A Prefeitura de Afogados da Ingazeira informa que nesta quarta (09) foram notificados 08 casos novos para a COVID-19 em nosso município.

São 04 pacientes do sexo feminino, com idades entre 28 e 59 anos. Dessas: todas tomaram 03 doses; e são 04 pacientes do sexo masculino, com idades entre 06 meses e 13 anos. Desses: 02 não vacinados, 01 (01 dose) e 01 (02 doses).

Hoje não temos novos casos em investigação e 37 pacientes apresentaram resultados negativos para a COVID-19.

Nesta quarta, 09 pacientes apresentaram alta após avaliação clínica e/ou epidemiológica. O município atingiu a marca de 7.841 (98,62%) recuperadas para a covid-19. Atualmente, o município tem 32 casos ativos para a COVID – 19.

Afogados atingiu a marca de 35.768 pessoas testadas para a covid-19, o que representa 95,99 % da nossa população.

Casos leves x SRAG/COVID – 19:
Leves: (7.771 casos), 97,75 %;
Graves: (179 casos), 2,25 %.

AVISO IMPORTANTE: O ciclo vacinal na população acima de 18 anos só será considerado completo com a administração da dose de reforço, caso já esteja há 4 meses de aplicação da segunda dose.

Pandemia não acabou, alerta chefe da ONU, que critica vacinação ‘desigual’

 (Foto: Kena Betancur / AFP)
Foto: Kena Betancur / AFP
A pandemia da covid-19 não terminou e pode continuar, devido à distribuição “escandalosamente desigual” de vacinas – advertiu o secretário-geral da ONU, António Guterres, nesta quarta-feira (9).
“Os estragos mais trágicos da pandemia foram na saúde e na vida de milhões de pessoas, com mais de 446 milhões de casos no mundo, mais de seis milhões de mortes confirmadas e outro grupo incontável, que lida com uma deterioração de sua saúde mental”, disse Guterres, em um comunicado que coincide com o segundo aniversário do início desta grave crise mundial.
Guterres enfatizou que, devido às “medidas de saúde pública sem precedentes” e ao “desenvolvimento e distribuição de vacinas extraordinariamente rápidos”, muitas partes do mundo conseguiram controlar a propagação do coronavírus.
“Mas seria um grave erro pensar que a pandemia acabou”, acrescentou.
Para Guterres, “a distribuição de vacinas ainda é escandalosamente desigual” e, embora 1,5 bilhão de doses sejam produzidas por mês, “cerca de 3 bilhões de pessoas ainda esperam sua primeira dose”.
“Esse fracasso é o resultado direto de decisões políticas e orçamentárias que priorizam a saúde das pessoas nos países ricos, em detrimento da saúde das pessoas nos países pobres”, frisou Guterres.
Esta desigualdade aumenta, segundo ele, as possibilidades de “mais variantes, mais confinamentos e mais dor e sacrifícios em cada país”, estimou, fazendo um apelo ao mundo para que “ponha fim, de uma vez por todas, a este triste capítulo na história da humanidade”.

Paulo Guedes descarta congelar preço da Petrobras

 (Foto: Ed Alves/CB)
Foto: Ed Alves/CB
Uma das alternativas estudadas pelos ministros do presidente Jair Bolsonaro (PL), o congelamento temporário dos preços da Petrobras, foi defenestrada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. “Não tem congelamento, esquece esse troço”, declarou, na noite de ontem, aos jornalistas, depois de encontro com o senador Roberto Rocha (PSDB-MA), relator da reforma tributária do Senado, a PEC 110/2019. Mais cedo, Guedes tinha demonstrado todo o seu descontentamento com a proposta de congelamento. Disse que “só maluco congela preço”, segundo imagem flagrada pelo R7, em resposta a um  questionamento de jornalistas sobre o assunto quando chegava à sede da pasta.
Analistas lembram que se as previsões de inflação já estavam sendo revisadas para cima com a invasão da Ucrânia pela Rússia, agora, com a decisão dos Estados Unidos, da União Europeia e do Reino Unido de suspenderem as compras de petróleo de Moscou, as perspectivas tendem a piorar, tanto para o Brasil quanto para o mundo. E, enquanto o barril do petróleo voltava a ficar acima de US$ 130, ontem, em meio a mais um dia turbulento nos mercado internacionais, os ministros e os técnicos do governo realizaram várias reuniões fora da agenda ao longo do dia. Mas não houve acordo.

Leia mais

Ato pelo piso da enfermagem acontece esta manhã em Afogados

Profissionais de enfermagem realizam hoje às 8h30 na Praça Arruda Câmara uma ato em defesa da aprovação do Projeto de Lei 2564 que aprova o piso da categoria.

Segundo o movimento, em muitos estados, profissionais chegam a receber como salário base cerca de R$ 750, bem abaixo do salário mínimo. A proposta já foi aprovada por unanimidade no Senado e aguarda a tramitação na Câmara dos Deputados.

O ato de Afogados é regional, com vários profissionais da região do Pajeú. Foram convidadas autoridades do município como o prefeito Sandrinho Palmeira, o Secretário de saúde Arthur Amorim e o Presidente da Câmara de Vereadores de Afogados da Ingazeira, o vereador Rubinho do São João.

A PL 2564/2020, que institui o piso de R$ 4.750,00 mensais para enfermeiros; 70% deste valor para técnicos de Enfermagem e 50% para auxiliares de Enfermagem e parteiras. A organização é do Fórum da Enfermagem Pernambucana.

Pernambuco tem a segunda menor taxa de mortalidade por Covid no Brasil

De acordo com dados da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas/OMS), colhidos até o último dia 24 de fevereiro, Pernambuco continua a ter a segunda menor taxa de mortalidade entre os Estados brasileiros nos primeiros dois meses deste ano.

Em 2021, o Estado também havia registrado a segunda menor taxa de mortalidade do País. E, no acumulado entre 2020 e 2022, segundo levantamento do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Pernambuco está entre as cinco menores taxas de mortalidade por Covid-19 do Brasil.

“Estamos conseguindo evitar mortes com o avançar da vacinação e também a partir de todas as medidas sanitárias que adotamos ao longo desta pandemia. Conseguimos, por exemplo, estruturar a maior rede de UTI para a Covid-19 do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, além de termos implementado medidas rígidas em períodos de alta nos indicadores – com um plano de convivência a partir do olhar de diversas áreas e especialistas”, afirma a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), em suas redes sociais.

Ainda segundo a SES-PE: “seguimos, permanentemente, orientando a população sobre a manutenção das medidas não farmacológicas, como o uso de máscara, a higienização das mãos e o avanço da vacinação em todas as faixas etárias. A pandemia ainda não acabou, por isso precisamos nos manter atentos e conscientes dos nossos atos para evitar novos casos e óbitos”, finalizou

(por André Luis )

Propaganda do PL terá foco em Bolsonaro e no Auxílio Brasil

presidente Jair Bolsonaro

O PL  já tem pronta a maioria das peças publicitárias que vão ao ar em junho em forma de propaganda partidária. A sigla usará imagens do presidente Jair Bolsonaro em viagens pelo país e buscará se associar ao Auxílio Brasil. Por ora, optou por não expor Valdemar Costa Neto, presidente do partido.

O PL é um dos com mais tempo de propaganda partidária. Serão 40 inserções de 30 segundos durante intervalos na programação de TVs e rádios, somando 20 minutos. As peças do PL começam a ser veiculadas em 2 de junho e vão até o dia 11 do mesmo mês.

Por lei, é proibido usar propagandas partidárias para promover candidatos específicos. O material serve para divulgar programas, metas e valores das siglas. No entanto, todos os pré-candidatos recorrerão a brechas para estampar as telas das TVs neste 1º semestre.

O PDT, do ex-ministro e pré-candidato Ciro Gomes, foi o 1º partido a aparecer nas propagandas. Começou a divulgar suas peças em 1º de março. Em uma delas, Ciro aparece segurando uma águia para criticar o que chamou de “voo de galinha” da economia durante os últimos governos.

Propaganda Partidária

Leia mais

Paixão de Cristo de Nova Jerusalém seleciona figurantes

Nesta sexta-feira (4), na parte da manhã, a Sociedade Teatral de Fazenda Nova estará selecionando homens e mulheres de todas as idades para participar como figurantes do espetáculo da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém que acontecerá de 9 a 16 de abril deste ano.

As inscrições estarão abertas tanto para novatos como para quem já participou do espetáculo. Os selecionados participaram das cenas fazendo o papel de soldados, homens e mulheres do povo. Ao todo serão cerca de 300 participantes.

Os candidatos devem comparecer à cidade-teatro localizada em Fazenda Nova, no município do Brejo da Madre de Deus portando cópia do RG, do CPF, e da Carteira Profissional, comprovante de residência, cartão de Vacinação da Covid-19 com duas doses até 60 anos. Acima dessa idade, é necessário comprovar a dose de reforço.

“Todos os anos nós mesclamos os novatos com os mais experientes. Normalmente ocorre uma renovação em cerca de 40% dos figurantes no elenco”, afirmou o diretor artístico Lúcio Lombardi.

Segundo ele, os figurantes selecionados para a temporada 2022 iniciarão os ensaios no dia 31 de março. “Acredito de este ano os ensaios serão mais demorados uma vez que passamos dois anos sem realizar o espetáculo o que pode gerar alguma dificuldade para os veteranos se lembrarem das marcações de palco”, explica Lombardi.

Leia mais

PIB cresce 4,6% em 2021 e supera perdas da pandemia

 (Foto: Agência Brasil
)
Foto: Agência Brasil
O Produto Interno Bruto (PIB) do país avançou 0,5% no quarto trimestre de 2021 e encerrou o ano com crescimento de 4,6%, totalizando R$ 8,7 trilhões. Esse avanço recuperou as perdas de 2020, quando a economia brasileira encolheu 3,9% devido à pandemia. O PIB per capita alcançou R$ 40.688 no ano passado, um avanço de 3,9% em relação ao ano anterior (-4,6%).
O PIB, soma dos bens e serviços finais produzidos no país, está 0,5% acima do quarto trimestre de 2019, período pré-pandemia de covid-19, mas continua 2,8% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica na série histórica, alcançado no primeiro trimestre de 2014.
Os dados são do Sistema de Contas Nacionais Trimestrais, divulgado hoje (4) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Segundo o levantamento, o crescimento da economia foi puxado pelas altas nos serviços (4,7%) e na indústria (4,5%), que juntos representam 90% do PIB do país. Por outro lado, a agropecuária recuou 0,2% no ano passado.
De acordo com a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis, todas as atividades que compõem os serviços cresceram em 2021, com destaque para transporte, armazenagem e correio (11,4%). Segundo ela, o transporte de passageiros também subiu bastante, principalmente no fim do ano, com o retorno das pessoas às viagens.

Brasil recebe lote da vacina pediátrica da Pfizer contra Covid-19

 (Foto: Myke Sena/MS)
Foto: Myke Sena/MS
A Pfizer entregou ontem (3) um novo lote de vacinas pediátricas contra a Covid-19 fabricadas pela Pfizer/BioNTech para imunização de crianças de 5 a 11 anos. O lote contém 1.668.000 doses e chegou às 7h45, no Aeroporto de Viracopos, em Campinas.
Além das doses pediátricas, a Pfizer enviou, no mesmo voo, 5.850 doses da doses de vacinas contra a covid-19 destinadas a maiores de 12 anos.
Os imunizantes serão distribuídos nos próximos dias.
A dose pediátrica é diferente da vacina aplicada em adultos: a cor do frasco é laranja e a dosagem é menor. A vacina é segura e foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Por: Agência Brasil

“Terror em nível sem precedentes”, diz Zelensky sobre ataque à usina nuclear

 (Foto: Sergei SUPINSKY / AFP)
Foto: Sergei SUPINSKY / AFP
O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse, nesta sexta-feira (4/3), que o ataque a usina nuclear de Zaporizhzhia, em Enerhodar, na noite desta quinta-feira, poderia ter parado a história do país e do continente no que ele chamou de “um terror em nível sem precedentes”. “Sobrevivemos a uma noite que poderia parar a história da Ucrânia e da Europa”, afirmou em mensagem publicada nas redes sociais.
A usina foi tomada pelas tropas russas logo após o ataque ter provocado um incêndio no local. que já foi controlado. Não há indicação de que algum dos reatores tenha sido afetado pelo bombardeio. Segundo o presidente ucraniano, as tropas sabiam que poderiam provocar um acidente. “Os tanques russos sabiam que estavam atirando fogo direto contra a estação”, afirma.
O presidente apelou para que os russos lembrem do acidente nuclear de Chernobyl, em 1986, o maior da história, e que caso algo aconteça, todos irão sofrer com as consequências da radiação. “Russos, quero falar com vocês. Como isso é possível? Juntos sofremos com Chernobyl. Vocês têm que lembrar disso. Como esqueceram disso? Se ainda se lembram não podem ficar em silêncio, falem nas ruas que vocês querem viver. A radiação não conhece fronteiras”, disse.