SENAI-PE lança edital de aprendizagem voltado para indústrias

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial em Pernambuco (SENAI-PE) está com edital aberto para indústrias interessadas em preencher sua cota de aprendizes. As vagas – relativas ao segundo semestre de 2024 – serão ofertadas nas unidades do SENAI em Araripina, Areias, Belo Jardim, Cabo, Caruaru, Ipojuca, Paulista Petrolina e Santo Amaro. As reservas de vagas devem ser feitas pelas empresas até 14 de junho.

Ao todo, são 1.215 postos de trabalho para os aprendizes em 11 cursos distintos nas áreas de construção civil, gestão, logística, mecânica, química, segurança do trabalho e vestuário. A reserva de vaga deverá ser realizada pelas empresas por meio do site do SENAI-PE (www.pe.senai.br), no link Programa de Aprendizagem Industrial. O atendimento será feito de acordo com a ordem de inscrição, na qual a indústria deve indicar a escola, os cursos e os turnos de seu interesse.

O início das aulas deverá ocorrer em três entradas, previstas para os meses de julho, setembro e novembro. Vale ressaltar que a seleção dos aprendizes ficará a cargo das próprias indústrias, e não do SENAI-PE. Os jovens interessados em participar do programa de aprendizes devem procurar as empresas industriais de seu interesse. A formação oferecida pelo SENAI-PE é gratuita. Em caso de dúvidas, as indústrias podem entrar em contato com o SENAI-PE pelo e-mail senai.aprendiz@sistemafiepe.org.br ou pelo WhatsApp (81) 98164-1050.

Sistema FIEPE – Mantido pelo setor industrial, atua no desenvolvimento de soluções para trazer ainda mais competitividade ao segmento. Além do SENAI – que atua na formação profissional e oferece serviços de metrologia e ensaios, consultorias e inovação – conta ainda com a FIEPE, o SESI e o IEL. A Federação realiza a defesa de interesse do setor produtivo e contribui com o processo de internacionalização das indústrias. Pelo SESI-PE, são oferecidos serviços de saúde e educação básica para os industriários, familiares e comunidade geral. Já o IEL-PE foca na carreira profissional dos trabalhadores, desde a seleção de estagiários e profissionais, até a capacitação deles realizada pela sua Escola de Negócios.

Governo de Pernambuco presente na Missão Internacional do Consórcio Nordeste

Foto: Divulgação
O Governo de Pernambuco está presente na Missão Internacional à Europa organizada pelo Consórcio Nordeste. Até o próximo sábado (18), serão visitados três países – Holanda, Bélgica e Alemanha -, com intensa agenda de eventos e reuniões com os setores público e privado. Ao longo de toda a semana, serão discutidos pautas como Caatinga, energias, hidrogênio verde e emergências climáticas. A missão teve início no último domingo (12).
 
Nesta segunda-feira (13), teve início a primeira parte da programação, com a abertura do World Hydrogen Summit. O evento, considerado o maior do mundo sobre hidrogênio, está sendo realizado na cidade de Rotterdam, na Holanda, com desfecho nesta quarta-feira (15). A expectativa de público é de 11.500 profissionais da área, 280 palestrantes, 350 exibidores e 72 patrocinadores oficiais.
 
Pernambuco está participando com o secretário da Assessoria Especial à Governadora e Relações Internacionais, Fernando Holanda, a secretária de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Fernando de Noronha, Ana Luiza Ferreira, o secretário executivo de Atração Empresarial, Maurício Laranjeira, o CEO do Complexo Industrial de Suape, Marcio Guiot, o diretor de Sustentabilidade do Complexo Carlos André Cavalcanti, e a Superintendente de Projetos e Relações Internacionais, Marina Silva. 
 
Este ano, o tema do evento é “Construindo um futuro energético sustentável, juntos”. O objetivo desta parte da programação é buscar apresentar as mais recentes tecnologias, projetos e estratégias de hidrogênio para acelerar uma transição energética movida a hidrogênio.
 
“Participar dessa missão internacional organizada pelo Consórcio Nordeste é mais um exemplo do Esforço que o Governo do Estado de Pernambuco tem empreendido no sentido de buscar cooperação internacional para superar os seus imensos desafios sociais e econômicos, mas também para buscar maximizar as oportunidades que só Pernambuco tem a oferecer ao mundo. Estamos aqui com oito dos nove estados do Nordeste, cada um apresentando as suas potencialidades, buscando investimentos, transferência de tecnologia, cooperação com governos e organizações da sociedade civil, em um esforço conjunto para melhorar a vida da nossa região e do nosso país”, afirmou o secretário Fernando Holanda.

Leia mais

Ministério Público de Pernambuco lança campanha para aumentar cobertura vacinal pelo SUS no estado

Uma campanha de mobilização para aumentar a vacinação em todas as faixas etárias foi lançada nesta segunda-feira (13) pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). “Vacina em dia” é o convite feito pelas peças publicitárias que serão veiculadas pelo site, redes sociais, TV, rádio e listas internas do MPPE ao longo de um mês. A ideia é estimular a sociedade pernambucana a atender a convocação que vem sendo feita pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para a prevenção de doenças.

“Pernambuco, assim como o país, melhorou a cobertura vacinal em 2023, mas está aquém do ideal esperado para uma imunização em massa contra doenças que matam ou deixam sequelas. Essa campanha é voltada para a sociedade e para todo o corpo funcional do Ministério Público”, explicou o Procurador-Geral de Justiça, Marcos Carvalho. Plataforma do Ministério da Saúde aponta imunização de 60% a 90% na primeira infância. Ter 100% com a caderneta e dia em todos os territórios tem sido um desafio.

Projeto Mais Médicos para o Brasil: 202 intercambistas passam treinamento no Estado

Profissionais do Mais Médicos foram capacitados  (Foto: Secretaria Estadual de Saúde)
Profissionais do Mais Médicos foram capacitados (Foto: Secretaria Estadual de Saúde)

Promovido pela Comissão de Coordenação Estadual do Programa Mais Médicos para Pernambuco (CCE-PE), evento contou com orientações gerais sobre a atuação dos profissionais

Os médicos intercambistas que chegaram a Pernambuco nos últimos meses pelo Projeto Mais Médicos para o Brasil (PMMB), instituído pelo Governo Federal, participaram, ao longo desta semana, de um acolhimento estratégico em diversas regiões do Estado. Ao todo, são 202 profissionais da saúde.

O acolhimento começou na terça (7), em Serra Talhada, seguiu para Caruaru na quinta (9) e ocorreu também na sexta (10), na sede do Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz), no Recife.

A recepção, promovida pela Comissão de Coordenação Estadual do Programa Mais Médicos para Pernambuco (CCE-PE), contou com orientações gerais sobre a atuação dos profissionais, e dispôs também da apresentação de sete painéis temáticos, incluindo explanações sobre os indicadores de saúde de Pernambuco e o perfil da Rede de Atenção à Saúde. com orientações gerais sobre a atuação dos profissionais.

Os médicos que vieram ao estado, por meio de seleção interministerial pelo Ministério da Saúde (MS) e Ministério da Educação (MEC), permanecerão atuando em municípios das quatro macrorregionais de saúde por até quatro anos.

Durante este tempo, como eixo de formação continuada, todos eles terão acesso à capacitações e especializações em Medicina da Família e Comunidade, por meio de instituições públicas de ensino superior.

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), por meio das diretorias de Atenção Primária e Saúde Prisional, integra a coordenação de execução do projeto de maneira conjunta e realizará o monitoramento e o suporte no desempenho do exercício da atividade dos profissionais.

“O acolhimento serve para que esses profissionais se sintam pertencentes ao nosso território. A programação foi pensada para que eles possam esclarecer suas dúvidas, conhecer mais profundamente os indicadores de saúde e assim possam fortalecer a atenção primária, garantindo acesso ao atendimento médico”, explica Leandro Lima, da SES-PE.

Leia mais

Com importação, preço do arroz pode chegar a subir no Brasil

O estado gaúcho é responsável por 70% da produção nacional de arroz (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)
O estado gaúcho é responsável por 70% da produção nacional de arroz (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Governo Federal divulgou MP que autoriza a importação de a importação de até um milhão de toneladas de arroz de países do Mercosul

Diante da situação de calamidade pública no Rio Grande do Sul, estado afetado por fortes chuvas e enchentes nos últimos dias, o Governo Federal publicou, na última sexta-feira (10), no Diário Oficial da União, uma Medida Provisória que autoriza a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) a importar até um milhão de toneladas de arroz de países do Mercosul para recompor os estoques públicos do produto. De acordo com o Ministério da Agricultura e da Agropecuária, a ação tem como objetivo evitar a alta do preço do alimento no país.

A medida foi tomada após o aumento da procura pelos consumidores preocupados em estocar arroz, em caso de uma eventual falta nos mercados. O estado gaúcho é responsável por 70% da produção nacional de arroz.

Diante da especulação, os produtores de arroz e supermercados se posicionaram informando que não há risco de desabastecimento do grão no Brasil. A garantia é da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) e da Associação Brasileira de Supermercados (Abras).

Ainda segundo a Federarroz, a colheita no RS abrange, até o momento, 83% do total da área prevista para a safra. A entidade acrescenta que o produto colhido apresenta “boa qualidade e produtividade, o que garante o abastecimento dos brasileiros”.

Já a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) aponta estar normalizado o abastecimento no varejo, “com diversas marcas, preços e promoções para atender à demanda de consumo tanto nas lojas físicas quanto pelo e-commerce”. Porém, a entidade recomenda que os consumidores não façam estoques em casa para que todos tenham acesso ao produto. A Abras também manifestou apoio à abertura da importação anunciada pelo governo federal para completar o abastecimento da população brasileira

Leia mais

Projeto desenvolvido pelo SENAI-PE promove cooperativismo no Sertão do São Francisco

“Crescimento Sustentável: Iniciativas para Expandir a Comercialização na Agricultura Familiar ao longo da extensão do Rio São Francisco em Pernambuco”.  Este é o projeto que está sendo implantado no Sertão do São Francisco pelo SENAI-PE, para promoção do desenvolvimento do cooperativismo regional.

Aprovado pela entidade junto ao PE Produz, iniciativa do governo estadual que visa a interiorização do desenvolvimento socioeconômico do estado, o projeto vai atuar em 15 associações, objetivando a expansão da comercialização dos produtos cultivados e processados pelos seus produtores rurais vinculados à agricultura familiar ribeirinha e quilombola da cidade de Lagoa Grande-PE.

De acordo com a coordenadora IST Alimentos, Metrologia e Consultoria do SENAI Petrolina, Ana Paula Barroso, o projeto já está com 30% da sua capacidade executada. “Temos em andamento o projeto de duas agroindústrias para os próximos editais e acreditamos que até dezembro desse ano concluímos os trabalhos”, ressaltou.

Esta é a primeira vez nas sete edições do PE Produz que o SENAI-PE participa da chamada e a entidade teve dois projetos aprovados: o do Sertão do São Francisco, que foi o projeto com maior pontuação entre todos os 33 selecionados, e outro no Agreste. O orçamento total do PE Produz é de, aproximadamente, R$ 15 milhões e os dois projetos do Senai -PE devem receber, juntos, R$ 709.376,00.

Sistema FIEPE – Mantido pelo setor industrial, atua no desenvolvimento de soluções para trazer ainda mais competitividade ao segmento. Além do SENAI – que atua na formação profissional e oferece serviços de metrologia e ensaios, consultorias e inovação – conta ainda com a FIEPE, o SESI e o IEL. A Federação realiza a defesa de interesse do setor produtivo e contribui com o processo de internacionalização das indústrias. Pelo SESI-PE, são oferecidos serviços de saúde e educação básica para os industriários, familiares e comunidade geral. Já o IEL-PE foca na carreira profissional dos trabalhadores, desde a seleção de estagiários e profissionais, até a capacitação deles realizada pela sua Escola de Negócios.

Cinema pernambucano brilha em festival no Rio de Janeiro

O cinema caruaruense e do Agreste pernambucano brilhou no Rio de Janeiro  neste final de semana. O cineasta Tulio Beat venceu com seu curta-metragem “Chamado” o prêmio principal da noite – o Troféu de Melhor Filme pelo Júri Especial da Crítica no Festival de Cinema de Xerém.
Numa cerimônia repleta de artistas, no Centro de Convenções John Wesley, a obra caruaruense foi ovacionada, conquistou a estatueta Zeca Pagodinho e ainda recebeu o prêmio especial Edina Fujii no valor de R$ 8 mil reais em locação de equipamentos, acessórios e maquinário oferecido pela NayMovie – o prêmio foi entregue pelo realizador do festival Sérgio Assis.

O filme foi produzido pelos estudantes da ETE Nelson Barbalho, com direção e roteiro de Túlio Beat, no elenco Giovani Gomes, Eduarda Macedo, Carlos Raul e Rebeca Morgana. A direção de fotografia é de Gisele Lima, direção de arte feita por Isa Feitosa e Jean Farias, na maquiagem Pollyana Lima, o cartaz foi criado por Rener Barbosa, distribuição por Deusdeste Conceição, assessoria  de Camila Haydee e Leandro José, e a finalização é de Paulo Conceição.

Festival de Cinema de Xerém aconteceu na cidade de Duque de Caxias (RJ), contou com a presença de Zeca Pagodinho, da atriz Patrícia Pillar, do ator Marcello Gonçalves, dos homenageados: o cineasta Hsu Chien, a atriz Regina Casé e contou com o apoio da Escola Brasileira Audiovisual e do Instituto Zeca Pagodinho.

Assista o premiado curta-metragem “Chamado” de Túlio Beat:

Prefeitura e Sebrae promoverão Semana do MEI em Afogados

Acontece na próxima semana, nos dias 14, 15 e 16 de Maio, a Semana do Microempreendedor Individual, atividade que terá abrangência nacional, e é organizada pelo SEBRAE.

Em Afogados da Ingazeira, em parceria com a Secretaria Municipal de Administração e Desenvolvimento Econômico, o SEBRAE vai promover palestras direcionadas aos empreendedores do município.

As palestras ocorrerão no auditório da secretaria municipal de educação. Confira a programação:

Terça, 14 de Maio – 18h30
Entendendo custos, despesas e preço de vendas.

Quarta, 15 de Maio – 18h30
Marketing e comercialização.

Quinta, 16 de Maio – 18h30
Gestão para o seu negócio de maneira descomplicada.

As Inscrições podem ser feitas no endereço eletrônico www.loja.pe.sebrae.com.br

Governadora Raquel Lyra sanciona lei que extingue faixas salariais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros

Foto: Miva Filho/Secom

A governadora Raquel Lyra sancionou nesta sexta (10), a lei extingue as faixas e determina reajuste no valor dos soldos dos agentes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. De acordo com o projeto apresentado pelo Governo do Estado e aprovado pela Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), já no próximo mês de junho, o soldo inicial para a base da carreira (soldados da faixa “A”), passará de R$ 3.419,88 para R$ 4.406,41. Já em 2026, ano que o processo de extinção das faixas será concluído, o valor inicial da carreira passará a ser de R$ 5.617,92 em todo o Estado. Após a sanção, o texto será publicado no Diário Oficial do Estado. 

 O projeto de lei das faixas salariais é um pleito antigo dos policiais e bombeiros e foi enviado para a Alepe pela governadora Raquel Lyra em março deste ano. “Nosso compromisso, através do Juntos pela Segurança é promover a valorização e reestruturação das carreiras dos militares de Pernambuco. Agradecemos à imensa maioria da Alepe, que aprovou o projeto original. A extinção das faixas salarias era uma demanda antiga da categoria e que a partir de agora se torna lei estadual, garantindo o fortalecimento dessas profissões que são essenciais para manter a segurança e o bem-estar de toda a população pernambucana”, destacou a governadora.
 
A Lei detalha a extinção progressiva das faixas a partir de 1º de junho de 2024 até 1º de junho de 2026, promovendo um aumento significativo do salário médio da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A modificação ocorre levando em conta a transparência, sendo viabilizada pelo caixa estadual.

FAB faz lançamento aéreo de alimentos para pessoa isoladas no RS

O estado chegou à marca de 107 pessoas mortas devido as enchentes (Crédito: Divulgação FAB)
O estado chegou à marca de 107 pessoas mortas devido as enchentes (Crédito: Divulgação FAB)

A primeira carga continha cerca de 2,4 toneladas de fardos com água e comida

A Força Aérea Brasileira (FAB) começou nesta quinta (9/5) a realizar lançamentos de donativos e materiais essenciais, por via aérea, nos locais mais atingidos pelas enchentes no Rio Grande do Sul. Os materiais foram distribuídos e lançados de paraquedas.

A primeira carga saiu da Base Aérea de Canoas e lançada pela FAB na região de São Jerônimo (RS), continha cerca de 2,4 toneladas de fardos de água e cestas básicas. A cidade de 21 mil habitantes banhada pelo rio Jacuí e que enfrenta a pior inundação de sua história.

Alimentos lançados em áreas isoladas (Crédito: Divulgação FAB
)
Alimentos lançados em áreas isoladas (Crédito: Divulgação FAB )

“É muito importante para o Esquadrão ver que nosso trabalho está sendo útil em um momento tão emergencial. É para isso que treinamos e nos mantemos sempre preparados. Realizar missões de lançamento de carga em uma área de difícil acesso é gratificante e denota a capacidade de emprego da aeronave de transporte militar”, disse o Capitão Aviador Kleber Aurelio Saugo em nota a imprensa.

Após a missão de lançamento, foram transportados 4,5 toneladas de insumos hospitalares e material de resgate até a Base Aérea de Santa Maria (BASM). O material foi embarcado na Base Aérea de Canoas.

Alimentos lançados em áreas isoladas (Crédito: Divulgação FAB)
Alimentos lançados em áreas isoladas (Crédito: Divulgação FAB)

O número de desalojados no Rio Grande do Sul dobrou nesta quinta, de acordo com a Defesa Civil. Boletim divulgado pela manhã mostrou que 327.105 pessoas tiveram de deixar suas residências por causa da inundação.

O estado chegou à marca de 107 pessoas mortas em decorrência das chuvas.

As informações são do Correio Braziliense.