dedicados a medicina, médico lembrou das muitas doenças que já foram erradicas por conta de vacinas

Por André Luis

O médico Edson Moura, esclareceu na quinta-feira (20), ao Debate das Dez da Rádio Pajeú, as dúvidas sobre a vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19, que permeiam as mentes dos pais e responsáveis por conta da grande tempestade de informações que envolve o assunto, além da enxurrada de notícias falsas que inundam as redes sociais desde que a Anvisa aprovou em 16 de dezembro de 2021 o imunizante da Pfizer para esta faixa etária.

Ao longo dos seus 79 anos, destes, 53 dedicados a medicina, Edson Moura é um médico respeitado e querido no Sertão do Pajeú.

Segundo ele, “não há perigo algum em vacinar o público infantil contra a Covid-19, os pais e responsáveis devem sim, levar as suas crianças para vacinarem”.

Doutor Edson lembrou que a vacina foi aprovada pela Anvisa, que é a maior autoridade no assunto no Brasil e que só libera vacinas, medicamentos e tratamentos após analisar criteriosamente todo o processo envolvido.

Ele também destacou o protagonismo do Brasil quando o assunto é vacina e a importância destas ao longo da história na erradicação de doenças.

“Nós somos dos países mais evoluídos na fabricação de vacina. A Fundação Oswaldo Cruz que é a Fiocruz, do Rio de Janeiro e o Instituto Butantã, de São Paulo, são dois laboratórios com mais de 100 anos. E Nós fabricamos as nossas vacinas para a poliomielite, sarampo. Todos os tipos de vacinas nós produzimos no Brasil. É lógico que essa vacina, para combater a Covid-19, que pegou o mundo de surpresa, nós não estávamos preparados”, lembrou Moura.

“Eu tenho 53 anos de formado e nunca mais ouvi falar em poliomielite, varíola, que antigamente se chamava de ‘bexiga’, a varicela que é a catapora esporadicamente ainda aparece, a sífilis, praticamente também já está sendo erradica, pelo menos no Sertão a gente não vê falar disso, na Capital até pode ter ainda, mas aqui no sertão não vejo”, completou doutor Edson.

“A única maneira de você, se proteger da Covid e das suas causas graves é a vacina, não existe outra maneira. É a vacina e os cuidados dos protocolos que recomendam a Organização Mundial da Saúde, que é o uso do álcool, distanciamento social e o uso da máscara. Fora isso, não existe outra maneira”, destacou o médico.

No auge de sua experiência, Edson Moura também comentou o caso de Lençóis Paulista, que foi amplamente divulgado por negacionistas sobre uma criança de 10 anos que teria sofrido uma parada cardíaca supostamente provocada pela vacina contra a Covid-19.

“Veja bem, existe esse caso que se notificou, mas que ainda está num processo de investigação, se o problema cardíaco que essa criança teve está ligado a vacina ou não. Porque muitas vezes você pode ter uma patologia congênita e que não sabe entendeu? Isso aí está sendo estudado. Eu acredito piamente que não tem nada a ver com a vacina”, afirmou.

Ainda na tarde da quinta-feira, o Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo disse, que a vacina contra Covid-19 não causou a parada cardíaca na criança. A investigação foi feita por mais de dez especialistas e apontou que a criança possuía uma doença congênita rara, desconhecida até então pela família, que desencadeou o quadro clínico.

A experiência faz a diferença.

Pelé é diagnosticado com câncer generalizado

“Rei do Futebol” foi diagnosticado com câncer no pulmão e no fígado, além dos tumores no cólon, descobertos em setembro do ano passado. Pelé estava internado no Hospital Albert Einstein para continuar o tratamento e foi liberado nesta quinta-feira(20). Segundo o canal esportivo ESPN Brasil, depois do último procedimento o ex-craque descobriu outros tumores pelo corpo.

Segundo os médicos, o tumor mais grave é o descoberto no fígado, pois não pode  ser retirado por meio de cirurgia.

Mesmo após receber alta, o “Rei do Futebol” segue com acompanhamento médico de perto e continua realizando sessões de quimioterapia para evitar que o câncer se alastre mais.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Apoio do PSB a Lula caminha bem, diz Paulo Câmara

Carta Capital

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), figura importante nas negociações de seu partido com o PT, se disse “otimista” quanto à concretização da aliança em torno de Lula.

Enquanto isso, em seu estado, petistas e socialistas precisam aprofundar o diálogo em busca de um candidato único. A situação não está definida, mas é menos tensa que nas últimas semanas.

“Estou muito otimista de que vamos construir essa aliança nacional – está tudo andando bem, não vejo foco de resistência, ao contrário. E vamos, no âmbito local, ter a capacidade de definir o que seja melhor para essa frente e para o Brasil”, disse Câmara à CNN Brasil na quinta-feira (20). “Vamos, com certeza, chegar a consensos dentro dos prazos estabelecidos”.

O pessebista voltou a declarar que a sigla “está à disposição” do ex-tucano Geraldo Alckmin desde dezembro, quando houve a formalização do convite para filiação. “Estamos aguardando o tempo dele, de maturação, de definição. Se ele tiver o interesse de ingressar no PSB, será muito bem-vindo e, se for o nome para compor a chapa com o presidente Lula, será o nome que o PSB vai apresentar”, disse.

Segundo Câmara, Lula e Alckmin, “com experiência e forma de agregar, podem conduzir bem o destino do Brasil no futuro, mas ainda estamos no campo das hipóteses”.

Na capital pernambucana, toda testagem para covid-19 passa a ser agendada pelo Conecta Recife

Como forma de garantir um maior conforto e segurança aos recifenses que buscam testagem para covid-19 na capital pernambucana, a partir desta segunda-feira (24) o acesso aos exames em todos os pontos de coleta da Prefeitura do Recife será feito mediante agendamento.

Com a mudança, os testes de antígeno ofertados diariamente no Parque da Macaxeira, no bairro de mesmo nome, e no Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro, que antes eram realizados por demanda espontânea, agora passam a ser marcados via aplicativo Conecta Recife.

Esses centros funcionam de domingo a domingo, das 8h às 17h. Cada um desses locais ofertará 800 testes por dia e a marcação será disponibilizada diariamente a partir das 18h com as vagas para o dia seguinte.

Somente nestes primeiros dias do ano, a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife já realizou mais de 26.500 testes de antígeno. Qualquer pessoa pode se submeter ao exame rápido que detecta a doença ativa. O resultado fica pronto em cerca de 15 minutos.

A Prefeitura ainda reforça o trabalho de testagem com a abertura de dois novos pontos fixos para realização do exame que detecta o vírus. Nesta sexta-feira (21), começou a funcionar um centro montado no Sesc Santo Amaro, na área central da cidade. Já o segundo, entra em operação na próxima segunda-feira (24), no Sesc de Casa Amarela, na Zona Norte do município. Os locais vão funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Como nos demais locais, o acesso aos testes também será feito mediante agendamento pelo aplicativo Conecta Recife.

A Sesau ainda oferece exames gratuitos em oito unidades de saúde da rede municipal, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Os pontos funcionam na Policlínica Waldemar de Oliveira, em Santo Amaro; na Upinha Eduardo Campos, na Bomba do Hemetério; no Centro de Saúde Professor Mário Ramos, em Casa Amarela; na Upinha Vila Arraes, na Várzea; no Centro de Saúde Professor Romero Marques, no Prado; no Centro Social Urbano (CSU) Afrânio Godoy, na Imbiribeira; na Upinha Moacyr André Gomes, no Morro da Conceição; e na Policlínica Arnaldo Marques, no Ibura. Para ter acesso ao serviço nestes locais, a população deve agendar o teste através do aplicativo Atende em Casa ou pelo site https://testecovid19.recife.pe.gov.br.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Pernambuco registra hoje 3.358 casos conhecidos de Covid, maior número em um único dia desde junho de 2021

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco registrou, neste sábado (22), 3.358 novos casos de Covid.

Essa é a primeira vez em que o registro de casos diários ultrapassa a casa de 3 mil desde 18 de junho de 2021.

Um número maior do que o apresentado neste sábado só foi registrado em 15 de junho (3622 casos).

Além disso, foram confirmadas hoje mais 7 mortes por Covid-19.

O estado totaliza 667.212 casos confirmados e 20.581 óbitos pela doença.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ministério da Saúde deve incorporar Coronavac ao plano de vacinação de crianças

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) -O Ministério da Saúde decidiu que vai incorporar a Coronavac à campanha de vacinação contra a Covid-19 de crianças e adolescentes de 6 a 17 anos e planeja fazer o anúncio já nesta sexta-feira (21).

Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan, disse que o Ministério da Saúde confirmou que a pasta comprará doses do imunizante.

Nesta quinta (20), a Diretoria Colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou por unanimidade o uso emergencial da vacina em crianças e adolescentes.

Coordenador do Fórum Nacional dos Governadores, Wellington Dias (PT) diz que conversou com Rodrigo Cruz, secretário-executivo do Ministério da Saúde, e que teve o retorno de que a pasta incorporaria a Coronavac ao Plano Nacional de Vacinação nesta sexta.

A reportagem ouviu o mesmo relato sobre a liberação de membros do ministério.

Na quinta-feira (20), o órgão que representa os governadores enviou ofícios ao governo federal pedindo a incorporação da Coronavac. O governador do Piauí endereçou pedidos a Cruz, Marcelo Queiroga (Saúde) e Ciro Nogueira (Casa Civil).

O imunizante será utilizado na faixa etária de 6 a 17 anos. Crianças imunodeprimidas deverão receber doses da Pfizer.

O governo de São Paulo reservou 8 milhões de doses de Coronavac para o uso em crianças, segundo informou o Butantan nesta quinta —há outros 7 milhões de doses prontas à disposição do governo federal ou de outros estados que desejarem fechar contrato.

​A vantagem do imunizante é sua disponibilidade de doses, já que parou de ser usado pelo governo federal na imunização dos adultos.