Gonzaga Patriota, ex-deputado federal constituinte, receberá título de Cidadão do Recife

O político foi deputado federal por 9 vezes e uma vez deputado estadual, passando quase 40 anos na Câmara Federal, sendo um dos parlamentares mais antigos da casa. Como Secretário Nacional de Trânsito, foi o responsável pela implantação do Código Nacional de Trânsito, em 1997

O ex-deputado federal, Gonzaga Patriota, receberá o título de cidadão recifense, nesta segunda-feira, 17 de junho, às 18h, no plenário da Câmara dos Vereadores do Recife. A proposta foi homologada pela Comissão Executiva da mesa diretora da casa. Gonzaga tem mais de 40 anos de atuação na vida pública, e fez parte da Assembleia Nacional Constituinte, 1987-1988, formatando a Constituição Cidadã (1988), ao lado de grandes nomes da nossa política, como Ulisses Guimarães, Cristina Tavares, Joaquim Francisco, Wilson Campos, Luiz Inácio Lula da Silva, Geraldo Alckmin, dentro outros.

Gonzaga Patriota se considera um autêntico democrata e teve como base das suas propostas: a melhoria do sistema educacional, da saúde, da agricultura familiar, da segurança pública e lutou por conquistas para as mulheres e pessoas com deficiência.

Além do Sertão, a cidade do Recife também era foco de atuação de Gonzaga Patriota

Os seus 9 mandatos de Deputado Federal e um de Estadual, sempre foram prestados com total atenção ao Sertão de Pernambuco. Contudo, destinou parte das verbas das emendas para entidades filantrópicas do Recife, como IMIP, Hospital do Câncer e Fundação Altino Ventura.

Histórico – Gonzaga Patriota, nasceu em 1946 em Sertânia, interior de Pernambuco, é graduado em Direito, Administração, Ciências Contábeis e Jornalismo, tem especialização em Ciências Políticas, mestrado em Ciências Políticas e Políticas Públicas e de Governo. Atualmente e doutor em Direito Civil. Iniciou suas atividades profissionais como telegrafista da REFSA, aos 16 anos, 1962.

Foi Deputado Estadual (1983-1986) e Deputado Federal (1987 até janeiro de 2023), exercendo 9 legislaturas seguidas na Câmara Federal. Militou no MDB, PDT e é atualmente filiado ao PSB. Gonzaga Patriota foi também Secretário Nacional de Trânsito e implantou o “Código Nacional de Trânsito”, em 1997. Representou o Brasil em missões oficiais ao exterior por 40 vezes, em diversos países. É escritor com 47 livros publicados

Governo Raquel Lyra amplia prazo de empréstimo consignado do servidor para 120 meses

Para trazer maior comodidade aos servidores públicos, o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Administração do Estado (SAD), divulgou a portaria que aumenta de 96 para 120 meses o prazo de amortização para as consignações facultativas em folha de pagamento.

Isso corresponde a dizer que, agora, o funcionalismo estadual terá até dez anos para quitar empréstimos consignados. O documento está publicado no Diário Oficial do Estado.

Também de acordo com a Portaria, no caso de despesas realizadas mediante cartões de crédito e cartões de benefício consignados com desconto mínimo em folha de pagamento, os servidores terão o prazo de até 48 meses.

A secretária de Administração do Estado, Ana Maraíza, enfatizou a importância do aumento de oito para dez anos do período de pagamento.

“Esse novo prazo demonstra o compromisso do Governo do Estado de trazer maior tranquilidade para o planejamento financeiro dos servidores, ao mesmo tempo em que disciplina a operacionalização das consignações”, ressaltou a titular da pasta.

Já o gerente Geral de Cadastro, Movimentação e Folha de Pagamento do Estado, Roberto Maia, informou que o processo de credenciamento e as regras para habilitação serão realizados por meio de edital de chamamento público.

“É dessa forma que garantiremos transparência e isonomia entre as consignatárias, de acordo com a Lei Federal nº 14.133/2021”, avaliou.

A Portaria também estabelece disposições referentes aos custos efetivos totais das operações de crédito, obrigações das consignatárias, entre outros assuntos.

Esse documento regulamenta, ainda, o Decreto Nº 56.725, publicado no Diário Oficial do Estado do último dia 06 de junho.

Márcia Conrado inaugura cozinha comunitária no Bairro Vila Bela

Nesta quinta-feira, 13 de junho, a prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado inaugurou mais uma cozinha comunitária, desta vez no bairro Vila Bela. A nova instalação vai oferecer refeições diárias a mais de 200 pessoas em situação de vulnerabilidade. Além de atender tanto às famílias cadastradas nos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) quanto à população em situação de rua.

O equipamento vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 11h às 13h. Os beneficiários das refeições são previamente identificados e acompanhados pelos CRAS, que realizam um trabalho criterioso de avaliação e visitas trimestrais para monitorar o progresso das famílias e verificar se elas ainda necessitam de apoio alimentar. O projeto também ganhou um importante reforço financeiro do governo do Estado, que destinará R$ 20 mil mensais para apoiar suas operações.

Esse acompanhamento contínuo é essencial para garantir que os recursos da cozinha sejam direcionados a quem realmente precisa e para celebrar quando uma família supera suas dificuldades. A prefeita Márcia Conrado destacou a importância desse cuidado ao afirmar que “cada refeição servida aqui representa um passo a mais na construção de uma cidade mais justa e solidária. Este é um exemplo de como podemos unir esforços para cuidar dos nossos cidadãos mais vulneráveis”, acrescentou a prefeita.

Para garantir a qualidade e o equilíbrio nutricional das refeições, uma equipe de nutricionistas dedica-se ao planejamento do cardápio, assegurando que cada prato atenda às necessidades alimentares dos beneficiários. . “A Cozinha Comunitária de Vila Bela não é apenas um lugar para alimentar o corpo, mas também para nutrir a esperança e a dignidade de cada pessoa que aqui chega”, concluiu Conrado.

Enem: prazo para inscrição termina nesta sexta (14)

Foto: Marcello Casal Jr/Agência BrasilPara se inscreverem, os estudantes devem acessar a Página do Participante e utilizar o cadastro na conta gov.br. Prazo para pagar a taxa (R$ 85) vai até dia 19 de junho

Termina nesta sexta-feira (14) o prazo para os estudantes se inscreverem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A inscrição deve ser feita por meio da Página do Participante, com utilização do cadastro na conta gov.br.

Confira outras datas do cronograma:

  • Também até 14 de junho: solicitações de atendimento especializado e tratamento por nome social;
  • Até 19 de junho: pagamento da taxa de inscrição (R$ 85);
  • 3 e 10 de novembro: aplicação das provas nas 27 unidades da Federação.

Como se preparar para o Enem 2024

As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, sendo assim, os estudantes têm cerca de cinco meses para a preparação. O professor de redação, atuante em em uma instituição preparatória para vestibular e mentor educacional da Tutory, plataforma on-line de estudos, Eduardo Santana, avalia que não há porque temer o prazo, já que ainda há tempo para dedicação aos estudos e conseguir bons resultados. Ele menciona áreas em que os candidatos devem se dedicar:

“O que deve ser feito nesta preparação ao longo dos 5 meses é focar nas habilidades, como interpretação de textos, gráficos, tabelas, imagens e etc, em uma leitura ostensiva, porque é uma prova longa e também praticar uma leitura crítica e interpretação de diferentes tipos de textos e dados. Isso é fundamental para que todos saiam muito bem na prova”, elenca.

O período de preparo para o exame pode ser desgastante para os alunos, tanto de forma física quanto psicológica. Nesse caso, o professor Eduardo Santana destaca um elemento essencial que não pode faltar ao longo da preparação: o cuidado com a saúde física e mental.

“Ao longo dessa preparação, o que não pode faltar é o nós chamamos de cuidado consigo, cuidado com a saúde mental e saúde física do candidato. Cada aluno, além de prezar pela organização dos estudos, precisa do cuidado com a saúde mental e física, como dormir bem, porque o sono é essencial para a consolidação da memória. Outro quesito importantíssimo ao longo dessa jornada é alimentar-se de forma saudável, pois ajuda na concentração e desempenho cognitivo. E a prática regular de atividades físicas vai aliviar o estresse”, destaca o professor.

Como são muitas disciplinas e conteúdos para estudar e revisar, a preparação requer organização. Para a estudante do último ano do ensino médio em Brasília, Geovana Macedo Timbó, 17 anos, a organização com o tempo de prova é a maior dificuldade. Ela vai realizar a prova pela primeira vez em 2024 e conta como é a rotina de estudos.

“Eu estou estudando em casa, por um cursinho online, e na escola também. E as minhas maiores questões são a organização em relação ao tempo de prova e os possíveis temas de redação que vão cair”, conta.

Redação de peso

O Enem colabora para o ingresso no ensino superior no país. A prova possui formato já conhecido, que se divide na aplicação em dois dias – sendo que a redação acontece no segundo dia de provas e se consolida como elemento de peso para o cálculo da nota.

Leia mais

Lula 3.0 está longe de enfrentar a corrupção no próprio governo

Lula (PT)Romoaldo de Souza/JC

‘FEIA É VOCÊ’

Assim, como se o país estivesse as mil maravilhas, como se não fosse necessária a participação do Parlamento para ajudar a colocar o Brasil nos eixos e lá vem as deputadas Júlia Zanatta (PL-SC) e Érika Hilton (Psol-SP) brigarem feito meninas de 5ª série.

Érika chamou Júlia de “feia” e “ultrapassada”. À coluna, Júlia Zanatta relatou que Érika Hilton “além de me chamar de feia, ainda mandou que eu hidratasse o cabelo.”

CAIXEIRO VIAJANTE

O presidente Lula da Silva (PT) já deu seu aval à exploração de petróleo na bacia do rio Amazonas, mas mandou o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, cuidar que esse assunto não seja o “cavalo de batalha” dos ambientalistas.

O Brasil vai ser sede da Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas em novembro de 2025 e o governo brasileiro se organiza para fazer o papel de “bom moço ambiental,” mas na prática está de olho no lucro da exploração de petróleo.

UM PULINHO NA POROROCA

Ambientalistas sérios e os turistas que virão a Belém (PA), sede do evento, poderia dar uma esticada para ver um belíssimo espetáculo que é a chegada do Amazonas adentrando no oceano e também se certificar dos acordos que a Petrobras estuda fazer para avançar nas pesquisas. Menos tacacá e mais pororoca faria um bem a essa gente!

CONVERSA FRANCA

Essa é a promessa de Lula para quando voltar do périplo pela Suíça e depois Itália. O presidente disse que vai chamar o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, acusado de corrupção em terra maranhense, onde a irmã é prefeita.

“Se cometeu um erro, reconheça. Se não cometeu, brigue pela sua inocência. Esse é um lema que eu tenho dito para todos os ministros”, disse Lula sob o frio de Genebra.

PORÉM NA CAMPANHA

Lula pintava e bordava com argumentos vernaculares além do moralismo. “Se eu vencer essa disputa, ministro meu que se envolver com qualquer questão duvidosa, se afasta e se for inocente, volta.” Era promessa de campanha.

INCENSO E FOTOS
O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, é tão importante que entra no plenário do Senado, mesmo sem ser parlamentar, vai ao cafezinho comer um pão de queijo e se dá conta que é uma celebridade. “Rapaz, estou mais famoso que rainha da Festa do Milho, no interior.”

BIOCOMBUSTÍVEL EM ALTA

O senador Fernando Dueire (MDB-PE) estava no salão azul, o principal do Senado, com um sorriso de canto a canto da boca. “Não é pra menos”, disse. Emenda de sua autoria foi aprovada na Comissão Especial do Hidrogênio Verde.

O texto estabelece certificações e políticas de incentivos a esses energéticos de baixo carbono que possuem uma produção expressiva em Pernambuco e no Nordeste do país. “Essa emenda representa inclusão e incentivo à geração de emprego e renda”, comemorou.

PENSE NISSO!

É hora das mulheres saírem da toca. Instigadas pela escritora Clarissa Pinkola Estés, autora de “Mulheres que correm com os lobos”, chegou a hora dessas manifestantes deixaram a rede social de lado, vestir literalmente a camisa e sair em defesa da liberdade, gritando contra o Projeto de Lei que criminaliza aborto após 22 semanas. Inclusive a primeira-dama, Rosângela Lula da Silva, que se auto-intitula “influencer política.”

Nesta quinta-feira (13) um grupo de mulheres se concentrou nas imediações do Museu da República, no centro de Brasília, mostrando à sociedade crianças e adolescentes, vítimas de estupro, serão as mais afetadas caso a medida seja aprovada.

É preciso dizer que do jeito que o projeto está, as mulheres sofrerão duplamente a punição. Uma da violência do estrepo. Outra da penalidade.

Pense nisso!

Governadora Raquel Lyra visita a Fiepe e destaca a importância da parceria do Governo de Pernambuco com o setor empresarial local

 
Em visita ao complexo da Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe), localizado no bairro de Santo Amaro, no Recife, a governadora Raquel Lyra destacou a importância de ter a entidade como parceira para impulsionar o desenvolvimento econômico de todas as regiões de Pernambuco. A vice-governadora Priscila Krause também acompanhou a agenda.
 
“Temos acompanhado o trabalho realizado pela Fiepe. A entidade tem ajudado Pernambuco a crescer e se reposicionar no papel de liderança no Nordeste brasileiro. Agradeço a Ricardo Essinger pela sinergia com que tem lidado com todo o time do Governo do Estado”, apontou Raquel Lyra.
 
Um dos exemplos dessa parceria é o TecHub Hidrogênio Verde, instalado no Porto de Suape, no município de Ipojuca. Desenvolvido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-PE) e a Fiepe, o empreendimento ocupa 17,3 mil hectares e tem foco na transição energética. O objetivo é que o espaço agregue um complexo de usinas solares, usinas de hidrogênio verde, estações de abastecimento de H2V, entre outros equipamentos.
 
“Tenho muita gratidão a tudo que tem sido produzido com esta parceria entre a Fiepe e o Governo do Estado. Tem sido um trabalho enriquecedor, que contribui para o desenvolvimento, a atração de indústrias e o fortalecimento da economia pernambucana”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Guilherme Cavalcanti.
 
Outra iniciativa é o Observatório da Indústria do Senai-PE. Uma das ações que estão sendo realizadas é a elaboração de um estudo para compreensão dos impactos da implantação da Ferrovia Transnordestina no trecho entre o Porto de Suape e Salgueiro, no Sertão. O objetivo é levantar um diagnóstico que aponte as tendências acerca das cadeias produtivas que poderão ser afetadas com a construção do trecho da ferrovia. A conclusão do estudo está prevista para dezembro deste ano.
 
“O nosso sistema entrega mais do que desenvolvimento ao Estado. Ele entrega perspectiva de vida às pessoas, por meio da educação, da inserção no mercado de trabalho, da solução para indústrias e da capacitação de pessoas. Temos orgulho de mostrar todas as ações desenvolvidas pelo Senai e pelo Sesi, além do IEL [Instituto Euvaldo Lodi], para que conheçam e recorram a nossa estrutura quando precisarem”, considerou o presidente da Fiepe, Ricardo Essinger.
 
Estiveram presentes no encontro o presidente eleito da Fiepe, Bruno Veloso, a superintendente do Sesi Pernambuco, Claudia Cartaxo, a diretora regional do Senai Pernambuco, Camila Barreto, o superintendente da Fiepe e do IEL Pernambuco, Israel Erlich, além do presidente da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Adepe), André Teixeira Filho.

Teresa Leitão e Rosa Amorim levam ao governo federal o caso do “Muro de Maracaípe”

A construção de um muro dificultando o acesso das pessoas à Praia de Maracaípe virou assunto nacional. Exemplo primário do que pode ocorrer com a aprovação da chamada “PEC da Privatização das Praias”, o caso agora está oficialmente denunciado ao governo federal. Nesta quinta (13), a senadora Teresa Leitão e a deputada estadual Rosa Amorim levaram a questão ao Secretário de Gestão do Patrimônio da União – SPU, Lúcio Geraldo de Andrade, e sua equipe.

Para a senadora, o muro “é um dos piores exemplos do que pode causar a PEC da Privatização das Praias. Quando a gente diz que é contra essa PEC, é porque coisas dessa natureza e piores podem acontecer”. “Estamos aqui na defesa do meio ambiente e contra o assédio político que está sendo feito ali em relação aos nossos moradores, em relação às pessoas de modo geral”.

Construído pelo proprietário de um terreno à beira-mar, o muro é feito de toco de coqueiros e está limitando o acesso de banhistas e trabalhadores à praia. O dono do terreno diz que o muro tem finalidade de conter o avanço do mar. Porém, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) de Pernambuco afirmam que o muro está irregular e causa danos ao meio ambiente. A demolição do muro, ordenada pelo CPRH, foi impedida por uma decisão judicial.

Além da discussão social, ambiental e jurídica, o muro tem provocado também um forte embate político, repercutindo na prática a proposta de privatização das praias.

Defensora da derrubada do muro em favor da população geral, do meio ambiente e, em especial aos trabalhadores e trabalhadoras que vivem da praia (barraqueiros, marisqueiras, etc), a deputada estadual Rosa Amorim (PT) está sendo vítima de assédio político.

“Estamos lidando contra a política do ódio. Se tem alguma família que se diz dona do Pontal de Maracaípe a gente pode dizer que tudo isso vai por água abaixo, porque a praia é pública. O Pontal de Maracaípe sem muros é uma luta extremamente legítima”, reforçou Rosa Amorim.

As parlamentares pernambucanas saíram satisfeitas da reunião. “As irregularidades, o avanço da ilegalidade, questões intransponíveis no tocante aos direitos das pessoas, todas foram reveladas e inclusive todas estão sendo tratadas”, resumiu Teresa Leitão.

“Estamos aqui federalizando o caso. O governo federal vai se comprometer para que a gente possa já, já, retirar os muros do Pontal de Maracaípe”, complementou Rosa Amorim.

Suíça envia ao Brasil R$ 155 milhões recuperados de crimes, inclusive da Lava-Jato

https://s2-valor.glbimg.com/oxp38jE7ZeeOhtw6PB-UHEN27Sw=/0x0:400x266/984x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_63b422c2caee4269b8b34177e8876b93/internal_photos/bs/2020/T/y/aXXshrTj2mdOkVZyZyuw/pgr-antonio-augusto-secom-mpf.jpgValor

A Suíça destinou ao Brasil R$ 155,4 milhões recuperados de crimes transnacionais de lavagem de dinheiro, corrupção e falsificação de documentos públicos, envolvendo os dois países. Parte desse montante tem relação com as investigações da Operação Lava-Jato, conforme apurou o Valor.

O nome da operação, no entanto, não consta das informações divulgadas para a imprensa.

De acordo com o material divulgado, cláusulas previstas nos acordos de compartilhamento de ativos impedem a divulgação dos nomes das pessoas envolvidas, assim como de detalhes dos crimes cometidos.

O atual presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chegou a ser preso por conta das investigações. Além do Ministério Público Federal (MPF), também atuaram nos processos órgãos do governo, como o Ministério da Justiça e Segurança Pública e a Advocacia-Geral da União (AGU).

O montante destinado ao país corresponde à metade do valor total recuperado em sete casos apurados e julgados pelas autoridades da Suíça. As investigações duraram mais de dez anos, sendo que o auxílio prestado pelo Brasil ocorreu entre 2016 e 2020.

A primeira fase da Lava-Jato foi deflagrada em 2014 e nos anos seguintes foram fechados diversos acordos de cooperação internacional, inclusive com a Suíça.

Esse tipo de destinação está previsto na lei daquele país europeu, para que parte dos valores recuperados seja enviada a países que colaboraram de forma decisiva para a solução dos crimes investigados e julgados pelo Sistema de Justiça suíço. Essa é a primeira vez que o Brasil recebe recursos por conta dessa legislação.

Não se trata, portanto, de dinheiro repatriado requerido pelo Brasil, mas uma espécie de compensação prevista em lei para o país que presta auxílio jurídico na investigação.

O valor recebido será destinado ao Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), administrado pelo governo federal. O aporte vai representar um incremento de mais de 40% ao orçamento previsto para o fundo este ano, que é de R$ 361,47 milhões.

Governo de Pernambuco fecha negociação salarial com 80% dos servidores e reajuste será pago dia 21

O governo do Estado de Pernambuco enviou para a Assembleia Legislativa projetos que garantirão reajustes salariais para sete categorias de servidores, incluindo os professores. Com isso chega 80% o total de funcionários públicos com correção salarial garantida e que será paga a partir da folha salarial desde mês, que estará disponível no próximo dia 21. Antes os parlamentares já tinham aprovado o reajuste dos policiais militares e bombeiros. Como os militares não podem ser sindicalizados, as negociações foram feitas diretamente com os comandantes. Não houve ruído nos quartéis, mas na Assembleia Legislativa, onde atuaram em defesa da categoria, os deputados oriundos da PM.

A secretária Estadual de Administração, Ana Maraísa, disse que mais de 100 reuniões foram feitas até o mês de abril com todos os sindicatos para se chegar à meta estabelecida pela governadora Raquel Lyra, com base na Lei de Responsabilidade Fiscal, de garantir no mínimo a correção da inflação para todos os servidores e um aumento máximo de 20% dos gastos com pessoal. Com isso foi possível dar, sobretudo na área de educação, reajuste diferenciado para professores com mestrado e doutorado, uma reivindicação antiga do Sintepe.

Como falta ainda fechar negociações com 20% dos servidores não incluídos nesses projetos enviados à Alepe, a secretária informou que as negociações vão prosseguir até que todos sejam atendidos. Neste caso, o pagamento será feito de forma retroativa. Indagada sobre como foi possível lidar com tantas categorias sem greves e sem ruídos, Ana Maraísa explicou: “com muito diálogo, respeito, transparência e responsabilidade, como nos recomendou a governadora”. Segundo ela, “os números foram expostos para os sindicatos de forma clara, tanto em relação ao orçamento, sua projeção de crescimento, como aos limites estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Quando se age desta forma as desconfianças ficam de lado e o diálogo flui com tranquilidade, como acabou acontecendo”.

Como a governadora Raquel Lyra decidiu antecipar o pagamento dos salários dos funcionários públicos para o próximo dia 21, criando um verdadeiro feriadão de São João, a Assembléia Legislativa tem até a próxima quinta-feira (20), para analisar e aprovar todos os projetos. Em função disso, as comissões de Justiça, Finanças e Administração anteciparam para a próxima segunda-feira (17), suas reuniões deliberativas sobre o assunto de forma que o plenário possa se manifestar até a quinta-feira. Presidente da Comissão de Justiça, o deputado Antonio Moraes afirmou que “como foram tranquilas as negociações com os servidores não devemos ter problema na aprovação das matérias a tempo de garantir o pagamento dos salários reajustados na próxima semana”.

Bolsa de profissionais do Mais Médicos aumenta em 8,4%, e remuneração chegará a R$ 12,5 mil

Mais Médicos conta atualmente com 24,9 mil vagas ocupadas e 2,6 mil em ocupação – número próximo da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para este ano, que é de 28 mil médicos ativosPor: Cinthya Leite/JC

O Ministério da Saúde publicou, na quarta-feira (12), uma portaria que aumenta em 8,4% a bolsa dos profissionais do Programa Mais Médicos.

Com esse reajuste, o valor líquido, que era de R$ 11.530,04, vai chegar a R$ 12.500,80. A última atualização do pagamento da bolsa-formação havia sido feita em 2019.

Segundo o secretário de Atenção Primária à Saúde, Felipe Proenço, o valor adicional será pago aos médicos a partir da próxima remuneração, realizada no primeiro dia útil de julho.

“Esse é um reconhecimento importante da centralidade e da importância do programa Mais Médicos”, salientou.

Com o reajuste, o valor bruto da remuneração mensal, que era de R$ 12.385,50, passa para R$ 14.058,00.

O aumento também vai ampliar os valores de ajuda de custo, pagos quando o médico muda de cidade para atuar no programa, que variam de uma a três bolsas-formação, a depender da localidade de atuação.

Além disso, a medida também vai ampliar as indenizações por fixação, que é o valor acumulado da soma das bolsas-formação que o profissional pode receber ao final dos quatro anos do programa.

Esses incentivos variam de 10% a 80% do total de bolsas recebidas, a depender da localidade de atuação e da condição do médico.

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Programa Mais Médicos garante atendimento para as populações mais vulneráveis

Segundo o painel do programa, o Mais Médicos conta atualmente com 24,9 mil vagas ocupadas e 2,6 mil em ocupação – número muito próximo da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para este ano, que é de 28 mil médicos ativos.

O programa criado para ampliar a presença de médicos em regiões carentes nasceu em 2013 e foi retomado em 2023, quando alcançou, pela primeira vez, a robusta marca de 20 mil profissionais em atuação.

Atualmente, 60% dos médicos em atuação nos municípios mais vulneráveis são do programa, uma vez que a distribuição de vagas leva em conta a vulnerabilidade dos territórios, a dependência do Sistema Único de Saúde (SUS) para o acesso da população à saúde e a dificuldade de provimento dos profissionais.

Entre os públicos atendidos, estão comunidades indígenas, população privada de liberdade, por meio das equipes de Atenção Primária Prisional (eAPP), e pessoas em situação de rua nas equipes de Consultório na Rua (eCR).

“A matéria apresentada neste portal tem caráter informativo e não deve ser considerada como aconselhamento médico. Para obter informações fornecidas sobre qualquer condição médica, tratamento ou preocupação de saúde, é essencial consultar um médico especializado.”